História

5 fatos falsos sobre a 2º Guerra Mundial que todo mundo acredita

0

A 2ª Guerra Mundial foi um grande conflito militar global que durou entre os anos de 1939 a 1945, e envolveu a maioria das nações do mundo, incluindo todas as grandes potências mundiais. O conflito foi o maior e mais significativo confronto armado da história. A guerra serviu como terreno fértil para a evolução de estruturas de segurança, inteligência e tecnologia.

Bom, mas a coisa não foi exatamente como a maioria das pessoas pensam. Existem alguns mitos sobre a 2º Guerra Mundial que precisam ser desmentidos, até porque aprendemos na escola e na vida uma certa história, mas a verdade é bem diferente. Pensando nisso, separamos alguns fatos falsos sobre a 2º Guerra Mundial que todo mundo acredita, confiram:

1 – Os prisioneiros de guerra nazistas foram punidos

1gazeta6

Depois que a guerra terminou, milhares de prisioneiros nazistas se safara. Os EUA aprisionaram 400 mil deles em campos no estado do Texas e em outros locais. Se você pensa que eles fora tratados de forma semelhante a que eles tratavam os judeus, comunistas e homossexuais, você está redondamente enganado. Na verdade eles foram reunidos em campos de prisioneiros, mas receberam tratamento praticamente de turistas em um camping.

Eles comiam bem e recebiam até vinho e cerveja. É verdade que os prisioneiros tiveram que cumprir trabalhos forçados, mas eles consistiam em trabalho em fazendas, nada muito drástico como, vejamos, incinerar crianças de seu próprio povo. Muitos deles afirmaram que a vida nesses campos era melhor do que quando eram soldados alemães.

Eles foram devolvidos para Alemanha em 1946, sendo que alguns mantiveram contato com os amigos norte-americanos que fizeram enquanto eram prisioneiros. Muitos acabaram se mudando para os EUA mais tarde, ganhando até cidadania americana. Várias pessoas acham que os EUA não sofreram tanto nas mãos dos alemães, e que locais como a União Soviética poderiam pegar mais pesado que os EUA. Mas em 1943, Stalin ordenou que os prisioneiros do Eixo, incluindo alemães, fossem bem tratados. O resultado foi que os prisioneiros tiveram melhores condições que os próprios civis soviéticos que foram capturados.

2 – A Segunda Guerra mundial foi uma guerra mundial

3

Este mito diz que a Segunda Guerra Mundial começou quando os nazistas invadiram a Polônia e acabou quando os Estados Unidos devastou as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki. Mas o que chamamos de guerra mundial foi na verdade uma aglomeração de conflitos diferentes, muitos deles independentes e com duração que extrapola os anos de 1939 à 1945. Apesar de ter sido convencionado que a invasão á Polônia em 1939 marca o início da guerra, também é possível argumentar que ele não tomou sua forma característica até 1941, com a entrada dos EUA na guerra e a invasão de Hitler á União Soviética.

Podemos até adiar a data do início do conflito, já que o império do japão tentava dominar a Ásia e o Pacífico e estava em conflito com a República da Cina em 1937, matando mais de 20 milhões de chineses. Outro fato importante que aconteceu em 1937 foi a entrada da Itália no pacto Antocomintern, que já havia sido assinado entre o Império do Japão e a Alemanha nazista no ano anterior. Assim foi formado o grupo que mais tarde seria conhecido como o Eixo. Em outras palavras, a Segunda Guerra Mundial seria melhor classificada como uma era na história do que como um conflito singular.

3 – Apenas o Eixo cometeu crimes de guerra, os Aliados tentaram impedi-los

1

O Reino Unido e os EUA mataram entre 18 e 25 mil civis no bombardeio da cidade Alemã de Dresden. O ataque não tinha nenhum motivo “nobre”, mas sim apenas explorar as condições confusas da cidade. E Dresden foi apenas uma das cidades atacadas pelos Aliados pelo mesmo motivo.

Além disso, soldados e civis capturados pelos Aliados durante o conflito também foram massacrados. Existem relatos de soldados Aliados mantendo crânios japoneses como troféus de guerra, e também não podemos esquecer das bombas nucleares de Hiroshima e Nagasaki.

4 – A bomba atômica acabou com a guerra

1

Para o Japão, as bombas nucleares não foram motivos suficiente par declarar a rendição. Um dos fatos que realmente motivou que isso acontecesse, de acordo com líderes japoneses, foi o ataque violento norte-americano no verão de 1945, que acabou matando 250 mil pessoas e deixou milhares feridos, um número semelhante aos ataques de Hiroshima e Nagasaki somados.

Foi nesse ponto que os japoneses perceberam que haviam perdido a guerra, mais ainda não pensavam em se render, muito pelo contrário, eles tentaram negociar um armistício (acordo que suspende temporariamente as hostilidades entre países), mas o presidente norte-americano Truman rejeito o acordo.

5 – Hitler tinha controle total das forças armadas alemãs

Der F¸hrer und der Oberbefehlshaber des Heeres Wieder j‰hrt sich der Tag, an dem durch den k¸hnen Entschlufl des F¸hrers eine der h‰rtesten und dr¸ckendsten Fesseln von Versailles abgestreift wurde und Deutschland sich seine Wehrfreiheit wiedernahm. UBz: Adolf Hitler, den Obersten Befehlshaber der Wehrmacht und Generaloberst von Brauchitsch, den Oberbefehlshaber des Heeres. Scherl Bilderdienst 15.3.40 [Berichter Mensing]

A imagem do Führer Hitler faz todo mundo pensar que ele tinha a Alemanha inteira na palma da mão. Na verdade, nem todos os setores militares aceitavam no que estava acontecendo no país. A marinha alemã, a chamada Kriegsmarine, tinha a lealdade totalmente voltada ao Estado, mas não confiava nos políticos e nos partidos.

Erich Raeder, Grande Almirante da marinha durante a primeira metade da guerra, resistia ativamente a qualquer tentativa de tornar a Kriegsmarine nazista. Ele ficou famoso por discussões aos gritos que chegavam a durar duas horas com Hitler. Infelizmente ele não conseguiu se manter no cargo por muito tempo, e em 1943, ele foi substituído por um sucessor mais amigável com o nazismo, mas mesmo assim a marinha deu um jeito de manter-se longe do nazismo.

Outro exemplo de resistência nas forças armadas aconteceu em 1942, quando o Wehrmacht passou a aceitar cidadãos soviéticos para apoiar seus soldados na invasão à União Soviética. Hitler disse a eles para parar de recrutar raças inferiores, mas os oficiais responsáveis pela invasão negaram o pedido. No final de 1942, 700 mil dos três milhões de soldados eram soviéticos.

E aí amigos, sabem de mais algum fato falso que as pessoas acreditam sobre a 2º Guerra Mundial? Comentem!

7 incríveis bilionários que eram extremamente pobres

Matéria anterior

O que estes sonhos comuns podem dizer sobre você

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos