Em 2004, pilotos da Marinha dos Estados Unidos flagraram objetos voadores não identificados. Os objetos foram vistos cortando o céu da costa leste americana. Sabemos que tais avistamentos não são novidade. Ao longo da nossa história, inúmeras pessoas reportaram ter visto OVNIs. Mas o cenário, ao que parece, mudou.

A Marinha, em setembro deste ano, confirmou a autenticidade de três vídeos que mostram os OVNIs sendo perseguidos por caças do porta-aviões Nimitz. De acordo com a Marinha, os vídeos, além de serem verdadeiros, representavam “fenômenos aéreos não-explicados”.

Até o momento, não há uma explicação para a origem e comportamento do objeto. Em contrapartida, isso não quer dizer que ele tenha uma origem alienígena.

OVNIs

Publicidade
continue a leitura

O intrigante encontro, no qual os OVNIs foram perseguidos por caças do porta-aviões Nimitz, foi revelado pelo The New York Times. Além disso, várias testemunhas oculares, ao longo dos anos, surgiram para descrever o que viram.

Em um dos três vídeos que foram gravados, realmente, é possível ver um objeto estranho. O objeto, na época, ganhou o apelido de "Tic Tac". O momento foi compartilhado pelo jornal, em 2017.

De todas as testemunhas que apareceram, uma tem tal prioridade para falar sobre o assunto. Chad Underwood é piloto da Marinha. Foi ele quem gravou o vídeo na época. Este ano, o piloto conversou com a New York Magazine, falando sobre o que viu.

“Não é possível vê-lo com seus próprios olhos até, provavelmente, uns 16 quilômetros, e então você não poderá rastreá-lo visualmente até que você esteja provavelmente dentro de cinco quilômetros”, disse Underwood, em entrevista.

"O que mais me chamou a atenção foi o quão errático o objeto estava se comportando", acrescentou. "Estava apenas se comportando de maneiras que não são fisicamente normais. Foi isso que chamou minha atenção. Porque as aeronaves, sejam elas tripuladas ou não, ainda precisam obedecer às leis da física”.

Publicidade
continue a leitura

Para Underwood, o mais intrigante é o fato do objeto “Tic Tac” não ter nenhuma semelhança com nenhuma aeronave convencional. “Bem, normalmente, você veria motores emitindo uma pluma de calor. Esse objeto não estava fazendo isso”, disse ele.

Regras

Recentemente, a Marinha dos Estados Unidos mudou as regras, para reportar o avistamento de OVNIs. O órgão militar, por exemplo, mudou o formulário para reportar o avistamento. A atualização se deu exatamente porque, nos últimos meses, pilotos avistaram, diversas vezes, objetos voadores altamente tecnológicos.

Publicidade
continue a leitura

De acordo com Chris Melton, ex-assistente do Secretário de Defesa dos Estados Unidos e que, atualmente, trabalha junto ao Comitê de Inteligência do Senado, a mudança partiu dos próprios pilotos.

Segundo Melton, os pilotos “querem eliminar o estigma existente sobre a observação de OVNIs”. Além disso, há também a necessidade de fazer com que qualquer militar se sinta seguro, em reportar a seus superiores o que viu.

Com as mudanças, reportar um avistamento, por mais estranho ou inacreditável que pareça, torna mais simples e rápida a investigação de qualquer aparição de objetos não identificados.

Nos últimos anos, tanto a Marinha quanto a Aeronáutica foram informadas de diversos casos de corpos voadores estranhos, vistos em espaço aéreo controlado por militares.

Publicado em: 25/12/19 18h53