• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 coisas que você não sabia sobre a Pixar

POR Bruno Dias    EM Entretenimento      05/08/19 às 18h56

Não é segredo para ninguém que a Pixar é um dos estúdios de cinema mais aclamados e amados. Tanto por crianças, quanto por adultos em todo o mundo. Todos os filmes lançados estão entre as 50 animações com maior bilheteria de todos os tempos. A fórmula do sucesso são os personagens profundos, que conseguem estabelecer uma forte ligação com o público no instante em que aparecem em tela.

E, desde a sua fundação, em 1986, a Pixar se tornou o estúdio de animação mais elogiado do mundo ocidental. E, ao longo dos anos, o estúdio já teve 16 Oscar. A maioria das pessoas pode conhecer os filmes que o estúdio produziu, mas poucos conhecem curiosidades sobre a Pixar. Falamos de algumas delas aqui.

1 - Originalmente divisão da Lucasfilm

O começo da Pixar é bastante diferente do que muitos possam imaginar. Em 1979, Ed Catmull foi chamado por George Lucas, do Instituto de Tecnologia de Nova York, para comandar a divisão de computação da Lucasfilm.

Essa divisão era responsável por criar novos softwares projetados, para ajudar a indústria cinematográfica. Lucas tinha pedido tudo, desde um sistema de edição de filmes digitais, até uma pesquisa para melhorar a computação gráfica.

Em 1983, John Lasseter, atual diretor de criação da Pixar, entrou para a divisão da Lucasfilm, e foi contratado como designer de interface. Depois de vários anos, a empresa mudou drasticamente.

2 - Criação

Em 1984, a divisão da Lucasfilm lançou um curta-metragem de animação, chamado As Aventuras de Andre & Wally B. Esse filme usava uma tecnologia revolucionária para a época, como texturas pintadas à mão e motion blur.

Em 1986, Steve Jobs comprou a divisão de computação de George Lucas, e então, a Pixar realmente nasceu. Jobs estabeleceu a Pixar como uma empresa independente, e então, John Lasseter fez sua estreia na direção, com o filme chamado Luxo Jr.

O filme tinha alguns minutos de duração e foi o primeiro em 3D CGI a ser indicado ao Oscar de Melhor Curta-Metragem. E a lâmpada icônica da Pixar nasceu do Luxo Jr.

3 - Visita de ergonomista

Por mais que as pessoas achem que trata-se de uma atividade simples, uma vez que os trabalhadores geram as coisas pelo computador, animar não é uma tarefa fácil. Filmes como Toy Story, Procurando Nemo e Divertida Mente levaram uma enorme quantidade de horas para serem feitos. E isso pode levar os funcionários a terem uma tensão muscular.

Por isso, os funcionários da Pixar recebem um ergonomista, chamado Arlie Stern, que dá aos animadores conselhos de como trabalhar melhor. Segundo ele, a animação exige movimentos precisos e lesões são comuns.

4 - Comerciais

No final dos anos 1980, quando a Pixar estava já com confiança em sua técnica de animação e software, John Lasseter convenceu Jobs de que uma maneira boa de conseguir dinheiro seria com comerciais de TV.

Na época, os comerciais desenhados à mão ou live-action eram uma coisa inédita. E aqueles, que fossem feitos com animação por computador, se destacariam. E Lasseter conseguiu garantir vários contratos. E com o sucesso que os comerciais produziram, ficou claro que a Pixar tinha que focar na animação e não no desenvolvimento de hardware.

5 - Toy Story quase cancelado

Na primeira concepção, Toy Story foi bastante diferente. Segundo Joss Whedon, roteirista do filme, originalmente, Woody era bastante estranho. Em 1993, a Pixar levou o projeto de Toy Story para os chefes na Disney. Mas esse projeto não foi bem recebido porque os chefes da Disney não gostaram da química entre Woody e Buzz.

6 - Ideias para filmes

Uma das coisas que é marca da Pixar são seus conceitos cinematográficos. O que é surpreendente é o fato de que a ideia de quatro filmes surgiu em uma reunião de almoço, em 1994. Esse almoço foi feito com John Lasseter, Andrew Stanton, Pete Docter e Joe Ranft, e deli saíram os primórdios de Vida de Inseto, Procurando Nemo, Monstros S.A. e Wall-E.

Esse almoço foi tão importante para o estúdio que o café aparece em uma cena em Monsters S.A., sendo um tributo a uma parte importante da história da Pixar.

7 - Quarto secreto

Depois das novas instalações da Pixar terem sido construídas, Andrew Gordon, um animador, descobriu um segredo bastante interessante sobre o prédio. No escritório dele, tinha uma escotilha, que levava a uma sala escondida. Esta era isolada de qualquer outro lugar.

Então, ele começou a decorar a sala e foi levando outros funcionários para lá. E o cômodo foi sendo decorado com tudo, desde lâmpadas de natal, até garrafas de bebidas alcoólicas. Ele foi chamado de "The love lounge", e uma câmera de vídeo fazia com que as pessoas vissem quem estava chegando. Quando Jobs ficou sabendo da sala, ele levou visitantes até lá.

Próxima Matéria
Via   What culture  
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+