7 comidas de fast-food que não são o que você imagina
Tempo de leitura:3 Minutos, 36 Segundos

7 comidas de fast-food que não são o que você imagina

O Brasil é o país que mais consome comidas de fast-food na América do Sul. Em todo o mundo, os brasileiros ficam em quinto lugar quando são analisados os gastos nesse setor, cerca de 53,7 bilhões de reais. Dos milhares de estabelecimentos de comida rápida, que oferecem os mais diversos tipos de petiscos e alimentos, estão disponíveis para os brasileiros, pelo menos 15 das maiores empresas do mundo.

Sanduíches com hambúrguer ou frangos, batatas-fritas e cachorro-quente são os principais alimentos solicitados nas redes de fast-food. Porém, o que poucas pessoas sabem é que nem sempre as comidas oferecidas nesses locais são o que parecem, e podem conter substâncias nada saudáveis. A Fatos Desconhecidos listou 7 desses alimentos.

1 – Frango da Subway

Uma emissora canadense realizou diversos testes em 5 tipos de sanduíches de diferentes redes de fast-food a partir de uma análise de DNA do alimento. Na investigação, foi constatado que o frango utilizado pela rede, em seus sanduíches possui menos de 50% do DNA de frango.

A maioria dos compostos encontrados eram soja e outros 15 ingredientes, entre eles cebola em pó e mel. De acordo com o cientista responsável pela pesquisa, Matt Harnden, sanduíches de outras redes de fast-food tinham DNA de frango próximo a 100%.

2 – Batatas fritas com ingredientes cancerígenos

A batata frita é irresistível, e se torna quase impossível consumir apenas um desses alimentos. Porém, o que muitas pessoas não sabem é que comer muita batata frita pode causar câncer. Isso acontece porque quando alimentos ricos em amido atingem uma temperatura acima de 248 graus, eles produzem uma substância cancerígena chamada acrilamida.

A descoberta foi feita pela nutricionista americana Michelle Schoffro Cook. Segundo ela, a batata frita servida em redes de fast-food como o McDonalds é composta também por óleo de soja hidrogenado – uma gordura saturada prejudicial à saúde, além de ser extraída de soja geneticamente modificada -, um tipo de açúcar chamado dextrose, ácido cítrico como conservante, além de outros óleos, um deles parecido com butano e outras substâncias consideradas nocivas.

3 – Hambúrguer

Aquela deliciosa carne que vem no meio de todo sanduíche não pode ser considerada, de fato, composto totalmente de vaca. Isso porque, segundo uma pesquisa, o hambúrguer conta com 19 ingredientes e cerca de 39% de sódio em uma porção de 80 gramas. Além disso, o principal componente é a carne mecanicamente recuperada, conhecida como restos do carne que ficaram colados na carcaça do animal e foram arrancados com ajuda de máquinas. Estima-se ainda que um hambúrguer pode conter carne de até 100 vacas diferentes.

4 – O hambúrguer que não é grelhado

E por falar em hambúrguer, algumas redes ainda oferecem marcas de grill no sanduíche, porém, elas não são tão reais assim. Na verdade, essas marcas foram colocadas ali por quem as fabricam para que pareçam mais apetitosas.

5 – Molho de pimenta da Taco Bell

Além de ser usada na produção de vidro, fibra óptica, cerâmica e cimento, a sílica, composto oxigenado encontrado em minerais, areias e na fabricação de vidro, também é adicionada ao molho de pimenta da rede de fast-food Taco Bell. O ingrediente faz com que a carne usada no molho não se aglomere, continuando soltinha e macia.

6 – Nuggets

Assim como os hambúrguer, os nuggets são feitos com restos de carnes grudadas em ossos de animais, que são processados para que produtos, como os nuggets, salsicha e até hambúrgeres sejam fabricados. Além disso, o alimento possui o composto químico Terc-butil-hidroquinona (TBHQ), derivado do petróleo e presente em diversos produtos de beleza como também no cardápio do McDonald’s. E não é apenas isso, estima-se que 5g deste composto seja capaz de matar uma pessoa.

7 – Salsichas

O cachorro-quente é um dos alimentos mais populares no Brasil e em vários países. Porém, a matéria-prima da salsicha, o principal ingrediente do sanduíche, é composto de carnes suína, bovina e de frango. Só que nada de carne de primeira. O que entra na composição do alimento são aquelas partes menos nobres que sobraram da fabricação de outros produtos. Um estudo publicado no British Medical Journal mostrou que a cada salsicha consumida, a vida pode ser reduzida em 15 minutos.

Qual é a sua opinião sobre esse assunto? Comente abaixo. Não esqueça também de compartilhar com seus amigos.