Curiosidades

Por que as pessoas envelhecem mais devagar em uma viagem de avião?

0

A vida é feita de ciclos, disso todos nós sabemos. O básico, que todos seguimos, é o seguinte: nascemos, crescemos e morremos. O trajeto pode variar entre as pessoas, mas o envelhecimento é algo normal e inevitável. No entanto, esse envelhecimento pode ser diferente entre as pessoas e, pelo visto, em determinados locais também.

Por exemplo, em1 971, os físicos norte-americanos Joseph Hafele e Richard Keating levaram relógios atômicos para um avião comercial. Os dois voaram ao redor do mundo indo primeiro para o oeste e depois para o leste e voltaram para o seu laboratório em Washington D.C., nos Estados Unidos.

Em seu laboratório, os físicos fizeram a comparação entre a hora dos relógios que eles levaram na viagem com outros que ficaram no mesmo local. Eles se surpreenderam com o resultado ao ver que os relógios estavam desajustados. O que sugeriu que a viagem de avião alterou a passagem do tempo.

Envelhecimento

Melhores destinos

O experimento foi um teste de um dos princípios fundamentais da teoria da relatividade de Albert Einstein. De acordo com ela, o tempo não é universal. Ou seja, quanto mais rápido as pessoas viajarem, o tempo passará mais lentamente para elas.

Claro que esse efeito não é uma coisa gigante. Para se ter uma ideia, em um voo de Londres para Nova York, o relógio irá ficar 10 milionésimos de segundo atrás de algum que esteja em terra. Mesmo assim, as pessoas que estão viajando irão ter envelhecido uma fração de tempos a menos.

Além disso, a lei da relatividade afirma que a gravidade também gera efeitos sobre o tempo. Por isso que se a atração gravitacional da Terra for afastada o tempo irá se acelerar.

Esse fenômeno afeta o corpo das pessoas fazendo com que a cabeça seja sempre um pouco mais velha do que os pés. Nesse caso, o efeito também é extremamente pequeno, mas em distâncias maiores do nosso planeta ele tem uma importância.

Embora tenha todos esses fenômenos, a Terra é somente um planeta pequeno no meio do universo. E entre os buracos negros, esses efeitos da relatividade são bem mais evidentes.

Pessoas

Correio do povo

Para saber o motivo disso, basta imaginar pessoas caindo em direção a um buraco negro. Nesse caso, considerando que elas estão em uma espaçonave mágica que as protege contra a espaguetificação que acontece quando se chega muito perto de um buraco negro.

No tempo da queda, as pessoas não notarão nenhuma diferença na passagem do tempo para elas ou para o ambiente ao redor. Além disso, ao olharem para o relógio ou sentirem seus pulsos, elas irão perceber o mesmo batimento estável à medida que se aproximam de uma catástrofe inevitável.

Contudo, se os instrumentos dessa espaçonave permitirem que as pessoas olhem para trás e observem o universo fora do buraco negro será possível notar uma coisa estranha. Isso porque os eventos irão parecer estarem se acelerando.

Tanto que, se fosse possível olhar para o nosso planeta através de um telescópio as pessoas veriam o futuro da Terra, com as pessoas que estão aqui correndo como um filme acelerado. Além disso, se fosse possível sintonizar canais de televisão ou de rádio, as pessoas acompanhariam todas as transmissões da humanidade até o sol se tornar uma gigante vermelha e engolir o planeta.

Passagem do tempo

Quizur

Na vida comum e segura das pessoas, fora de um buraco negro, elas podem se mover como quiserem nas três dimensões do espaço, mas são obrigadas a se movimentar de forma incessante para a frente na quarta dimensão: o tempo.

No entanto, dentro do horizonte de eventos de um buraco negro, todas as coisas andam para trás. Por isso que o astronauta iria ser forçado a viajar de forma incessante no espaço na direção do centro do buraco negro. Por conta disso que na visão de algumas pessoas ele poderia viajar no tempo.

Nesse ponto os buracos negros podem agir como se fossem uma máquina do tempo e dar a qualquer pessoa a possibilidade de viajar para épocas passadas e até chegar na criação daquele buraco negro.

Entretanto, até o que se sabe, não existiria uma maneira de sair do buraco negro. Justamente por isso que ninguém do futuro veio visitar  Terra do século XXI.

Mesmo assim, entender essas possibilidades e saber como os buracos negros conseguem manipular o espaço e tempo à sua volta pode dar aos físicos testes mais precisos a respeito das teorias de Einstein e chegar a uma melhor compreensão do tempo. O que é bem melhor do que ficar dando a volta ao mundo dentro de um avião com um relógio.

Fonte: Folha de São Paulo

Imagens: Melhores destinos, Correio do povo, Quizur

Estudo descobre nova forma de magnetismo

Artigo anterior

China prepara expansão e mudança no formato da sua estação espacial

Próximo artigo