7 coisas tóxicas que as pessoas não deveriam jogar no lixo

POR Thamyris Fernandes    EM Ciência e Tecnologia      20/09/14 às 12h28

Quanto mais tecnologias e facilidade nós temos, mais lixo geramos. Nem sempre a gente observa essa relação, mas acredite, isso acontece e não é só com você: todas as pessoas, no mundo inteiro, são exímias produtoras de porcarias que precisam ser descartadas.

Esse, como a gente já sabe, é um problema grave, especialmente porque muita coisa não pode ser jogada por aí. Materiais radioativos, poluentes e assim por diante, têm grande potencial de destruição do meio ambiente, além de ferrar com a saúde das pessoas e dos animais. (Clique aqui para conhecer quais são as substâncias mais letais do mundo).

Acontece, no entanto, que nem sempre a gente sabe o que está jogando no lixo de casa. Por isso preparamos essa matéria de hoje. Confira, abaixo, uma lista de 7  itens que todo mundo manda para o lixo comum sem saber que são verdadeiros venenos:

1. "leo de motor

1

O óleo de motor, assim como o inocente óleo de cozinha, pode entupir tubulações de esgoto e - o que é mais grave - atrapalhar os processos de saneamento.

E os estragos não param por aí: se derramado no chão, o óleo usado nos automóveis pode contaminar o lençol freático. De acordo com que entende do assunto, apenas um galão da substância pode contaminar um milhão de galões de água!

Frente a isso, a maneira correta de se livrar do óleo usado é o guardando em uma garrafinha tampada e, depois, o levar para centros de reciclagem, postos de gasolina ou oficinas de carros.

2. Eletrônicos

2

Aparelhos de TV, DVD, computadores, celulares, câmeras, impressoras, videogames, e assim por diante. Esse tem sido o novo tipo de lixo com o qual o mundo está tendo que lidar agora.

E o pior é que eles não podem ser descartados em qualquer lugar, como vem acontecendo, porque contêm metais pesados como cádmio e chumbo, que podem contaminar o meio ambiente. É melhor encontrar alguém que esteja precisando destes aparelhos e fazer uma doação, ao invés de se desfazer dela na primeira lata de lixo.

3. Tinta

3

Não interessa o tipo de tinta que você esteja querendo descartar. Antes de jogá-las fora de qualquer jeito, é bom você saber que elas são lixos extremamente perigosos, que contêm produtos químicos prejudiciais a humanos, animais e ao meio ambiente.

Essa substância jamais devem ser jogados no lixo ou em ralos. Além disso, as latas que ainda não foram usadas devem ser estocadas com cuidado ou devolvidas para evitar acidentes.

4. Pilhas e baterias

4

Para quem não sabe, cada tipo de bateria precisa ser descartada de uma forma diferente. Acontece que o único lugar para onde nenhuma delas pode ir - que onde a maioria acaba - é para o lixo tradicional. Não vale também colocar esses artigos em lixeiras de reciclagem!

As pilhas precisam ser colocadas em lixos específicos, presentes em muitas lojas de eletrônicos e até mesmo na rua. Isso porque elas contêm materiais tóxicos e corrosivos.

5. Lâmpadas

5

Lâmpadas fluorescentes contém minúsculas partes de mercúrio (cerca de 5 mg) que podem vazar caso ela se quebre. Por isso, elas devem ser descartadas em lugares que recolham lixo tóxico.

6. Detector de fumaça

6

Apesar de não ser muito comum nas residências, esses aparelhos costumam ser usados em hospitais, hotéis, e outros estabelecimentos. Mas, mesmo com essa aparência inocente, eles também são tóxicos. Isso porque seus dispositivos contêm uma quantidade pequena de radiação para detecção da fumaça.

Esse fator faz com o detector de fumaça precise de um descarte mais segura. Antes de jogá-lo fota, você precisa tirar suas pilhas (que também devem ser encaminhadas aos locais certos) e, em seguida, devolvê-lo ao fabricante.

7. Termômetros

7

Os termômetros mais tradicionais (do tipo não eletrônicos) contêm cerca de 500 mg de mercúrio. Embora não seja uma quantidade muito alta, essa cota já representa um risco à saúde, caso o objeto venha a se quebrar.

Os mais prejudicados com a intoxicação com esse minério são mulheres grávidas e crianças, porque prejudica o crescimento do sistema nervoso do bebê e dos pequenos. Assim, na hora do descarte, é preciso mandá-lo para o lixo tóxico.

Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+