Curiosidades

Zuckerberg perde US$ 70 bilhões e deixa lista dos 10 mais ricos do mundo

0

Quem nunca sonhou em ser bilionário? Todos nós, ao menos uma vez, pensamos em como seria a vida com tanto dinheiro e como seria poder ter absolutamente tudo que quiséssemos. Mas até mesmo os bilionários sentem as dinâmicas de economia e os mercados de ações mais fracos, como por exemplo, Mark Zuckerberg, que deixou a lista das dez pessoas mais ricas do mundo após queda das ações da Meta.

Em outros tempos, o bilionário já foi considerado a quarta pessoa mais rica do mundo. Agora, ele caiu várias posições na lista e está em 20° lugar, com um patrimônio líquido total de US$ 55,3 bilhões.

Segundo o Índice de Bilionários da Bloomberg, Zuckerberg perdeu 70,2 bilhões de dólares no acumulado do ano na última segunda-feira por conta de uma queda grande no preço das ações da sua empresa. De acordo com o UOL, os preços das ações de tecnologia tiveram uma enorme queda no ano passado devido à desaceleração econômica.

Lista

Bit mag

Sabendo que Zuckerberg caiu várias posições e está em 20° lugar é natural querer saber quem são os cinco mais ricos no todo da lista atualmente. O primeiro lugar é de Elon Musk. Mesmo que o CEO da Tesla tenha perdido 2,55 bilhões ano passado, ele ainda é o mais rico do mundo.

Em terceiro lugar está o fundador da Amazon, Jeff Bezos, que ano passado também perdeu 44,4 bilhões. E em quinto está Bill Gates, que perdeu 26,2 bilhões em 2021.

No caso da Meta de Zuckerberg, apenas em fevereiro, ela teve uma queda de quase 23%. Em julho a situação ficou ainda pior por conta da diminuição do número de usuários diários no Facebook. Isso levou o grupo a um declínio trimestral na receita se comparado ao ano passado.

Facebook

Estadão

A capitalização do Facebook, avaliada em US$ 879 bilhões no fechamento em fevereiro sofreu uma perda significativa no mês. Foi a maior perda já registrada, de menos US$ 200 bilhões em uma sessão. “200 bilhões de dólares é mais do que a capitalização combinada de 452 empresas do S&P 500”, comentou o presidente da Meeschaert Financial Services, Gregori Volokhine.

Mark Zuckerberg, chefe do Facebook, atribuiu o resultado à concorrência pesada com aplicativos como o TikTok. “As pessoas têm muitas escolhas sobre como querem gastar seu tempo e apps como o TikTok estão crescendo muito rapidamente. E é por isso que o nosso foco nos Reels [vídeos curtos no Instagram] é tão importante no longo prazo”, disse Zuckerberg durante o anúncio dos resultados.

Essa não é a primeira vez que Zuckerberg perde grandes quantias de dinheiro após maus resultados de sua empresa e polêmicas. Depois de uma ex-funcionária da companhia vazar documentos, que ficaram conhecidos como “Facebook Files”, Zuckerberg teve prejuízo de quase US$ 6 bilhões. No entanto, ele recuperou metade do montante em dois dias.

Saíram da lista

lista

CNN Brasil

No caso de Zuckerberg, ele apenas caiu algumas posições, mas ainda faz parte da lista de pessoas mais ricas do mundo. Entretanto, nem todos os bilionários ficam super ricos para sempre, mas ainda assim, eles podem chegar a figurar na lista feita pela revista Forbes por algum tempo.

E provando que 2021 não foi um ano fácil para ninguém, até mesmo o mundo dos negócios foi moldado pela pandemia e uma enxurrada de ofertas públicas de ações (IPOs) foram bem tumultuadas.

Tudo isso fez com que uma nova lista de bilionários fosse feita. O curioso é que alguns desses nomes figuraram entre os bilionários do mundo por apenas meses, dias ou até mesmo minutos.

Durante a pandemia, as chamadas Spacs, empresa conhecidas como “empresas de cheque em branco”, ficaram bastante populares porque abriram as comportas para uma corrida de empresas que queriam abrir o capital sem a burocracia de um IPO tradicional. Nesse sentido, vários começos que foram bastante promissores foram seguidos por preços de ações despencando.

Contudo, não foram somente as Spacs o fator para a volatilidade vista em 2021. Além delas, metade das empresas que conseguiram levantar mais de um bilhão em IPOs em 2021 estavam negociando abaixo de seus preços de listagem em novembro, como mostraram os dados da Dealogic, citados no Financial Times.

Um exemplo disso são as ações do aplicativo de relacionamento Bumble. Ele arrecadou 2,2 bilhões de dólares a uma avaliação de 8,6 bilhões de dólares em fevereiro. Porém, no dia 14 de dezembro as ações já tinham acumulado uma queda de 50%.

Fonte: Aventuras na história, Forbes

Imagens: Bit mag, Estadão, CNN Brasil

Entenda por que quanto menos você dorme, mais curta será sua vida

Artigo anterior

Deputado quer criminalizar incesto após cenas de House of The Dragon

Próximo artigo