Notícias

Vacina anticoncepcional para homens deve ficar pronta em 2023

0

Uma vacina contraceptiva para homens está sendo desenvolvida por cientistas do Instituto Indiano de Tecnologia. De acordo com os pesquisadores, o anticoncepcional Risug (sigla que significa Inibição Reversível do Esperma Sob Controle) deve ficar pronto até o final de 2023.

O método completou a fase de testes clínicos. Além disso, ele é considerado mais eficiente do que a vasectomia e promete proteção por até 10 anos.

O Risug é um gel feito de macromoléculas conhecidas como anidrido maleico de estireno. Ele deve ser aplicado nos canais deferentes, localizados na bolsa escrotal e responsáveis pela condução dos espermatozoides maduros até o local em que se juntarão aos líquidos seminais para compor o sêmen. O procedimento dura poucos minutos e provoca danos às caudas dos espermatozoides, impedindo-os de fertilizar um óvulo.

A injeção foi testada em 300 voluntários e teve 97% de eficácia. Os efeitos colaterais apontados foram apenas inchaço e dores no escroto nos dias após a aplicação.

O Risug já completou diversos testes clínicos em humanos e aguarda a aprovação das autoridades de saúde indianas. Vale destacar que nos Estados Unidos, um produto similar também está em desenvolvimento, mas ainda não completou os estudos clínicos.

De acordo com os responsáveis pela elaboração do novo anticoncepcional,  o método pode ser facilmente revertido com uma injeção de água e bicarbonato de sódio. Dessa maneira, se o homem desejar ter filhos biológicos, não precisará esperar até que os efeitos da injeção cessem.

Vantagens do anticoncepcional

Foto: mirkosajkov/ Creative Commons

Diferente de outros métodos contraceptivos, o Risug não é baseado em hormônios. Por causa disso, o anticoncepcional não provoca efeitos colaterais típicos, como acne, alterações de humor, aumento de peso e de colesterol ruim (LDL).

Vale destacar que a testosterona é o principal hormônio masculino. Ela é responsável pelo funcionamento adequado do corpo dos homens, sendo necessária para o fator reprodutivo e sexual. 

Nas mulheres o anticoncepcional hormonal é eficaz, pois inibe a produção de substâncias necessárias para a ovulação. No entanto, nos homens a reação poderia provocar perda de libido, alterações de humor e disfunção erétil.

De acordo com os cientistas, “no campo da contracepção, o Risug tem várias vantagens, como a eficácia, a não-interrupção antes ou durante o ato sexual (como é o caso da camisinha e do coito interrompido), a longa duração do efeito, reversibilidade e efeitos antibacterianos”.

Além disso, os pesquisadores revelaram que pretendem fazer testes para examinar a ação da injeção em mulheres. Os resultados de estudos preliminares apontam que o anticoncepcional teria ação similar nas tubas uterinas.

Contraceptivos masculinos apresentam bons resultados em teste clínico

Foto: iStock

Em junho foi divulgado que ensaios clínicos feitos com dois contraceptivos masculinos em desenvolvimento apontaram que os medicamentos causaram uma diminuição efetiva de testosterona nos homens e não provocaram efeitos colaterais considerados inaceitáveis.

O estudo contou com testes feitos em 96 participantes saudáveis do sexo masculino. Os anticoncepcionais usados no estudo têm a meta de suprimir a testosterona, diminuindo assim a contagem de espermatozoides.

“As experiências positivas dos homens em ensaios clínicos e altas classificações de aceitabilidade para esta pílula masculina devem servir para excitar o público sobre o fato do controle de natalidade masculino estar potencialmente e amplamente disponível nas próximas décadas”, disse por meio de nota, a pesquisadora Tamar Jacobsohn, líder do Programa de Desenvolvimento de Contraceptivos do Instituto Nacional Eunice Kennedy Shriver para Saúde da Criança e Desenvolvimento Humano.

Os voluntários foram divididos em dois grupos e aleatoriamente designados para receber, por 28 dias, placebos ou duas a quatro pílulas ativas, cada uma contendo 100 miligramas de andrógenos progestogênicos.

Depois de sete dias de consumo da pílula anticoncepcional, os níveis de testosterona nos homens caíram abaixo da faixa normal. No entanto, entre os que tomaram o placebo, os níveis do hormônio sexual permaneceram dentro da faixa normal.

“O desenvolvimento de um método anticoncepcional masculino eficaz e reversível, que melhora as opções reprodutivas para homens e mulheres, terá um grande impacto na saúde pública ao diminuir a gravidez indesejada e permitir que os homens tenham um papel cada vez mais ativo no planejamento familiar”, aponta Jacobsohn.

Fonte: Metrópoles

BeReal, o que você precisa saber sobre a rede social da vez

Artigo anterior

Gato esconde que tem duas famílias mas é descoberto

Próximo artigo