Entretenimento

35 anos de sua partida: o triste final do ‘Seu Madruga’

0

Até os dias de hoje, Chaves é um sucesso, principalmente entre as pessoas que foram crianças nos anos 1990 no Brasil. Contudo, o seriado é ainda mais antigo. Ele foi ao ar pela primeira vez no dia 20 de junho de 1971, no México. O que faz com que o programa ainda conquiste pessoas no mundo todo é sua genialidade, inocência, pelas mensagens que aborda por trás das histórias contadas e, claro, por seus personagens extremamente cativantes.

Dentre os personagens do seriado, Seu Madruga era um dos mais amados. Tanto é que frases ditas por ele ainda são usadas nos dias de hoje pelos fãs de Chaves. O personagem estava sempre vestido com uma calça jeans desgastada, camiseta preta e um chapéu. Ele se tornou um verdadeiro símbolo de resiliência e humor.

Seu Madruga

Folha de São Paulo

Por mais que praticamente todo mundo conheça o Seu Madruga, são poucos os que sabem sobre Ramón Valdez, o ator que dava vida a ele. O ator nasceu no dia nove de agosto de 1988, e nos anos 1980, a vida do ator foi para um rumo trágico depois de ele ter sido diagnosticado com câncer no estômago. A doença foi por conta do vício de Valdez em cigarros. E ele acabou falecendo aos 64 anos.

No funeral do ator as coisas ficaram ainda mais tristes. Isso porque a relação dele com Roberto Gómez Bolaños, o criador de Chaves, era tensa desde 1978 por conta de conflitos dos dois no programa. Por isso que Bolaños não foi ao funeral. A única colega de elenco que se despediu do eterno Seu Madruga foi Angelines Fernández, a atriz que interpretou a Bruxa do 71.

As brigas entre Valdez e Bolaños começaram quando Carlos Villagrán, que dava vida ao Quico, saiu de Chaves por conta de uma disputa salarial. A situação deixou Valdez desconfortável, e o desconforto aumentou quando ele brigou com Florinda Meza. Isso fez com que o ator fosse afastado de Chaves durante dois anos e, depois, de forma permanente.

Mesmo essas brigas tendo acontecido entre os atores, Seu Madruga está acima deles. O personagem é extremamente querido por quem assiste Chaves por conta do seu charme e humor.

Chaves

TudoGeo

A briga entre os atores do elenco não foram as únicas que aconteceram envolvendo o seriado. Em 2020, uma briga judicial começou entre a Televisa, rede de televisão mexicana que tinha os direitos dos programas, e a família de Bolaños, que é a dona dos direitos de exploração comercial dos personagens.

Por mais queridos que Chaves e Chapolin sejam pelo público até os dias de hoje, os programas dos personagens interpretados por Roberto Bolaños, ou Chespirito como também é conhecido, não serão mais transmitidos nos canais de aproximadamente 20 países onde passavam. Em alguns desses lugares, os programas eram transmitidos desde os anos 1970.

Na época, quem deu a notícia foi o filho de Bolaños, Roberto Gómez Fernández, através do seu Twitter. “Minha família e eu esperamos que Chespirito esteja em breve nas telas do mundo”, escreveu.

O cancelamento aconteceu por conta de uma disputa entre a rede de televisão mexicana Televisa, que tinha os direitos dos programas, e a família de Bolaños, que tem os direitos de exploração comercial dos personagens.

Aqui no Brasil, o canal conhecido por transmitir os programas de Bolaños é o SBT. A emissora confirmou que recebeu uma notificação da Televisa, informando sobre a suspensão do contrato por “um problema pendente a ser resolvido com o titular dos direitos das histórias”.

“O SBT lamenta a decisão, principalmente em respeito ao seu público, que acompanha fielmente os seriados há tantos anos na emissora. Continuamos na torcida para um acordo entre as duas empresas mexicanas o mais rápido possível e, se isto acontecer, teremos o prazer de informar aos fãs de Chaves, Chapolin e Chespirito, imediatamente”, disse o canal na época.

Mesmo com a briga já se estendendo por um tempo, a Televisa não comentou a respeito do caso. O Grupo Chespirito, a empresa que administra as licenças de exploração comercial, dirigido por Roberto Gómez, também não falou detalhes sobre esse conflito.

No entanto, em 2022, Florinda Meza se pronunciou contra a decisão. Principalmente porque durante a pandemia do COVID-19, os fãs de Chaves ficaram sem seus momentos de diversão. Ela foi bastante enérgica dizendo que sua vontade era de que o programa voltasse a ser exibido. Tanto é que, mesmo não fazendo parte da briga entre a família de Bolaños e a Televisa, Florinda entrou na Justiça para que Chaves voltasse a ser exibido.

“Se dependesse de mim, o show nunca teria saído das telas. Por isso estou agora no meio de uma briga legal para que a vontade do meu Rober seja respeitada e para que o programa volte às telas”, disse ela em um tweet.

Fonte: Mistérios do mundo, Aventuras na história, BBC

Imagens: Folha de São Paulo, TudoGeo

A pergunta de Elon Musk para detectar mentirosos em entrevistas de emprego

Previous article

Neyvio: com alta procura, cruzeiro de Neymar vende cabines de até R$ 28 mil

Next article

Comments

Comments are closed.