• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

16 imagens raras que mostram o genocídio armênio, um holocausto esquecido

POR Mateus Graff    EM História      06/11/18 às 13h37

Há mais de cem anos acontecia o primeiro crime contra a humanidade no século XX, o genocídio armênio. Tudo começou em 1915, sob ordens de Mehmed Talaat Pasha, um dos três líderes de fato do Império Otomano durante a Primeira Guerra Mundial. Ele promulgou as duas medidas amplamente creditadas com o início do genocídio armênio: a prisão em massa de armênios intelectuais em Constantinopla (dia 24 de abril de 1915) e a Lei Tehcir, que exigiu deportações em massa em 30 de maio de 1915.

Logo após a queda dessas ordens, os armênios receberiam a ordem de se reunirem na praça de sua cidade, depois da qual seriam levados para fora da cidade e mortos em massa.

No primeiro instante, 200 intelectuais armênios em Constantinopla foram mortos. O ato foi o início de um programa sistemático das autoridades otomanas para exterminar toda a população armênia. Dias depois o governo otomano desapropriou cidadãos armênios em toda a Anatólia e iniciou um programa de deportação em massa.

Os armênios foram obrigados a deixar suas terras e seguir em uma marcha para a Síria. Nisso, homens foram mortos por militares ou tribos locais, mulheres foram estupradas e crianças raptadas. Muitos morreram no meio do deserto, de fome ou mesmo por causa de doenças. Só para vocês terem uma ideia, em 1915, cerca de 2 milhões de armênios viviam no território do Império Otomano. Cinco anos depois, eles eram menos de 400 mil.

O número de armênios mortos nesse genocídio é estimado em 1,5 milhão, de acordo com pesquisadores e historiadores, mas as fontes turcas tendem a baixar consideravelmente essa cifra.

Sabendo que pouca gente tem conhecimento sobre esse infeliz acontecimento, resolvemos trazer algumas fotos que mostram um pouco de como foi esse genocídio.

#1

Uma mulher armênia se ajoelha ao lado da sua filha morta, perto de Alepo, na Síria, por volta de 1915-1919.

#2

Armênios alinhados por volta de 1918. Quase todos eles foram levados para o deserto e executados.

#3

Uma mãe armênia se senta ao lado dos cadáveres dos seus cinco filhos.

#4

Deportados armênios marchando para a Turquia.

#5

Um campo de refugiados na Região de Cáucaso, em dezembro de 1920.

#6

Crianças refugiadas armênias reaproveitavam sacos de farinha na Síria para fazer roupas, em 1915.

#7

Refugiados armênios encontram comida na área de Hauran, na Síria.

#8

Sobreviventes do genocídio que fugiram para Jerusalém, em 1918.

#9

Um campo de refugiados armênios na Síria, por volta de 1915/1916.

#10

Refugiados armênios na Síria se preparando para partir para a Grécia, em 1915.

#11

Armênios exibem a bandeira que usaram para pedir ajuda durante a resistência em Musa Dagh, na Turquia, antes de serem evacuados para Port Said, Egito, em setembro de 1915.

#12

Muitos países do Ocidente não tinham a mínima ideia do genocídio que estava acontecendo. Mas vários relatórios importantes do The New York Times ajudaram as pessoas a ter conhecimento do que estava acontecendo.

#13

A polícia turca conduz os armênios pelo deserto da divisão administrativa Mamuret-ul-Aziz, pertencente ao Império Otomano, por volta de 1918.

#14

Uma mulher e uma criança armênia ganhando comida, por volta de 1915/1916.

#15

Em Atenas, na Grécia, crianças refugiadas armênias e gregas que haviam sido expulsas da Turquia, em 1923.

#16

Um refugiado armênio coim seus filhos na Síria, em 1915.

E você, tinha conhecimento das grandes atrocidades cometidas contra os armênios? Comente!

Próxima Matéria
Mateus Graff
https://www.instagram.com/mateusgraff/ https://www.facebook.com/mateus.adjutomartinsgraff
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+