Em sua essência, os seres humanos adoram ser homenageados. Por isso, nas mais diversas profissões ou passatempos, encontramos uma forma de distribuir prêmios e homenagens. São concursos e competições nas mais diversas formas. De fato, nós amamos tanto valorizar determinadas ações e premiá-las, que também fazemos isso com os animais. Por isso, trouxemos 7 animais que receberam títulos honorários.

Ao contrário dos humanos, os animais têm uma abordagem bastante relaxada para esse tipo de premiação. Mas, claro, isso não nos impede de recompensá-los. Pensando nisso, separamos alguns momentos que há momentos em que os animais realizaram atos tão incrivelmente corajosos que os humanos sentiram a necessidade de prender pequenas medalhas em seus peitos heroicos.

1 - Cher Ami, a pomba que lutou na Primeira Guerra Mundial

Durante a Primeira Guerra Mundial, não era uma tarefa nada fácil fazer com que mensagens chegassem a seus destinos de forma segura. Por isso, o uso de pombos-correios foi uma das principais alternativas ao uso do rádio. Assim, ao ser confundido com o inimigo, um grupo de 194 soldados enviou uma mensagem através da pomba Cher Ami: "Estamos na estrada paralela à 276,4. Nossa própria artilharia está lançando uma barragem diretamente sobre nós. Pelo amor de Deus pare com isso".

Pouco tempo depois da pomba ser enviada, as esperanças foram perdidas porque ela foi baleada no peito por tropas alemãs. No entanto, mesmo ferida, Cher Ami se levantou e enviou a mensagem. Após entregar a mensagem, Cher Ami foi hospitalizada e sobreviveu. Porém, ficou cega de um olho e perdeu o movimento de uma das patas. Depois disso, na Fraça, a pomba recebeu a Cruz de Guerra, uma das maiores honrarias do país.

2 - Bucéfalo, o cavalo de Alexandre, o Grande

Publicidade
continue a leitura

7 animais que receberam títulos honorários

Em seu cavalo, Bucéfalo, Alexandre, o Grande, criou o maior império que o mundo já viu. Por isso, ele decidiu homenagear seu cavalo de maneira grandiosa. Sendo companheiro do imperador desde muito novo, Alexandre ficou extremamente triste quando o cavalo partiu. Com isso, um funeral foi feito em grande estilo e até uma cidade foi criada em homenagem ao animal. Desse modo, em 326 a.C., Alexandria Bucephalous foi criada em uma região próxima ao rio Jhelum, que fica no norte da Índia e no leste do Paquistão. De fato, Bucephalous não é um dos animais que receberam títulos honorários, mas após sua morte ele recebeu uma homenagem muito maior.

3 - Tirpitz, o porco que salvou a tripulação de uma embarcação

7 animais que receberam títulos honorários

Durante a Primeira Guerra Mundial, porcos eram levados em embarcações como suprimentos de carne. E esse seria o destino de Tirpitz, caso ele não tivesse feito o inimaginável. Uma vez que o navio no qual estava começou a afundar, todos os marinheiros alemães foram para a costa. Porém, Tirpitz permaneceu no navio e ao ser encontrado pelos britânicos, recebeu uma medalha de honra. Isso porque, todos fugiram, mas o porco não abandonou seu posto.

4 - Sargento Stubby, o cachorro que lutou em 17 batalhas

Publicidade
continue a leitura

Ao contrário de cães de treinados por exércitos e pela polícia, Stubby não era um cão de linhagem pura. No entanto, ao ser encontrado, conquistou o coração de um oficial. Depois disso, o cão serviu por 18 meses e lutou em 17 batalhas, sempre alertando seus companheiros. Antes de se aposentar, Stubby acabou sendo ferido, mas sobreviveu e se tornou sargento do Exército dos Estados Unidos.

5 - Reckless, o cavalo que se tornou sargento do Corpo de Fuzileiros Navais

Em sua história, o Corpo de Fuzileiros Navais apenas concedeu uma patente oficial para um animal e era um cavalo. Assim, durante a Guerra da Coreia, Reckless ("Imprudente", em português) chegou a receber o título de sargento. Isso aconteceu após realizar 51 viagens de ida e volta sob o fogo inimigo enquanto levava munições. Reckless foi ferido duas vezes, mas, tendo sobrevivido ao conflito, recebeu quatro medalhas de honra pelos serviços prestado e uma de boa conduta.

6 - Kuno, o cachorro que servia na elite da Marinha

Publicidade
continue a leitura

Cachorros são os melhores amigos do homem e isso pode ser percebido em situações de perigo. Enquanto servia na elite da Marinha, Kuno salvou seu treinador de um atirador da Al Qaeda. No confronto, o cão acabou levando dois tiros, mas salvou seu dono. Depois disso, Kuno acabou tendo de amputar uma das pernas, mas se tornou um verdadeiro herói.

7 - Lucca, o cão que impediu explosões terroristas

Por conta de sua bravura, Lucca se tornou o primeiro cão a receber o título honorário de bravura excepcional em tempo de guerra. Isso porque, Lucca atuou em 400 patrulhas e identificou um explosivo que pesava 30 kg e possuía um enorme poder de destruição. No entanto, em outra patrulha, uma bomba acabou detonando próximo ao cachorro e ele precisou ter uma perna amputada. Mas, Lucca se recuperou e recebeu diversas condecorações.

Publicado em: 21/10/20 15h26