Curiosidades

Polícia descobre coleção de orelhas humanas em residência de cidadão americano

0

Logo após o pôr do sol, do dia 13 de março, um homem da Flórida, nos Estados Unidos, confessou à polícia que assassinou brutalmente seu avô com um taco de beisebol e uma faca. O americano, além de confessar o crime, também entregou às autoridades duas orelhas, que haviam sido decepadas após o ato brutal.

O crime

As autoridades, assim que chegaram à casa de Ronal Wells, de 77 anos, foram recebidas por Kolby Parker, 30. De acordo com os policiais, o americano, antes de recebê-los, estava na varanda, ao lado do cadáver de Wells. O idoso foi declarado morto no local.

Inicialmente, Parker disse às autoridades que era filho de Wells e que, após fumar um cigarro de maconha, ambos começaram a brigar. Segundo contou o americano, Wells, em um determinado momento da briga, pegou uma faca para seguir confrontando-o.

Parker disse que, ao ver a faca, foi dominado pelo medo e, por isso, utilizou um taco de beisebol para se defender.

“Ele era um soldado veterano, que lutou na Guerra do Vietnã e que, claramente, tinha a intenção de me atacar. Eu tive que me defender e foi aí que tudo saiu do controle”, disse Parker em entrevista ao The Orlando Sentinel. “Só fiquei sabendo que ele estava morto quando as autoridades chegaram em minha casa”.

Em depoimento à polícia, o americano disse que apunhalou Wells “no coração” quatro vezes. As autoridades, assim que realizaram uma análise rápida do corpo, descobriram que um dos antebraços da vítima estava parcialmente “desenluvado”, o que significa que a pele havia sido removida.

O desenrolar

Mais tarde, após averiguar a residência, os policiais encontraram um santuário repleto de orelhas humanas dentro de sacos plásticos e um avental, pendurado sobre a coleção, com os dizeres: “o açougueiro da família”.

Notoriamente, as autoridades perceberam que a história do americano era inventada. No final das contas, Wells não era seu pai, mas sim seu avô. Assim que revistaram Parker, a polícia descobriu em seu bolso mais duas orelhas – ambas do avô.

“Ronny e Ronny Jr.”, disse o americano no momento em que as autoridades encontraram as partes humanas. Parker, começa, mais uma vez, a destrinchar uma nova história. Quando percebe que os policiais não aceitam a nova versão, o americano começa a agredi-los.

Ao chegar na delegacia, Parker, novamente, inventa uma outra história – dessa vez alega que a morte do avô foi ocasionada pelos policiais. Sem saída, o indivíduo resolve se declarar culpado, afirmando que cometeu o crime porque o avô já havia vivido suficiente e que já era hora de partir para se juntar a sua falecida esposa – avó de Parker.

“Parker, em depoimento, justificou o crime dizendo que seu avô queria estar ao lado de sua avó e, com isso, ele resolveu ajudá-lo, tirando, assim, a vida de Wells”, revelou a nota da polícia emitida à imprensa.

“Em depoimento, ele confessou também que o cigarro de maconha havia sido mesclado com outra droga”.

Antes de ir para a Cadeia de Lake County, Parker foi levado para o Hospital Advent Health Waterman, em Tavares, para receber tratamento. O crime é inafiançável. O indivíduo, além disso, não aceitou ter um defensor público. O julgamento será no dia 5 de abril.

Quanto 7 estrelas de Hollywood cobram para dar autógrafos?

Matéria anterior

7 fatos sobre o João Luiz do BBB 21

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos