• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 revelações surpreendentes do livro nunca lançado de Crepúsculo

POR Gabi Noronha    EM Séries e Sagas      15/01/19 às 16h34

Os vampiros são criaturas místicas presentes no imaginário popular há séculos. Eles ganharam um lugar na cultura pop e no coração de seus admiradores. O que não faltam são obras relacionadas ao tema. Em 2005, Stephanie Meyer lançou o primeiro livro, onde contava uma história de amor entre um vampiro e uma humana. Assim nasceu Crepúsculo! Composto por quatro livros e cinco filmes, a história de Meyer divide muito a opinião do público até hoje. De qualquer forma, eles renderam sua aposentadoria e impulsionaram vários debates.

Mesmo com as repercussões divididas, Stephanie Meyer considerou lançar mais um livro, dessa vez, sob o ponto de vista de Edward Cullen. Inicialmente chamado de Midnight Sun, o projeto não foi para frente. Em 2015, contudo, ela lançou Life and Death: Twilight Reimagined, no qual realiza, em partes, a ideia anterior. Porém, em 2008, doze capítulos do antigo livro vazaram online. Uma vez na internet, não há como esconder. O projeto foi considerado mais um trabalho de desenvolvimento do personagem de Edward. Mas ainda são doze capítulos e muita informação acrescentada. A seguir, comentamos algumas delas.

1 - Edward acha Bella desinteressante no começo

Ao contrário do que parece no filme, a princípio, Edward não vê nada demais em Bella. Para ele, a jovem é apenas mais uma aluna novata na escola. Ele a encara como boa parte de todos os outros estudantes. Uma menina normal, sem nada de interessante para oferecer. Para Edward, Bella não vale toda a atenção que recebe de outra parte do colégio. Ele acredita que seu brilho logo chegará ao fim.

2 - Emmett sugeriu matar Bella

A sugestão, claro, não é tão cruel como soa. Emmett tem um bom coração e cuida muito bem de sua família. O problema é que, ao ver o quanto Edward passou a sofrer com a existência de Bella, ele propôs uma solução extrema. Ele não queria mais ter de ver seu Edward segurar sua sede perto da jovem. Emmett receava que ele pudesse perder o controle e expor todo o clã à cidade. Depois de tantos anos como um vampiro, a sensibilidade de Emmett ficou com os humanos um pouco enrijecida.

3 - As Denali originais criaram o mito de Sucubus

O clã Denali possui uma relação tensa com os Cullen. Mesmo assim, elas ainda aparecem no casamento de Bella e Edward no último livro. Mais tarde, foi revelado que as três irmãs originais, Tanya, Kate e Irina criaram o mito de Sucubus entre os humanos. Aconteceu depois que Tanya teve sua mãe, sua criadora, morta pelos Volturi. Ela também foi a precursora da dieta "vegetariana". Um costume, mais tarde, seguido por Edward e pelo resto da família Cullen.

4 - Edward está sempre com sede perto de Bella

Mesmo de longe, o cheiro apetitoso de Bella sempre mexeu com Edward. Ele a evitou muitas vezes porque não saberia se conseguiria manter o controle ao lado dela. Até que um dia resolveu encarar o desafio. Foi em uma caça extra e bebeu mais sangue do que precisava. Contudo, não resolveu. Não importava o quanto de sangue Edward ingerisse, ao ficar perto de Bella, sua sede voltava. Para um vampiro, o autocontrole de Edward é impressionante. No passado, Emmett, por exemplo, não foi capaz de segurar seu desejo.

5 - O treino de resistência de Edward

Em Midnight Sun, ficaria muito mais claro o tamanho do efeito que Bella causou em Edward. Para o vampiro, o cheiro da jovem é extremamente apetitoso. Depois que ele vence a barreira do desinteresse, ele quer ficar ao lado dela, porém, precisa se controlar ao máximo. Para tanto, ele passa a fazer uma espécie de treinamento para aumentar sua resistência perto dela. Ele fechava as janelas do carro após dar carona a ela, para assim, seu cheiro ficar mais tempo no ambiente. Ele empresta sua jaqueta para Bella depois de salvá-la do assédio grupal em Port Angeles. Quando ela devolve, Edward cheira a roupa por muito tempo. A sede por seu sangue, claro, não diminui, mas ele aperfeiçoa suas habilidades de autocontrole.

6 - Os vampiros não digerem comida

Edward e sua família vivem a base de sangue animal, dessa forma, eles se livram do peso na consciência em machucar ou mesmo matar um humano. A mitologia vampiresca varia entre universos, cada autor toma a liberdade necessária para satisfazer sua história. Os vampiros de Stephanie Meyer podem se alimentar de comida humana, mas não as digerir. Eles comem para manter a pose social, mas depois precisam vomitar tudo o que ingeriram. O organismo dos vampiros digere apenas sangue, qualquer outro ingrediente é peso morto no sistema.

7 - Edward sabe que está errado

Durante a narrativa de Midnight Sun, Edward tem plena consciência de que suas atitudes em relação a Bella são erradas. Ele questiona com frequência seus atos. Ações como invadir seu quarto para vê-la dormir, segui-la e impedi-la de ir a lugares ou de falar com determinadas pessoas. