Curiosidades

Saiba quanto Ramon Dino ganhou em premiação com o Mr. Olympia

0

O fisiculturismo nada mais é que um sistema de exercícios para fortalecer e aumentar os músculos do corpo. Então qualquer pessoa que faz musculação diariamente pode ser chamada de fisiculturista? Não, porque o fisiculturismo também é uma modalidade competitiva da musculação, e que exige muito mais do atleta. Inclusive, exige que haja uma hipertrofia muscular considerável.

As pessoas que participam desse mundo são bastante conhecidas e servem como inspiração para várias outras. Um exemplo disso é Chris Bumstead, o fisiculturista canadense que superou o brasileiro Ramon Dino e ganhou o Mr. Olympia, que é o maior evento de fisiculturismo do mundo. Ele foi vencedor na categoria Classic Physique.

Fisiculturista

O brasileiro ficou em segundo lugar e com isso levou um prêmio de 20 mil dólares, aproximadamente 98 mil reais. Já Cbum, como o fisiculturista canadense é conhecido, levou um prêmio de 50 mil dólares, equivalente a 245 mil reais. Esse valores foram ditos pelo site norte-americano Sporting News.

Veja o ranking do que os outros colocados receberam.

  • 1º – Chris Bumstead – 50.000 dólares
  • 2º – Ramon Rocha Queiroz – 20.000 dólares
  • 3º – Urs Kalecinski – 10.000 dólares
  • 4º – Breon Ansley – 6.000 dólares
  • 5º – Mike Sommerfield – 4.000 dólares

A competição, que existe desde 1965, tem ao todo 11 categorias. E mesmo que tenha ficado em segundo lugar, o “Dinossauro do Acre”, como Ramon Dino é conhecido, comemorou sua conquista nas redes sociais. “Top2 do mundo!! Nunca falta confiança quando você trabalha duro. Em 2024 voltaremos para buscar esse título”, escreveu ele.

Além dele, a brasileira Francielle Mattos ficou em primeiro lugar na categoria Welness e ganhou 50 mil dólares. Nessa categoria, o ranking foi assim:

  • 1º – Francielle Mattos – 50.000 dólares
  • 2º – Isa Pereira – 20.000 dólares
  • 3º – Elisa Alcântara – 12.000 dólares
  • 4º-  Rayane Fogal – 7.000 dólares
  • 5º – Giselle Machado – 6.000 dólares

Inspiração

Men’s health

Quando as pessoas pensam em um fisiculturista, não pensam em pessoas mais velhas. Normalmente, a maioria remete a jovens e adultos fazendo as poses no palco. No entanto, existem fisiculturistas mais velhos.

Um exemplo disso é Jim Arrington. Ele é o fisiculturista mais velho do mundo. Aos 90 anos, o homem é despojado e prova para todos que todo corpo é perfeito. Ele deu uma entrevista para a revista Men’s Health contando um pouco da sua vida e seu segredo para ter força para sempre. Nós a transcrevemos aqui.

“Quando eu tinha cerca de 14 anos, vi essa revista de músculos na farmácia e não pude acreditar – até os antebraços deles eram grandes! Enviei para Molding a Mighty Chest, um livro de 25 centavos de George Jowett, um homem forte canadense. Meu pai tinha duas bolas de aço que pesavam cerca de três quilos cada, e comecei a treinar com elas.

Meu objetivo era ser o Sr. América. Mas depois de cinco anos, vi que não tinha realmente a genética. Eu aprendi o segredo do fisiculturismo em 1974 com Ken Waller, Sr. Universo em 1975. Ele me disse para fazer o que funciona para você. Eu pensei, ‘Bem, muito obrigado’. Mas isso é essencialmente o que você precisa fazer, experimente para ver o que funciona para você.

Eu me concentrei nisso por mais de 75 anos porque ainda sou focado em objetivos. Meu objetivo agora: entrei no IFBB Legion Master Pro em Reno. Entrei com mais de 80 anos, mas estou tentando convencê-los de que deveriam ter mais de 90 anos! A outra coisa que me mantém treinando é que, por algum motivo, e não consigo entender, as pessoas parecem se inspirar em mim.

Na minha idade, seu corpo é muito mais frágil. Você precisa ser mais cuidadoso quando está treinando e não pode abusar disso. Seus tendões tendem a se desprender. Nos últimos cinco anos, meu bíceps esquerdo se soltou e também tive um pequeno rasgo no bíceps direito. Então você não pode fazer coisas que costumava fazer. É realmente desanimador, mas é importante continuar lutando”, disse o fisiculturista.

“A força física não é tão importante para mim. Gosto de ser forte, mas tenho ossos, ligamentos e tudo muito pequenos. Minha esposa é mais forte do que eu de muitas maneiras porque ela tem mãos muito maiores. Às vezes não consigo abrir alguma coisa ou preciso de força nos dedos, e ela consegue.

Hoje em dia, faço uma rotina dividida. Cortei o corpo em três partes: por exemplo, faria as pernas na segunda-feira. E no meio do corpo, incluindo o abdômen, peito e a parte inferior e média das costas na quarta-feira. E então eu faço ombros e braços na sexta-feira.

Eu treino na Meca do culturismo, no Gold’s Gym em Veneza. Vejo muitos corpos, se me comparar a eles, não sou nada. Mas essas pessoas me respeitam por ser o que sou na idade que tenho. O treinamento é ótimo. Eu fico um pouco inflamado, e há pessoas na academia – você não tem longas conversas com eles, mas eles te conhecem e te respeitam porque você está lá todos os dias.” — como disse a Greg Presto”, finalizou Jim.

Fonte: CNN, Men’s Health

Imagens: Instagram, Men’s Health

Artista brasileiro transforma Alice no País das Maravilhas em terror slasher estilo Pânico

Previous article

Após falha dos EUA, Rússia obtém sucesso em teste de míssil nuclear

Next article

Comments

Comments are closed.