Curiosidades

O que é o Antropoceno e por que os cientistas dizem que o planeta entrou nesse estágio?

0

Nosso planeta já tem seu longo período de existência e já passou por várias mudanças. Uma delas, que os pesquisadores consideram uma das mais drásticas, é a climática. Isso vem afetando o mundo de várias maneiras e ameaçando engolir vários lugares do mundo.

E todas essas mudanças que a Terra sofreu tiveram um nome. Agora, nosso planeta está no que é chamado Antropoceno. Esse termo mostra o impacto irreversível que as atividades humanas tiveram no planeta. Além disso, ele pode ser uma nova era geológica. De acordo com dez anos de pesquisa científica, o emblema dessa época é a revelação do Lago Crawford no Canadá.

Ao que tudo indica, com remanescentes explosões nucleares e sedimentos cheios de microplásticos, nosso planeta parece ter dito adeus para o período Holoceno e entrado nesse chamado Antropoceno. Contudo, essa mudança precisa da aprovação da União Internacional de Ciências Geológicas (IUGS) para se tornar oficial.

Antropoceno

InfoEscola

E a dúvida que fica é o que realmente esse novo período significa para os humanos. Segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a sociedade está encarando o “desestabilizador das pressões planetárias e desigualdades”. Isso pode parecer um apocalipse e uma situação extrema, mas Pedro Conceicao, responsável pelo relatório do PNUD, não hesita em usar o termo.

No entanto, nem tudo parece estar perdido. Segundo Erle Ellis, professor da Universidade de Maryland, o Antropoceno não quer dizer que os humanos estão presos na sua própria montanha-russa de destruição. Tanto que ele sugere que a capacidade humana de aproveitar energia para grandes projetos conseguirá manter essa esperança viva. “Existem muitos futuros possíveis”, disse ele.

Já na visão da romancista britânica Manda Scott, ela instiga as pessoas a verem o futuro no Antropoceno em novas narrativas. Ela aponta que criar uma distopia é uma coisa fácil, e que o real desafio é imaginar histórias de mudanças positivas e de resiliência onde os humanos saem triunfantes e chegam no futuro desejado.

Planeta

Como dito, o planeta pode estar fazendo sua transição entre períodos. Entender essas mudanças é crucial para que os cientistas saibam como nosso planeta se comporta e para onde ele pode ir. Tanto é que pesquisadores não param de criar modelos para que isso seja analisado.

“Criamos e desenvolvemos um modelo inteiramente novo de evolução da Terra nos últimos bilhões de anos. Nosso planeta é único na forma como hospeda a vida. Mas isso só é possível porque os processos geológicos fornecem um sistema de suporte de vida do Planeta”, disse Dietmar Müller, geofísico da Universidade de Sidney.

O geofísico se uniu com uma equipe internacional de pesquisadores para criar um modelo computacional em que eles resumiram o movimento das placas tectônicas vistas no último bilhão de anos da Terra em apenas 40 segundos.

Para fazer esse modelo do movimento que mudou o que se conhece como Terra atualmente, Andrew Merdith, outro geofísico que faz parte do grupo de geociências EarthByte da universidade australiana, analisou todos os dados que foram coletados nos últimos quatro anos. Como resultado ele conseguiu fazer o vídeo onde se vê as mudanças na superfície do nosso planeta.

“Em uma escala de tempo humana, as coisas se movem em centímetros por ano, mas como podemos ver na animação, os continentes estiveram em todos os cantos do planeta ao longo do tempo. Um lugar como a Antártica, que hoje vemos como um continente árido, gelado e inóspito, na verdade já foi um bom destino de férias, ocupando a região da linha do Equador”, disse Michael Tetley, geofísico especializado em geodinâmica e um dos autores do estudo.

Fonte: Mistérios do mundo,  Engenhariae

Imagens: YouTube, InfoEscola

Antes e depois: oncinhas que esbanjavam fofura se tornam grandes feras em poucos meses e impressionam nas redes sociais

Previous article

As cinco coisas para não gastar se você quer ser rico

Next article

Comments

Comments are closed.