• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 habilidades secretas que o Coringa prefere esconder

POR Gabi Noronha    EM Fatos Nerd      01/08/18 às 14h56

A DC Comics possui alguns dos vilões mais lendários das histórias em quadrinhos, com atenção especial para o universo do Batman. O herói tem uma galeria absurda de antagonistas icônicos. E o título mais emblemático de sua história fica com o Coringa. O personagem ganhou tanta fama que é reconhecido até mesmo por quem nunca leu as obras originais. Criado por Bill Finger e Bob Kane, a partir do conceito de Jerry Robinson, o Palhaço do Crime está no pé do Batman desde 1940. O amor é de longa data.

O vilão foi inspirado na figura de Gwynplaine, personagem de O Homem que Ri, do escritor francês Victor Hugo. Já ganhou tantas adaptações para o cinema e alcançou o ápice do sucesso na pele de Heath Ledger, em Batman: O Cavaleiro das Trevas. Ele é um dos poucos personagens sem passado. Embora exista há tanto tempo, sabemos muito pouco sobre ele, o que leva os fãs a desenvolverem teorias curiosas a seu respeito. Nem mesmo seu verdadeiro nome é conhecido. Mesmo assim, ainda conseguimos reunir algumas informações em histórias aqui e ali. Por exemplo, algumas de suas habilidades que, talvez, sejam pouco conhecidas.

1 - Técnicas de luta

Quando se trata de histórias em quadrinhos com inúmeras reinicializações e retcons, basicamente tudo depende do roteirista. Coringa sabe lutar, mas não em todas as histórias. Em algumas ele serve apenas como saco de pancadas para o Batman. Em outras, parece que passou a vida treinando para enfrentar o Cavaleiro das Trevas. Houve momentos nos quais Coringa encarou o morcegão de frente, cansando o herói no combate corpo a corpo.

2 - Mestre sorrateiro

Talvez seja seguro afirmar que ninguém sabe fazer entradas dramáticas como o Coringa. O personagem sabe muito bem o momento certo de agir e captar a atenção do mundo para si. Em especial do seu par perfeito! Ainda assim, o Palhaço do Crime consegue surpreender até mesmo o Cavaleiro das Trevas. Coringa também é um mestre na arte de chegar sorrateiramente em seus alvos, aumentando o impacto de sua presença. No final das contas, a decisão de fazer ou não uma entrada extravagante depende do plano.

3 - Entende muito de ciência

Não se deixe enganar pela cara de palhaço. Ao longo de sua existência, o Coringa trabalhou de perto com a ciência. Ele desenvolveu toxinas e outras substâncias químicas desde sua primeira aparição, em Batman #1, de 1940. Foram tantos casos que, a essa altura, ele até possui um diploma honorário pendurado em algum lugar. Alguns exemplos mais populares envolvem o futuro distópico cheio de zumbis em Batman Incorporated e o envenenamento coletivo da Liga da Justiça em Batman: Endgame.

4 - O homem sem medo

Coringa é cheio dos venenos e, para evitar ser infectado por sua própria criação, se tornou imune a eles. O que poucas pessoas sabem, no entanto, é que ele também está protegido contra o gás do medo do Espantalho. Não existe nenhuma explicação oficial de como ele adquiriu a imunidade contra essa toxina. Existem duas teorias mais plausíveis para a situação. Uma aponta sua pele repleta de substâncias químicas como um dos motivos. Outra, sugere que o gás não lhe causa efeito devido a sua "super sanidade". Afinal, do que ele teria medo?

5 - Múltiplas identidades

Coringa é um personagem complicado de descrever. Ele mudou muito ao longo dos anos e não apenas na aparência. Embora sempre seja retratado como um criminoso hediondo e insano, sua personalidade oscila de tempos em tempos. Temos o Coringa anarquista, o psicopata, o gangster e assim por diante. Enquanto algumas teorias alegam múltiplas personalidades, o melhor indicativo está nas várias identidades. Em DC Universe: Rebirth #1, tecnicamente, descobrimos que Coringa são três pessoas. Ou seja, o personagem pode ser um símbolo, com outras pessoas assumindo o manto ao longo dos anos. A explicação disso ainda é um mistério, mas deve ser revelada em breve.

6 - Resistência a dor

O efeito de tantos anos apanhando do Batman e companhia foi contrário ao corpo do Coringa. Ele ficou mais resistente às dores. Claro, uma rápida varredura por sua anatomia e poderemos constatar vários ossos quebrados e deslocados. Porém, com o tempo, o Palhaço nem consegue mais identificar o que aconteceu exatamente com seu corpo. Esse fortalecimento prova ser muito útil durante sua reabilitação. Por não sentir quase nada, Coringa se recupera mais rápido de ferimentos e fraturas. Algumas teorias sugerem que o fato se deve ao acidente químico que sofreu.

7 - Gênio

Normalmente, a primeira palavra que vem à mente para descrever o Coringa é: louco. Pode ser também insano e doentio. Verdade ou não, o importante aqui é que isso não exclui a genialidade do personagem. Quem não o conhece, jamais o julgaria como uma ameaça. Entretanto, o Palhaço já provou várias vezes o quanto pode ser cruel. Ele consegue convencer pessoas a se juntarem ao seu grupo com objetivos vazios. É capaz de criar toxinas com fórmulas complexas demais para outros cientistas. E costuma estar um passo à frente do maior detetive do mundo. Coringa tem o jeito e a fala do bobo da corte mas, assim como eles, parece ser o único a enxergar a verdade do mundo.




Matérias selecionadas especialmente para você

Via   SR     CBR  
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Mais aventuras em Instagram: @gabinoronhaf
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+