CuriosidadesHistória

Qual foi a pior pandemia da História?

0

Nossa história é marcada por diversas epidemias e pragas que atacaram e mataram milhares de pessoas ao longo dos séculos. Algumas epidemias foram tão intensas que quase chegaram a aniquilar cidades inteiras. Muitas delas até tiveram um enorme impacto nas gerações futuras, causando mudanças radicais na sociedade da época.

Quando nos referíamos a uma como sendo pandemia, quer dizer que trata-se de qualquer epidemia de doença infecciosa que se espalhou por uma grande região geográfica, como por exemplo um continente ou o mundo todo.

As pandemias podem surgir mas com algumas condições. Como o surgimento de uma nova doença em uma população local, o agente infecta humanos e ela se espalha fácil e de maneira eficiente. E o que mais precisa é o agente ser infecciosos, do contrário, continua sendo só uma epidemia.

E entre todas as pandemias do mundo, teve aquela que foi a pior de todas. Há mais de um século, era confirmado o primeiro caso de gripe que se tornaria a pior pandemia da doença que já foi registrada no mundo.

Essa pandemia foi conhecida como Gripe Espanhola e aconteceu entre 1918 e 1919. Ela fez mais vítimas causadas por uma doença infecciosa desde a Peste Negra, que aconteceu no século XIV.

Pandemia

Cerca de um terço da população do mundo foi infectada pelo vírus e 50 milhões não resistiram a ele. Esse número foi três vezes maior do que o de mortes na Primeira Guerra Mundial.
A origem do vírus é controversa. Teoricamente, um soldado americano de Kansas teria sido o primeiro registrado com a gripe espanhola. Mesmo que o “paciente zero” tenha sido americano, ela foi batizada de espanhola por causa de uma estratégia de guerra.

Isso porque, no meio da Primeira Guerra Mundial, países como Alemanha, Reino Unido e França censuraram a divulgação dos casos de doença para não demonstrarem uma fragilidade para seus inimigos. E como a Espanha estava neutra nesse conflito, ela não escondeu seus casos de doenças e acabou levando a fama dessa doença que se tornou uma pandemia.

O vírus que provocou a gripe espanhola foi o H1N1 e a variação que temos hoje é a quarta geração do vírus. O vírus foi disseminado pelos soldados e a gripe se tornou letal por causa das infecções secundárias que ela provocava. Um exemplo disso era pneumonia. E juntando isso com as condições de precariedade da época da guerra, as mortes relacionadas à doença cresciam muito.

Mortes

Em 1918, o vírus chegou no Brasil e matou aproximadamente 35 mil pessoas, incluindo o presidente da República, Rodrigues Alves. A gripe chegou ao nosso país em um navio inglês, que aportou em Recife e em Salvador. E pouco tempo depois, o mal estava disseminado no país. O maior número de mortos foi no Rio de Janeiro com 12.700 mortos.

As vítimas da gripe eram homens jovens e saudáveis e não as crianças e idosos, que geralmente são mais afetados pelos vírus atuais. Em São Paulo, as pessoas que foram afetadas pela gripe foram principalmente os imigrantes que moravam em piores condições. E o estimado é que um terço da população paulistana tenha contraído a doença e cerca de cinco mil tenham morrido.

Colônia Cecília, a experiência de anarquismo que aconteceu no Brasil

Matéria anterior

Uma cadela saudável foi sacrificada para ser enterrada com sua dona

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.