Curiosidades

Youtuber ganhou aposta de 10 mil dólares por ”quebrar” leis da física

0

A física se trata basicamente da ciência que estuda a natureza, procura descrever, prever e justificar através de leis os fenômenos que acontecem com a matéria no decorrer do espaço e do tempo. E mesmo com diversos cientistas todos os dias trabalhando incansavelmente ainda se tem mistérios que não foram solucionados. Ou então, se fazem descobertas que se pensou anteriormente.

Em suma, esse campo de estudo é bem amplo e sempre pode ter uma nova reviravolta, mesmo que não intencional. Como por exemplo, o caso de Derek Muller. Quando ele levou um iate terrestre experimental para dar uma volta, não estava nos seus planos fazer uma controvérsia científica. E com certeza, Muller não estava tentando ganhar 10 mil dólares em uma aposta.

Quebrar conceitos

Muller é o criador do canal “Veritasium”, no YouTube. Ele gosta de quebrar conceitos científicos da moda para o prazer dos seus quase 10 milhões de seguidores. Em maio desse ano, ele publicou um vídeo a respeito de um veículo chamado Blackbird.

Rick Cavallaro, um ex-engenheiro aeroespacial, criou o veículo que funciona com energia eólica. Ele é o único que pode se move diretamente a favor do vento e mais rápido do que o próprio vento por um período.

E qualquer marinheiro pode dizer que um barco também consegue fazer isso cortando padrões em zigue-zague, o que é chamado de aderência. Contudo, a ideia de que um veículo pode vencer o vento viajando em linha reta  favo do vento, sem fazer nenhuma dobra, é bem controversa.

“Eu sabia que isso era um problema contra-intuitivo. Para ser perfeitamente honesto com você, quando saí para pilotar a nave, não entendi como funcionava”, disse Muller.

Veículo

Na realidade, o veículo é tão contra intuitivo que, menos de uma semana depois que Muller lançou seu vídeo, o professor de física da UCLA, Alexander Kusenko o mandou um e-mail para dizer a Muller que alguma coisa deveria estar errada.  “Um veículo como esse violaria as leis da física”, disse Kusenko.

“Eu disse: ‘Olha, se você não acredita nisso, vamos investir algum dinheiro nisso'”, disse Muller. O youtuber sugeriu uma aposta de 10 mil dólares imaginando que o professor não a aceitaria. No entanto, para surpresa de Muller, Kusenko aceitou a aposta.

Nas semanas seguintes, os dois trocaram dados e discutiram a respeito do veículo. Os dois até chamaram outros grandes nomes da ciência, como por exemplo Bill Nye e Neil deGrasse Tyson, para os ajudar a decidir qual dos dois extava certo. E no fim das contas, Muller ganhou a aposta.

Aposta

Depois de alguns dias que Muller sugeriu a aposta, Kusenko o mandou um documento com os termos da aposta. “Tudo sempre foi super-hermético, nunca vi uma maneira de perder”, disse Muller.

“Graças às leis da física, não estou arriscando nada”, disse Kusenko. O professor também estava bastante confiante de que ele iria ganhar a aposta. Tanto que, ele fez uma apresentação, de uma hora, para Muller explicando o motivo de ele ter certeza que o youtuber tinha sido enganado pela ciência.

De acordo com Kusenko, o Blackbird provavelmente se aproveitou das rajadas de vento intermitentes que ajudaram o veículo a acelerar. Em contrapartida, Muller enviou ao professor dados do teste de direção em seu vídeo.

Na viagem feita no leito do lago El Mirage, no Arizona, o veículo acelerou mais de dois minutos. Coisa que seria impossível se ele tivesse contado com as rajadas de vento. Blackbird atingiu uma velocidade de 45 quilômetros por hora em um vento de cauda de 16 quilômetros por hora.

Então, Kusenko admitiu que “devido a um detalhe técnico o veículo se move um pouco mais rápido que o vento temporariamente”.

Saiba como uma maçã por dia pode fazer a diferença

Matéria anterior

Navio de 2,2 mil anos foi descoberto naufragado no Egito

Próxima matéria

Você também pode gostar

Mais em Curiosidades

Comentários

Comentários não são permitidos