7 coisas impressionantes que a humanidade conseguiu perder
Tempo de leitura:4 Minutos, 48 Segundos

7 coisas impressionantes que a humanidade conseguiu perder

O ser humano só dá valor quando perde. A história para se tornar de fato, parte da História, depende de tempo, preservação e consciência. Muitas vezes, por não sabermos o valor histórico que as coisas terão no futuro, não sabemos reconhecer a sua preciosidade durante o presente. Muitos são os motivos que nos levaram a perder verdadeiras joias em vários campos da ciência: negligência, guerras, conflitos, roubos, e a lista segue. Seja qual for o motivo elas se perderam para sempre.

Aqui vai uma lista de 7 coisas impressionantes e de valor inestimável que a humanidade conseguiu perder:

1 – O Quarto Âmbar

Esse quarto impressionante foi construído por Frederico I, sendo o primeiro rei da Prússia, como um presente para Pedro, o Grande, em 1716. Esse era o sinal de paz entre a Rússia e a Prússia e o quarto era o símbolo da renovação de amizade entre as nações.

O quarto folheado de ouro, joias preciosas e âmbar foi considerada a 8ª maravilha do mundo, na época.

Não se sabe exatamente como o quarto se perdeu: se durante um bombardeio durante a Segunda Gerra Mundial, se foi depenado pelos nazistas. O que se sabe de fato é que o castelo foi tombado e o quarto nunca mais foi encontrado entre as ruínas.

2 – Ovos Fabergé

Ovos Fabergé não são meras peças de decoração. São obras-primas criadas por Peter Carl Fabergé durante o período de 1885 até 1917 para os czares russos, a dinastia dos Romanov. Cada peça era cuidadosamente decorada com esmaltes, metais e pedras preciosas. Cada uma escondia uma surpresa por dentro e eram presentes refinados para serem dados durante a Páscoa.

Hoje os ovos criados durante essa época são consideradas raridades de valor inestimável. Portanto, perder uma dessas belezinhas é o mesmo que perder uma fortuna de uma só vez.

Mas foi exatamente o que aconteceu durante a Revolução Russa. No meio daquela bagunça, sete dos 50 ovos que pertenciam aos czares se perderam para sempre.

3 – A gravação original do homem pisando na lua

Acredite ou não, a Nasa perdeu a gravação original que mostra as imagens do homem pisando na lua. Um dos momentos mais marcantes da história da humanidade está perdido para sempre.

Na época, a NASA precisou converter o vídeo para ser reproduzido na televisão. Mas a qualidade era terrível na época, e agora, uma remasterização está fora dos planos.

Esse argumento é um dos preferidos da teoria da conspiração, dos que não acreditam que o homem foi mesmo à lua.

4 – Natividade com São Francis e São Lawrence, de Caravaggio

Caravaggio foi um dos mais notáveis e talentosos pintores italianos de todos os tempos. Famoso pelo contraste da luz e da escuridão em seus quadros, assim como a melancolia e os traços ultra realistas, Caravaggio tem suas telas expostas nos mais importantes museus do mundo.

Com exceção desse quadro, “Natividade com São Francis e São Lawrence”. Esse foi roubado do Oratório San Lorenzo em Palermo, na Itália. O que se diz é que o roubo foi orquestrado pela máfia e agora expõe uma parede particular de algum mafioso rico e egoísta, mas com muito bom gosto para arte.

5 – O cérebro de Charles Whitman

Charles Joseph Whitman era um estudante de engenharia da Universidade do Texas. Ele ficou mundialmente famoso por assassinar 16 pessoas e ferir outras 32 dentro do campus. Ele teria matado mais se não tivesse sido morto pelo policial Houston McCoy.

O jovem deixou um bilhete escrito pedindo para que os cientistas estudassem seu cérebro. Nem o próprio Whitman compreendia o instinto assassino que o controlava. Para a surpresa de todos, a autópsia revelou um tumor do tamanho de uma ervilha, e esse pode ter sido o motivo de seu distúrbio incontrolável.

Anos mais tarde, na década de 90, os pesquisadores quiseram retomar o caso e estudar novamente o cérebro de Whitman, quando descobriram que o órgão havia sumido. Não se sabe se foi jogado fora, se deteriorou… o que se sabe é que um estudo inestimável para a psicologia e psiquiatria se perdeu para sempre.

6 – A Hanjo Masamune

Masmune Okazaki é conhecido como o maior ferreiro de espadas do mundo. Seu nome se tornou uma lenda e suas espadas são chamadas de Katanas. Ele é responsável pela maioria das lendárias espadas dos samurais construídas entre o período de 1288 e 1328 D. C.

A maioria das katanas é considerado um tesouro inestimável e é bem protegido pelo governo japonês. Mas uma delas até hoje está perdida, a espada Hanjo, propriedade de Tokugawa Iemasa.

Durante a ocupação americana no Japão, na Segunda Guerra Mundial, os militares americanos exigiram a entrega de todas as espadas. Tokugawa se recusou e acabou entregando à espada em um posto policial japonês.

Mais tarde, um americano se passando por um soldado, chamado de Cody Bilmore, reclamou a espada e a levou dali para nunca mais ser vista. Cody Bilmore nunca existiu e nunca mais se teve notícias da Hanjo.

7 – Homem de Pequim

O Homem de Pequim é uma subespécie do Homo Erectus, uma espécie extinta. Seu fóssil foi descoberto durante escavações na China, na capital Pequim, entre 1923 e 1927. Os pesquisadores dataram o material arqueológico entre 250.000 e 400.000 anos, no período Pleistoceno. Mas há divergências e estudos recentes o colocam tendo vivido há 800.000 anos.

O problema é que em 1941 Pequim foi ocupada pelos japoneses. Para salvar o Homem de Pequim, a marinha americana tentou levá-la até os Estados Unidos, mas o navio afundou nas águas chinesas e essa relíquia da humanidade foi perdida para sempre.

Não é inacreditável? Não esqueça de deixar o seu comentário indignado pela perdas estúpidas que tivemos. Se você tiver mais um item para acrescentar a lista não existe em responder.