Curiosidades

7 crimes que poderiam facilmente se tornar filmes

0

Se você é definitivamente fã de filmes baseados em fatos reais, talvez você concorde que os crimes dessa matéria poderiam muito bem ser inspiração para o cinema. Nós separamos para vocês alguns casos bizarros, macabros e assustadores de crimes que foram cometidos e que parecem ter saído de um filme de ficção. Você indicaria algum caso assim?

Desde sequestros, roubo a bancos, mortes por acidente e coisas do tipo. A nossa matéria hoje mostra algumas histórias que parecem ter saído da imaginação de algum escritor, mas que aconteceram na vida real. Então, confiram agora a nossa matéria com os 7 crimes que poderiam facilmente se tornar filmes:

1 – Michael Sams

No ano de 1992, a corretora Stephanie Slater foi mostrar uma propriedade para Michael Sams, um suposto cliente. Ela foi sequestrada e levada para um armazém vazio. A corretora foi algemada, amordaçada e colocada dentro de um caixão com eletrodos presos em suas pernas. Ela ficou presa por 8 horas, até que seu empregador pagou um resgate de 175 mil libras.

Mas Sams foi pego quando sua terceira esposa reconheceu sua voz em uma gravação que passou na TV. Ele foi condenado pelo sequestro e pela morte de Julie Dart, que aconteceu em 1991. O sequestro de Julie aconteceu da mesma forma, ela foi mantida em um caixão antes de ser morta.

Enquanto estava preso, Sams se tornou notório por suas tentativas de processar a prisão, primeiro, com sucesso, por perder sua perna artificial, e depois porque sua cama era muito dura.

2 – Kenneth Noye

Em 1983, seis homens armados invadiram um armazém de Brink’s-Mat para roubar dinheiro, mas acabaram encontrando uma grande quantidade de ouro. Embora a gangue tenha escapado, eles precisavam derreter o ouro para vender. Foi então que eles contrataram Kenneth Noye, um homem que fez uma fortuna contrabandeando ouro e possuía o equipamento de fundição.

Depois de uma denúncia, a polícia começou a investigar Noye. Eles estavam vigiando sua fazenda. Um dia, alertado por seus cães latindo, Noye encontrou o policial John Fordham no seu quintal e o esfaqueou até a morte. A polícia invadiu a casa de Noye e encontrou as barras de ouro. Depois de ser preso, ele disse que tinha sido legítima defesa e foi inocentado pelo assassinato.

Em 1986, ele foi preso por ter participado do assalto de Brink’s-Mat. Depois de ser libertado, ele voltou para o crime, desta vez traficando drogas. Em 1996, Noye arrumou uma briga de trânsito com Stephen Cameron. Noye acabou esfaqueando o homem e depois fugiu para a Espanha. A única testemunha do crime era a jovem noiva da vítima que foi levada em segredo para identificar Noye. Ela entrou no programa de proteção a testemunhas, onde permanece até hoje.

Depois, surgiu uma segunda testemunha, chamado Alan Decabral. Ele foi testemunha e ajudou a julgar Noye como culpado. Tempo depois, Decabral estava no seu carro e foi executado com um único tiro na cabeça. A polícia disse que essa foi uma execução clássica de gangues. Em 2018, Noye passou para o regime aberto e agora espera por sua total liberdade.

3 – Quatro pessoas roubaram o Banco da Inglaterra

Na Inglaterra, quando o dinheiro fica velho ou danificado, o Banco da Inglaterra o leva para um depósito em Essex, onde ele é mantido trancado antes de ser queimado. Em 1994, Christine Gibson, Michael Nairne e Kenneth Longman bolaram um plano para retirar o dinheiro do depósito, enquanto Kevin Winwright distraía os guardas.

Eles enchiam as roupas de notas e assim repetiram os roubos por incríveis 4 anos. O dinheiro era gasto em carros de luxo e festas. Um dia, o marido de Gibson foi até seu banco local com 100 mil libras em dinheiro para fazer um depósito em sua conta. Depois de um tempo, um dos filhos de Nairne foi até um banco e pediu para fazer um depósito de 30 mil libras. Ele alegou ter encontrado as notas atrás do fogão do pai, que já tinha morrido. O banco alertou a polícia e eles começaram a investigação.

