Curiosidades

7 criadores de coisas populares que você provavelmente não conhece

0

Por trás das empresas bem sucedidas do mundo, há pessoas de carne e osso. Você acredita em uma coisa dessas? Alguns fundadores de marcas famosas não desfrutam dos prestígios inerentes às suas reputações e nem podem ser vistos em capas de revistas. No entanto, também existem aquelas pessoas que fazem questão de se manter nos holofotes. Tudo é questão de estratégia ou… da própria personalidade de cada um. Fica complicado elaborar um juízo de valor quando nós não conhecemos as pessoas públicas, suas histórias e nem as intenções por debaixo do tapete. Por isso, preparamos uma lista especial com 7 criadores de coisas populares que você provavelmente não conhece. Dessa maneira, você terá um ponto de partida para analisar a conjuntura de uma forma melhor.

Você consegue imaginar o rosto das pessoas mais bem sucedidas no meio empresarial? Ou mais: tem noção de que elas fazem (ou faziam) ou qualquer coisa do tipo? Com essa lista, poderemos lhe saciar um pouco de toda essa curiosidade.

1- Philip H. Knight e William “Bill” J. Bowerman (Nike)

Depois de encerrar a escola de administração em 1962, Philip Knight decidiu passar o tempo viajando pelo Japão. Lá, ele entrou em contato com um sapateiro japonês, Onitsuka Tiger. Como ex-atleta de pista na Universidade de Oregon, Philip concordou em importar seus sapatos para os Estados Unidos em pequena escala. Para satisfazer os pedidos da empresa japonesa, ele rapidamente entrou com uma empresa, a Blue Ribbon Sports.

No final de 1943, recebeu uma encomenda de 200 sapatos da Onitsuka Tiger. Ele armazenou o inventário no porão de seu pai e vendeu os sapatos na parte de trás. Em 1964, Philip fez parceria com seu ex-treinador de pistas, Bill Bowerman. Naquele ano, a BRS vendeu 1.300 sapatos por US$ 8.000,00. Em 1965, as vendas atingiram US$ 20.000,00. No ano seguinte, eles alugaram um espaço de varejo para que seus poucos funcionários não tivessem que continuar vendendo os sapatos em garagens.

A relação entre a BRS e a Onitsuka Tiger chegou ao fim em 1971. O motivo? Philip e Bill estavam se preparando para lançar sua própria linha de calçados. Até o final do mesmo ano, a BRS começou a usar um novo logotipo e logo alteraram o nome para “Nike”.

2- Lee Byung-chul (Samsung)

Como uma espécie de mercearia, Lee Byung-chul abriu o Samsung Sanghoe, em 1938. O negócio prosperou e ele mudou a sede para Seul, em 1947. No entanto, quando a Guerra da Coreia teve seu início, o homem fora forçado a sair. Por isso, começou uma refinaria de açúcar e uma fábrica de lã sob a empresa-mãe, a Samsung.

Na década de 1960, o presidente sul-coreano Park Chung-hee implementou políticas para proteger os conglomerados (inclusive a Samsung) da concorrência. Park proibiu empresas estrangeiras de vender eletrônicos na Coreia do Sul até 1979, quando foi assassinado. Isso deu à Samsung 18 anos para ajustar seus produtos e se tornar um dos maiores provedores de eletrônicos do mundo. Esse é um dos criadores de coisas populares que você provavelmente não conhece.

3- King Camp Gillette (Gillette)

Em 1895, enquanto trabalhava como vendedor ambulante de uma empresa de cortiça, King reparou que as tampas das garrafas eram usadas uma vez e jogadas fora. Então, as empresas de engarrafamento tinham sempre que comprar mais tampas de garrafa. Isso fez com que ele reconhecesse o valor de usar esse modelo de negócios para criar receitas recorrentes. King também notou que todos os homens do planeta tinham que afiar suas navalhas diariamente. Assim sendo, imaginou uma lâmina barata de dois gumes, que pudesse ser presa sobre um cabo, usada até ficar sem brilho e depois descartada.

Nos seis anos seguintes, aperfeiçoou seu protótipo de navalha, apesar de cientistas e fabricantes de ferramentas pessimistas lhe dizerem que era impossível. Ele acabara criando, em 1901, a American Safety Razor Company (renomeada Gillette Safety Razor Company) para arrecadar US$ 5.000,00 (o equivalente a cerca de US$ 150.000 atualmente) para que ele pudesse começar a fabricar sua invenção. A empresa recebeu sua patente em 1904. Venderam, na época, 90.884 lâminas de barbear e 123.648 lâminas tradicionais.

4- Karl Benz e Gottlieb Daimler (Mercedes-Benz)

Em janeiro de 1886, Karl Benz apresentou o primeiro automóvel do mundo. Era um triciclo motorizado, que apelidaram de Benz Patent Motor Car. Alguns meses depois, Gottlieb Daimler lançou um veículo de quatro rodas. Embora estivessem a apenas 96,5 km de distância, os dois desconheciam o trabalho inicial um do outro.

40 anos após os dois primeiros veículos terem sido inventados, as empresas fundiram-se para formar a Daimler-Benz AG. Assim, a marca Mercedes-Benz emergiu. Esse é um dos criadores de coisas populares que você provavelmente não conhece.

5- Fredrik Idestam (Nokia)

Em 1865, a Nokia começou a fabricar papel – uma das tecnologias originais de comunicação. Fredrik Idestam construiu uma fábrica de celulose nas margens do rio Tammerkoski. Um engenheiro de profissão, ele desenvolveu um novo e mais barato processo de fabricação de papel que revolucionou a indústria.

Teve imenso reconhecimento ao ganhar uma medalha de bronze para esta invenção, na Paris World Exposition, em 1867. Após um século de fusões e aquisições, a Nokia entrou na área de comunicação móvel a partir do início dos anos 1980.

6- Ruth Handler (Barbie)

Barbie “nasceu” em 9 de março de 1959, o dia em que foi oficialmente lançada na American International Toy Fair. Criado pela empresária Ruth Handler (4 de novembro de 1916 – 27 de abril de 2002) para mostrar às garotinhas que elas poderiam ser qualquer coisa que elas quisessem ser. E de fato, a Barbie rapidamente se tornou um ícone global.

Embora ela não tenha envelhecido visivelmente nas últimas cinco décadas, a Barbie se reinventou. As constantes mudanças de roupas aconteceram para acompanhar as últimas modas, adaptando sua imagem em resposta às mudanças sociais e culturais. Esse é um dos criadores de coisas populares que você provavelmente não conhece.

7- Ken Kutaragi (PlayStation)

Ao contrário da maioria dos consoles de jogos na época (1984), o PlayStation se tornou instantaneamente uma vitrine para gráficos 3D. E, em contrapartida da maioria dos engenheiros, Ken Kutaragi supervisionou quase todos os aspectos dos negócios gerenciais. O sistema lançou-se a um sucesso quase instantâneo, fazendo com que os fãs comprassem jogos como Ridge Racer e Battle Arena Toshinden.

Por isso, ele repetiu seu sucesso com dezenas de outras iniciativas, incluindo o PlayStation 2 – que continua sendo o console mais vendido de todos os tempos. A marca da PlayStation se transformou em um negócio de bilhões de dólares.

7 remédios caseiros para acabar com o mau hálito

Matéria anterior

7 imagens que mostram a evolução dos foguetes da SpaceX

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar