Entretenimento

Os Simpsons previram e ridicularizaram o Apple Vision Pro

0

É quase impossível alguém não conhecer Os Simpsons. A famosa família amarela criada por Matt Groening e produzida pela Fox já tem mais de 700 episódios e 35 temporadas. Seus personagens, sua cor e seus bordões podem ser famosos, mas uma outra coisa chama muita atenção nesse desenho: a habilidade dele de “prever” o futuro. Dessa vez, a previsão foi com relação ao Apple Vision Pro.

Logo depois que o headset da Maçã foi lançado, começaram a aparecer as primeiras fotos das pessoas usando o novo gadget. Isso aconteceu no dia dois de fevereiro. Assim que os primeiros Apple Vision Pro começaram a ser vistos pelas ruas dos EUA, vários registros foram feitos com pessoas usando o headset nas mais diversas situações, como por exemplo, no metrô respondendo e-mails ou mensagens no ar, e andando na rua com uma bateria externa e seguindo seu caminho normalmente. Claro que situações como essa causaram estranhezas em quem estava por perto.

Previsão

Não muito tempo depois, uma pessoa encontrou um episódio antigo dos Simpsons no qual era visto algo bem parecido com a atual realidade. No segundo episódio da 28ª temporada do desenho é possível ver cenas parecidas com as vistas nas ruas. O episódio foi ao ar em outubro de 2016 e a história gira ao redor do fascínio do Sr. Burns com a tecnologia de realidade virtual depois de ele ter atropelado o Professor Frink enquanto ele usava um óculos Frink Oculus.

Como Sr. Burns não tem uma família, ele vai brincando com o óculos e Smithers sugere que o chefe programe uma dentro da realidade virtual. Nesse momento que os Simpsons são envolvidos em uma trama típica do desenho.

E no fim do episódio, o futuro é mostrado e nele as pessoas de Springfield estão vivendo suas vidas, mas todos com um óculos de realidade virtual no rosto. A verdade é que todos estão vivendo uma vida totalmente alheia da realidade.

Isso pode parecer absurdo, mas não foi muito diferente do visto com as pessoas usando o Apple Vision Pro e seguindo com sua vida sem se importar com o que estava ao seu redor.

Apple Vision Pro

Tecmundo

De acordo com a Apple, esses óculos são um novo tipo de computação chamada computação espacial. Ela combina o conteúdo do mundo digital com o físico de uma maneira nunca vista antes.

Através do Apple Vision Pro, as pessoas conseguem interagir com seus aplicativos favoritos, rever ou capturar novas memórias, assistir filmes e séries e até se conectarem com outras pessoas. O dispositivo também tem uma tela infinita que gera uma interface 3D que pode ser controlada apenas com os olhos, mãos e voz de quem o está usando.

Esse novo headset de realidade mista foi apresentado ano passado e teve sua pré-venda aberta na semana passada, tendo as vendas esgotadas rapidamente. Contudo, a tendência é que a procura pelo Apple Vision Pro caia. De acordo com a CNBC, os analistas especializados em Apple já veem essa demanda diminuindo.

Dentre eles, Ming-Chi Kuo, que é um dos principais, chegou a dizer que a empresa da Maçã conseguiu vender de 160.000 a 180.000 unidades do Vision Pro no fim de semana. Por conta dessa grande demanda, o prazo de entrega do produto foi aumentado para entre cinco a sete dias. Isso foi uma prova de que o headset vendeu bem rápido, pelo menos em seu começo.

No entanto, o problema é que esses prazos de entrega que foram aumentados não tiveram novas mudanças depois das primeiras 48 horas da pré-venda. Segundo Kuo, isso é um motivo de preocupação de que a demanda pelo produto diminua de forma rápida depois que os fãs mais fervorosos da marca já tiverem feito seus pedidos.

“Modelos de iPhone também esgotam rapidamente após o lançamento da pré-venda, com o prazo de entrega entre aumentando para semanas em questão de horas. Porém, nesses casos, esse aumento do prazo continua mesmo em um ou dois dias que a pré-venda foi aberta, um sinal de que a demanda segue subindo mesmo após se esgotarem os estoques iniciais do produto”, comentou o analista.

Mesmo assim, Kuo disse que a Apple não deve ter problemas em chegar às 500 mil unidades vendidas do Apple Vision Pro nesse ano. Além dele, outros analistas indicaram que os números devem ficar entre 300 e 400 mil unidades. E a conclusão de Kuo foi que, até o momento, o headset é um produto nichado.

Fonte: Canaltech,  Olhar digital

Imagens: Twitter,  Tecmundo

Quais as diferenças entre as vacinas contra dengue Qdenga e do Butantan?

Previous article

Por que o rei Charles III tornou pública sua luta contra o câncer?

Next article

Comments

Comments are closed.