Apenas Kevin Winwright foi preso depois de admitir culpa. Os outros se recusaram a falar, mas não havia muitas provas para culpá-los. O juiz do caso ordenou que cada um pagasse cerca de 600 mil libras. Demorou cerca de 25 anos, mas o dinheiro foi lentamente pago.

4 – Corrie McKeague

Corrie McKeague era um aviador da Real Força Aérea (RAF) de 23 anos de idade. No dia 24 de setembro de 2016, ele estava na área de Bury St Edmunds, em Suffolk, na Inglaterra. O cara desapareceu naquela noite sem deixar vestígios. Ele foi visto pela última vez no centro da cidade entrando em um beco sem saída que tinha algumas latas de lixo.

As autoridades conseguiram rastrear seu celular, que estava a 19 quilômetros de distância de onde ele tinha sido visto. Naquele dia, o caminhão de lixo passou às oito horas da manhã e levou todas as latas de lixo que tinham no tal beco sem saída. A polícia acha que ele foi esmagado pelo caminhão de lixo, mas a família disse que ele jamais iria entrar em uma lixeira. O local onde o lixo foi jogado foi analisado, mas nenhum vestígio foi encontrado. Corrie continua desaparecido até hoje.

5 – Marc Sutton

Marc Sutton era um empresário e ciclista de 34 anos. O cara era especialista em montain bike, um esporte radical que poucas pessoas têm coragem de praticar. No dia 13 de outubro desse ano, Sutton foi morto por um caçador enquanto praticava montaim bike nos arredores de Montriond, nos Alpes franceses, perto da fronteira com a Suíça. O caçador confundiu Sutton com um cervo e por isso fez o disparo. O cara que atirou em Sutton tem apenas 22 anos e foi levado em estado de choque para o hospital mais próximo do local.

Bom, mas a história fica ainda pior agora. Em um post no Facebook, a mãe de Sutton disse que desejava que ele “apodrecesse no inferno”. O motivo de todo esse ódio? Segundo ela, Sutton abusou sexualmente da irmã mais nova durante anos. Katie Toghill, de 32 anos, disse em entrevista que seu irmão se aproveitou dela durante muitos anos e que a estuprou cerca de 100 vezes. Para quem achou que a história não podia piorar…

6 – Debbie Linsley

No ano de 1998, uma mulher chamada Debbie Linsley, de 26 anos, embarcou em um trem partindo de Petts Wood para Londres exatamente às 14:16. Na época, esses trens britânicos tinham compartimentos de seis lugares. O trem parou na plataforma 2, em Victoria Station, e Debbie foi encontrada morta com cinco facadas. As investigações afirmaram que ela fumou dois cigarros e comeu metade de um sanduíche antes de ser morta.

Um passageiro mais tarde afirmou ter escutado os gritos de uma mulher. Não havia arma no local e o DNA não conseguiu identificar ninguém. O assassinato de Debbie levou ao fim de compartimentos individuais em trens devido a preocupações públicas sobre a segurança das mulheres.

7 – Assassinatos de gatos

Desde 2014, mais de 400 gatos foram encontrados mortos em torno de Croydon, perto de Londres. Os gatos foram mutilados, tendo rabos e cabeças decapitados. Os donos dos animais encontraram partes dos gatos em um local e o corpo em outro. Quando o número de casos aumentou, a polícia disse que provavelmente eram as raposas.

Um veterinário examinou o cadáver de um gato sem cabeça e afirmou que o corte teria sido feito por uma faca. Algumas pessoas temiam rituais satânicos ou o começo de ataques de um serial killer. A polícia concluiu agora que as mortes foram causadas por acidentes de trânsito e por animais selvagens. Os donos dos gatos ainda discordam e dizem que ninguém sabe a verdade.

E vocês, já tinham visto crimes tão inacreditáveis como esses? Comente!

7 países mais propensos a desastres naturais

Matéria anterior

Drone captura baleias matando tubarão

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos