Entretenimento

Saiba 11 vezes que Vini Jr sofreu ataques na Espanha

0

Estamos no século 21 e, infelizmente, o racismo ainda está presente na sociedade. E ele pode ser visto com frequência nos estádios de futebol. O caso mais recente aconteceu no último domingo, com o jogador Vini Jr, em uma partida entre o Real Madrid e Valencia.

O ataque sofrido pelo jogador mobilizou nomes do futebol em todo mundo e várias entidades nas redes sociais. No caso, durante oito minutos os espanhóis e os torcedores presenciaram Vini Jr apontando os ofensores, chorando e reagindo contra as palavras racistas que estavam sendo entoadas pela torcida do Valencia, que estava chamando o jogador de “macaco” no momento em que a partida estava paralisada.

Claro que toda essa situação causou uma indignação enorme e foi tida como a gota d’água. Até porque, Vini Jr já foi alvo de ataques com o mesmo cunho racista por várias vezes. “Não foi a primeira vez, nem a segunda e nem a terceira. O racismo é o normal na La Liga”, disse ele.

A triste realidade é que o jogador sofreu, pelo menos, 11 ataques onde ele era oprimido por conta da cor da sua pele. Isso acontece desde outubro de 2021 e a frequência desses ataques tem sido cada vez maior. Em 2021 foram dois, em 2022, três, e esse ano já aconteceram seis casos de racismo contra ele.

Esses ataques não se limitaram ao estádio de futebol, eles também foram feitos em transmissões na televisão. Em um dos ataques, os agressores “enforcaram” um boneco negro, com o número da camisa de Vini Jr, em uma ponte em Madrid.

Por conta da quantidade de ataques que mostram que eles não são episódios isolados, Vini Jr está cobrando penalidades maiores da La Liga, que é quem comanda o Campeonato Espanhol.

Ataques a Vini Jr

O Globo

1° – 24 de outubro de 2021 – Barcelona x Real Madrid

A primeira vez que Vini Jr foi alvo de ataques racistas na Espanha ele estava jogando no clássico Real contra Barcelona no estádio do Barcelona. Na ocasião, um torcedor ofendeu o jogador e o caso foi denunciado para o Ministério Público espanhol. No entanto, o caso foi arquivado porque, de acordo com o órgão, eles não conseguiram identificar o agressor.

Nessa época, Vini Jr demorou sete dias para falar o que tinha acontecido e quando falou disse que não costumava dar importância “a estas coisas”, no entanto, para ele seu agressor “merecia um castigo severo, para não repetirem”.

2° – 14 de março de 2022 – Mallorca 0 x 3 Real Madrid

Nesse dia, o jogador foi xingado pela torcida depois de fazer um dos gols do jogo. Novamente ele denunciou o caso para as autoridades que de novo arquivaram o caso por não terem constatado que foi um crime de ódio.

Depois de alguns meses, Antonio Raillo, capitão do Mallorca, disse que o jogador provocava a torcida e “quando é chamado de provocador, ele usa o coringa do racismo”.

3° – 15 de setembro de 2022 – “Macaquice” 

Aqui, o ataque racista foi feito por Pedro Bravo, um agente de futebol, que criticou as danças que Vini Jr fazia para comemorar seus gols. Durante um programa na TV espanhola ele disse que o jogador tinha que “deixar de fazer macaquice”.

“Dizem que a felicidade incomoda. A felicidade de um preto brasileiro, vitorioso na Europa incomoda muito mais,” comentou Vini Jr.

Esse caso repercutiu muito e fez com que o movimento “Baila Vini” começasse. Vários jogadores e torcedores mostraram seu apoio através das redes sociais.

4° – 18 de setembro de 2022 – Atlético Madrid x Real Madrid

Antes do jogo, os torcedores do Atlético foram gravados cantando perto de torcedores do Real coisas racistas onde chamavam Vini Jr de “macaco”. Assim como os outros, esse caso foi denunciado, mas novamente as autoridades espanholas arquivaram o caso.

Dessa vez, eles justificaram que as “provocações” feitas aconteceram dentro do que é normal no contexto de uma partida de futebol e que as ofensas foram somente por “alguns segundos”.

5° – 30 de dezembro de 2022 – Real Valladolid x Real Madrid

Nesse jogo, Vini foi substituído aos 42 minutos do segundo tempo e foi alvo não apenas de xingamentos racistas, mas de objetos jogados nele pela torcida rival. Além disso, alguns torcedores imitaram sons de macacos.

Essa foi a primeira vez que o jogador falou da sua insatisfação diretamente com a La Liga. “Os racistas seguem indo aos estádios e assistindo ao maior clube do mundo de perto, e a La Liga segue sem fazer nada. Seguirei de cabeça erguida e comemorando as minhas vitórias e do Madrid,” desabafou nas redes sociais.

6° – 26 de janeiro de 2023 – véspera de Real Madrid x Atlético Madrid

Foi nessa ocasião que, um dia antes da partida os torcedores do Atlético, “enforcaram” um boneco com a camisa do jogador em uma ponte.

7° – 5 de fevereiro de 2023 – Mallorca x Real Madrid

Durante esse jogo, Vini Jr sofreu 10 faltas e sofreu ofensas de um torcedor adversário que gritava incessantemente “macaco”. Nesse caso, o torcedor foi identificado e banido dos jogos do Mallorca por 12 meses. Além disso, ele também está sendo processado pelas autoridades espanholas por já ter praticado ataques racistas contra outro jogador.

8° – 18 de fevereiro de 2023 – Osasuna x Real Madrid

Somente 13 dias depois do último episódio, Vini Jr foi novamente alvo de ataques racistas. Nessa ocasião, xingamentos como “puto negro” foram proferidos e ele foi atacado até durante o minuto de silêncio pelas vítimas do terremoto na Síria e na Turquia.

9° – 5 de março de 2023 – Betis x Real Madrid

Nessa partida, o ataque veio quando Vini Jr foi cobrar um escanteio e os torcedores do Betis o chamaram de “macaco”. No caso, a La Liga disse que encaminhou o ocorrido para as autoridades espanholas.

10° – 19 de março de 2023 – Barcelona x Real

De novo os torcedores do Barcelona foram denunciados por conta de xingamentos racistas. Nesse caso, a La Liga disse que aconteceu “um intolerável comportamento racista” e que reportou o ocorrido para a Corte de Instrução de Barcelona.

11° – 21 de maio de 2023 – Valencia x Real Madrid

O ataque mais recente aconteceu aos 24 minutos do segundo tempo. Vini Jr foi interrompido durante uma jogada em direção ao gol por uma segunda bola em campo. Por conta disso, ele e os outros jogadores do Real Madrid reclamaram. Os torcedores do Valencia não gostaram da reclamação feita e responderam xingando Vini Jr de “macaco”.

O jogador denunciou esses ataques sofridos e o jogo ficou parado durante oito minutos. Através do sistema de som, os torcedores foram avisados de que o jogo estava parado por conta do mau comportamento deles. No entanto, isso não pareceu ter surtido efeito, já que os ataques continuaram Então, Vini começou a discutir com o torcedores.

Fonte: Correio braziliense

Imagens: O Globo

Especialista mostra quais são os 5 traços mais comuns em relacionamentos duradouros

Previous article

No AM, jovem filma próprio estupro e denuncia alemão de 75 anos

Next article

Comments

Comments are closed.