10 incríveis tesouros engolidos pelos mares

POR Thamyris Fernandes    EM Mundo Afora      02/08/14 às 21h11

Há tanta coisa para se ver na superfície terrestre que, às vezes, nos esquecemos que existe uma imensidão além do que está ao alcance dos olhos. Abaixo das águas dos mares há inúmeras maravilhas para serem admiradas.

São navios naufragados, cidades esquecidas, esculturas depositadas de propósito no coração do oceano e muito mais. Muitos desses tesouros foram esquecidos por séculos e só vieram à tona nos últimos tempos, devido a pesquisadores curiosos, que não se contentaram com as pesquisas feitas em terra firme.

Confira, agora, uma lista com algumas das mais incríveis riquezas que estão escondidas nos mares:

1. Phéia

1

Há 5 metros da superfície do Egeu, jaz a cidade de Phéia. Ao que indica registros histórias e obras de artes, o lugar foi bastante representativa no passado, especialmente quando foi conquistada por Atenas e se tornou uma das principais cidades responsáveis pela construção dos navios da frota de Péricles.

No entanto, aproximadamente no século X, um terremoto varreu a região e levou toda Phéia para dentro do mar. Os historiadores só a redescobriram em 1911.

2. Olous

2

Creta é atualmente a maior ilha na costa da Grécia. Apesar de sua imponência, ela era ainda maior durante a antiguidade, quando grande parte de suas construções ainda estavam na superfície. Hoje, no entanto, muitas de suas ruínas estão completamente submersas.

Olous é a mais famosa e mais visitada dessas estruturas. Como cidade-estado, o lugar tinha cerca de 40 mil habitantes,um grande poder naval e econômico.

Seu grande defeito, no entanto, foi ter sido edificada em cima de um terreno arenoso, sujeito à erosão e aos terremotos frequentes na região. Mesmo depois de submersa, quando a maré baixa chega na baía de Poros ainda é possível ver os telhados de algumas casas e colunas intactas.

3. O holandês fantasma

3

Em 2003, arqueólogos, que procuravam por um avião suíço no mar báltico - desaparecido durante a Segunda Guerra - acabaram descobrindo a existência de um naufragado. Só depois de 7 anos da descoberta foi que uma nova equipe voltou ao local para investigar melhor o navio.

Eles acabaram o chamando de navio fantasma e descobriram que ele se tratava de uma embarcação holandesa, de 1650. Como o mar báltico quase não tem corrente e sua salinidade é muito abaixo da média, o navio se conservou impecável durante os 400 anos em que ficou esquecido.

4. O museu submerso

4

Museu Subaquático de Arte,como é conhecido, fica na costa de Cancun, no México. Ele foi criado a fim de interromper o desgaste nas barreiras de recifes locais devido às ações humanas e aos fenômenos naturais que castigam a região.

Preocupados com isso, seus criadores tiveram a ideia de afundar ali inúmeras estátuas realistas, que imitam as feições humanas; a fim de que novos habitats marinhos fossem formados. Hoje o museu conta com 3 salões, com cerca de 460 obras.

5. Alexandria

5

Considerada uma das mais belas e importantes cidades da antiguidade, Alexandria - a menina dos olhos de Alexandre, O Grande - foi afundada há cerca de 1.600 anos, no Mediterrâneo, depois de um forte terremoto.

Somente em 1998 a cidade começou a ser desenterrada por uma expedição arqueológica, descobrindo alguns dos registros históricos mais importantes da última década. Estátuas, esfinges, colunas, templos e fundações, todas estas coisas levaram a costa da Alexandria moderna a ser considerada um dos sítios arqueológicos mais importantes do mundo.

6. O Cristo do Mediterrâneo

6

Nas profundezas do mar de San Fruttuoso, uma pequena região do Mediterrâneo entre Camogli e Portofino, na Itália; há uma imensa escultura de Jesus. Toda feita em bronze, a estátua é chamada de Cristo do Abismo, tem dois metros e meio de altura e foi afundada em 1954, em uma profundidade de 17 metros.

A obra foi criada por Guido Galleti que também escolheu o estranho local de repouso para seu trabalho. Conforme ele, esse foi o lugar onde o primeiro mergulhador italiano morreu.

7. Recife Memorial de Netuno

7

Esse é o maior recife artificial do mundo e fica há três quilômetros de Key Biscane, na Flórida, nos Estados Unidos. O projeto era criar um mausoléu para pessoas que quisessem ser cremadas após a morte.

O cemitério submarino hoje já conta com cerca de 850 pessoas, e deve ser expandido para uma capacidade de 120 mil. Os restos cremados de pessoas que se interessam pelo projeto são misturados ao cimento das construções do recife. Placas também são colocadas com os nomes dos mortos.

8. Porto Real

8

A cidade era a principal parada dos piratas no Caribe. Localizada na Jamaica, o lugar ganhou fama no século XVII e foi considerada a cidade mais rica e pervertida do mundo. Além disso, nações de menor desenvolvimento naval na época, como a Inglaterra, iam até a cidade para contratar corsários para roubar e afundar galões espanhóis e franceses.

Hoje em dia, mais de dois terços da cidade está submerso no mar caribenho. Isso aconteceu devido a um forte terremoto, que assolou a região no dia 7 de Junho de 1692.

9. Correio submersa

9

O único posto de correio dentro do mar está em Vanuatu, no Pacífico. Por meio dele, é possível enviar e receber cartões postais à prova d´água. A caixa de correio está a apenas três metros de profundidade e faz muito sucesso entre os turistas da região.

10. Titanic

10

A fama do náufrago R.M.S. Titanic é indiscutível. Ele foi o maior cruzeiro existente em sua época e acabou afundando em sua primeira viagem. Registram estimam que o acidente tirou a vida de, aproximadamente, 1.500 pessoas.

Em 1985, um grupo de pesquisadores encontrou os destroços do navio, que está há cerca de 300 quilômetros da costa de Newfoundland. Desde então, dezenas de expedições foram lançadas para estudar melhor o náufrago.

Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+