7 fatos que você não sabia sobre a 1° Guerra Mundial

POR Isabela Ferreira    EM História      28/05/18 às 16h44

Sem dúvida, a Primeira Guerra Mundial foi um dos confrontos mais destrutivos de toda a história da humanidade. Centrada na Europa, ela teve início no dia 28 de julho de 1914 e término no dia 11 de novembro de 1918. Embora muitos fatores já indicassem que um conflito poderia estar se aproximando, o estopim aconteceu apenas após o assassinato do arquiduque Francisco Ferdinando... Herdeiro do trono austro-húngaro.

Fato é que, antes mesmo disso, diversas nações já buscavam por meios de expandirem suas terras. No entanto, esse desejo contrariava a vontade dos grandes impérios. Dessa forma, muitos deles acabaram fazendo alianças. Foi no momento do assassinato que essas alianças acabaram sendo arrastadas para uma grande guerra. Pensando nisso, nós aqui da Fatos Desconhecidos separamos abaixo 7 fatos que você não sabia sobre a 1° Guerra Mundial. Confere aí!

1 - Rússia implorou à Alemanha para acabar com a greve

No dia em que oficialmente teve início a Primeira Guerra Mundial, Nicolau II, ex-imperador de todas as Rússias, chegou a enviar um telegrama para Guilherme II da Alemanha, implorando que a guerra fosse cessada. Apenas para que você tenha ideia, a mensagem foi bem informal, sendo que Nicolau chegou a assinar seu nome com o apelido de Nicky. Ele explicava que o ataque à Sérvia faria com que a Rússia se envolvesse, mas era algo que ele não queria fazer. Em contrapartida, Guilherme afirmou que o conflito não teria caráter político e seria apenas uma retaliação aos assassinos do arquiduque.

Acrescentou ainda que faria o possível para que a Áustria-Hungria fechasse um acordo com a Rússia. Eles continuaram trocando mensagens e por mais que nenhum deles quisesse uma grande guerra, não houve como evitar. Como não conseguiram chegar a um acordo e também não pararam de mobilizar seus exércitos, no dia 1º de agosto, a Alemanha acabou declarando guerra à Rússia.

2 - Colapso dos três impérios e fundação de vários países

As fronteiras europeias e asiáticas acabaram sendo mudadas para sempre após a Primeira Guerra Mundial. Assim que ela teve fim, os impérios russo, alemão e otomano acabaram entrando em colapso, o que levou ao surgimento de outros países. Mas no fim das contas, o Império Otomano foi o que mais saiu prejudicado. Suas terras foram dividas entre a Grã-Bretanha e a França.

Apenas para que você tenha noção, territórios da Albânia, Argélia, Bósnia e Herzegovina, Bulgária, Croácia, Egito, Grécia, Hungria, Iraque, Israel, Jordânia, Kuwait, Líbano, Macedônia, Montenegro, Romênia, Rússia, Arábia Saudita, Sérvia, Eslovênia, Síria, Tunísia, A Turquia e os Emirados Árabes Unidos, já chegaram a fazer pare do império, de alguma forma.

3 - Cães, alimentos e outras palavras acabaram sendo renomeadas

Antes de os EUA declararem guerra à Alemanha, o alemão era o segundo idioma mais falado no país, ficando atrás apenas do inglês, obviamente. No entanto, a língua acabou sendo proibida nos EUA devido ao sentimento que se instaurava por lá. Muitas escolas retiraram a língua de suas grades curriculares e inclusive, os livros alemães passaram a ser proibidos.

Comidas que eram de origem alemã, passaram por um processo de renomeação. Nem mesmo os cães escaparam. O Pastor Alemão, por exemplo, ficou conhecido na época como "alsaciano", devido ao fato de ter sido criado pela primeira vez na Alsácia, uma região francesa.

4 - Soldados lutaram em trincheiras por grande parte da guerra

Foi durante a Primeira Guerra Mundial que a humanidade teve noção do poder de metralhadoras e armas de grande porte. Dessa forma, os soldados precisaram desenvolver técnicas para se protegerem. Uma delas foram as famosas trincheiras... Buracos que cavavam no chão que tinham profundidade suficiente para esconder vários homens.

Os buracos foram se conectando e acabaram se estendendo por quilômetros. A maior trincheira estava na Frente Ocidental, local onde correu da Bélgica para a França e Suíça. Não era possível dar a volta por esses buracos, portanto, a única opção era um ataque frontal. No entanto, missões do tipo eram consideradas suicidas, uma vez que ambos os lados protegiam suas trincheiras com arames farpados e homens com metralhadoras.

5 - Ela foi chamada de vários nomes, menos de Primeira Guerra Mundial

Bem, como ninguém sabia que a Segunda Guerra Mundial estava por vir, é normal imaginar que o conflito não tenha ganhado o nome de Primeira Guerra Mundial logo de cara. Nos EUA, ela era chamada de "Guerra Europeia", enquanto todos os outros locais a chamavam de "Grande Guerra". O nome "Guerra Mundial" teve início apenas em 1917, após os EUA se envolverem e os jornais começarem a chamá-la de tal forma.

6 - Levou ao desenvolvimento de tanques

As trincheiras acabaram levando a guerra a um impasse, já que ninguém ganhava ou perdia o confronto. Os dois lados apenas se escondiam e faziam ataques frontais, que na maior parte das vezes, acabava em grandes perdas para ambos. Foi aí que os tanques começaram a aparecer. Antes disso, as propostas para a construção desses veículos haviam sido todas rejeitadas.

Os alemães foram obrigados a recuar após terem duas de suas três trincheiras destruídas por tanques. No entanto, logo conseguiram uma alternativa e desenvolveram armas anti-tanque. Mas convenhamos, não era muito efetivo. Até mesmo os tanques apresentavam grandes problemas inicialmente.

7 - Contribuiu para a ascensão de Hitler ao poder e o surgimento da Segunda Guerra Mundial

O Tratado de Versalhes deu fim à Primeira Guerra Mundial e consequentemente, deixou a Alemanha com uma dívida pesada, que viria a sobrecarregar o país. A partir daí, graves crises econômicas foram instauradas, sendo que a inflação e o desemprego aumentaram drasticamente. Fatores como estes acabaram levando Hitler e o Partido Nazista ao poder. Eles difundiram a ideia de que os Aliados eram os maus de toda a história e chegaram a prometer tirar o povo alemão da miséria.

Assim que Hitler assumiu o poder, ele não continuou pagando as dívidas do país e assim, instaurou a Segunda Guerra Mundial. Sabemos o caos e terror que teve início a partir desse momento. Ao fim de mais um conflito em que a Alemanha sai perdendo, tiveram mais dívidas para quitar, no entanto, os Aliados preferiram dar prioridade para punirem os responsáveis pelo conflito ainda durante a guerra, fazendo com que a população alemã não precisasse sofrer mais do que o necessário, como ocorreu na Primeira Guerra.

E então pessoal, o que acharam? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+