Curiosidades

O que é hardballing, tendência da geração Z para iniciar relacionamentos

0

Com certeza, você vê a diferença de pensamentos, posicionamento, entendimento de mundo e vários outros aspectos de geração para geração. E elas são muitas. A geração X, Z, millennials e outras tantas lidam com a mesma coisa de maneiras diferentes. Um exemplo disso é a tendência da geração Z quando o assunto são relacionamentos.

Hoje em dia, os relacionamentos começam, praticamente todos, através dos aplicativos. Contudo, por mais que as pessoas estejam em busca de conhecer alguém, será o que elas estão buscado exatamente?

A resposta dessa pergunta pode ser a mais variada, como por exemplo, as pessoas podem estar em busca de uma pessoa para constituir uma família com ela, um romance de conto de fadas ou então apenas uma aventura.

Tendência

Hindustan Times

Como resultado dessa múltipla opção de resposta, os jovens da geração Z começaram uma tendência para tentar desfazer a confusão e os mal entendidos nos relacionamentos e encontros. A tendência se chama hardballing, traduzido como “jogar pesado”. Esse termo quer dizer um enfoque mais sensato a respeito dos encontros.

Em suma, o objetivo principal dessa tendência é ser sincero e explicar de cara quais são as intenções e as expectativas com os possíveis relacionamentos. Tudo isso antes mesmo de um primeiro encontro.

Segundo Lakshmi Rengarajan, criadora do podcast Paired by the People, a pandemia do coronavírus criou o ambiente perfeito para o surgimento dessa nova tendência.

“Nós reduzimos a velocidade para recomeçar e pensar em tudo o que dá sentido às nossas vidas. A vida é curta e preciosa, e as pessoas são exigentes, de forma que não há tempo a perder com relações românticas indefinidas”, pontuou ela.

Relacionamentos

BBC

A tendência do hardballing realmente mudou a forma como as pessoas veem os relacionamentos. Por exemplo, temos esses dois solteiros que reforçam o motivo pelo qual os encontros amorosos nunca mais serão os mesmos para eles.

Mary, nome fictício, de 25 anos, conta que os encontros na capital do Quênia são bem difíceis.

“Passei por muitas situações em que meu sucesso profissional não agradou à outra pessoa e ele quis que eu me encolhesse. Se precisasse escolher entre um homem e meu trabalho, com certeza escolheria minha segurança”, pontuou ela.

“Cresci na pobreza e não quero nunca estar em uma relação em que o meu parceiro não possa desenvolver seu lado profissional e contribuir financeiramente como eu”, explicou.

Por conta disso, Mary tem seus requisitos que ela quer que sejam atendidos em seus relacionamentos. Além do trabalho seguro, tem sua fé, seus valores fundamentais e a importância da família.

“Agora, quando chego a conhecer pessoas no primeiro encontro, já apresentei meus conceitos básicos e sei se estou ou não disposta a continuar”, relatou.

Encontros

BBC

A mesma tendência é seguida por Owen Moore, em Washington, nos Estados Unidos. Ele também percebeu que os encontros por lá também têm seus desafios.

“Acredito que, devido à natureza transitória da cidade, realmente tem sido difícil encontrar pessoas que desejem criar raízes. Realmente acredito nos encontros em que há honestidade e boa intenção. Mas realmente estou enfrentando dificuldades para fazer com que eles não sejam necessariamente incômodos”, comentou ele.

Nesse ínterim, a especialista em relacionamentos Lakshmi Rengarajan afirma que existem vários desafios atualmente para as pessoas que procuram por amor. Segundo ela, na cultura atual dos relacionamentos as pessoas estão em um jogo de quem consegue mais.

É justamente nesse ponto que o hardballing entra. Essa tendência tem o foco em ser honesto para que se elimine a tensão e a ansiedade dos encontros. Na visão de Rengarajan, essa tendência se resume em ter uma sensação de controle, depois desses dois anos turbulentos para muitas pessoas.

Fonte: BBC

Imagens: BBC, Hindustan Times

Homem é internado depois de enfiar fio de nylon em órgão íntimo

Matéria anterior

Esse personagem de Os Simpsons morreu e retornou

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos