Entretenimento

Taylor Swift recebe doutorado honorário em Belas Artes

0

A cantora e compositora Taylor Swift recebeu um doutorado honorário da Universidade de Nova York, nesta última quarta-feira (20/05). A artista aproveitou o discurso para dizer aos formandos que tudo ficará bem, ecoando os sentimentos de seu hit “Shake It Off”.

A artista de 32 anos ainda pediu aos alunos que aproveitem ao máximo suas escolhas. “A vida pode ser pesada, especialmente se você tentar carregar tudo de uma vez… todos os rancores, todas as atualizações sobre o seu ex… Você pode escolher para o que sua vida tem tempo e espaço.”

“Tenho algumas boas notícias: depende totalmente de você. Tenho notícias aterrorizantes: depende totalmente de você”, acrescentou a cantora, que estava vestida com uma beca roxa na cerimônia de formatura no Yankee Stadium.

A artista também elogiou os formandos por assumirem o desafio de cursar a faculdade durante a pandemia. “Nunca tenha vergonha de tentar, a falta de esforço é um mito”, disse Swift.

Taylor estava entre os três ganhadores de diplomas honorários da universidade. Esse foi o primeiro diploma universitário da cantora, que se apresentava em turnês durante o ensino médio.

Vale lembrar que a Universidade de Nova York oferece um curso sobre Taylor Swift, incluindo sua evolução como empreendedora musical criativa.

Taylor Swift irá participar de festival de cinema com o curta “All Too Well”

Foto: Getty Images

Além do sucesso no mundo da música e do doutorado honorário, Taylor Swift também levará o curta-metragem da música “All Too Well”, que faz parte da divulgação do “Red (Taylor’s Version)”, aos circuitos de festivais de cinema. Na produção, a artista atua como diretora, roteirista e produtora.

No dia 03 de maio, Tribeca Film Festival 2022 revelou a programação de sua série “Talks and Reunions 2022”. Entre as atrações, está a cantora Taylor Swift. Além de exibir o “All Too Well: The Short Film”, a artista ainda irá participar de uma palestra para discutir sua abordagem cinematográfica na frente de uma plateia. O evento será realizado no dia 11 de junho.

O curta dirigido por Taylor Swift foi lançado em novembro de 2021 e contou com a participação do ator Dylan O’brien (“Maze Runner”) e de Sadie Sink (“Stranger Things”). O longa de 13 minutos, que serve como videoclipe para “All Too Well (10 Minute Version) (Taylor’s Version)”, é uma versão estendida da música lançada em 2012, no álbum “Red”.

Outros artistas como Pharrell Williams, Cynthia Erivo, Seth Meyers, Aidy Bryant, Tyler Perry, Gayle King e Al Pacino também participarão do festival que acontece em Nova York, entre 8 e 19 de junho. 

“Estamos empolgados em apresentar uma lista atraente de palestras, reuniões e master classes dos principais contadores de histórias de cinema, televisão, música, arte e comédia”, afirmou Paula Weinstein, diretora de conteúdo da Tribeca, em comunicado à imprensa. “O público terá a oportunidade de ouvir uma programação diversificada e cativante de artistas premiados na vanguarda da liderança cultural.”

Taylor’s Version: entenda por que a cantora está regravando seus álbuns antigos

Foto: Divulgação

Em 2021, Taylor Swift chamou a atenção ao relançar dois de seus álbuns, o “Fearless” e o “RED”, com a adição do título “Taylor’s Version”. Entenda abaixo por que a cantora precisou regravar as suas músicas antigas.

Na adolescência, Taylor assinou um contrato de 13 anos com a gravadora Big Machine Records. Entre os anos de 2006 e 2017, a artista lançou seis álbuns pelo selo, sendo eles: “Taylor Swift” (2006), “Fearless” (2008), “Speak Now” (2010), “Red” (2012), “1989” (2014) e “Reputation” (2017).

Logo após o contrato ser encerrado, a artista fez uma oferta para comprar os seus seis discos, e assim ter controle total sobre seu trabalho. Mas de acordo com informações do Gshow, o problema foi que a Big Machine Records não só não quis vender os direitos das músicas de Taylor para a cantora, como os negociou com o empresário Scooter Braun, conhecido por administrar a carreira de Ariana Grande e Justin Bieber.

Por isso, para conseguir os direitos sobre seu catálogo, Taylor Swift decidiu regravar todos os seus álbuns e relançá-los com a adição do título “Taylor’s Version” (em tradução livre: a versão da Taylor) em seu nome. Com isso, a cantora espera mostrar que os novos discos pertencem a ela.

Fonte: G1, Popline, Gshow

Vendedor de canetas brasileiro se torna milionário aos 26 anos

Matéria anterior

Piloto de 16 anos tenta dar volta ao mundo e entrar para livro dos recordes

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos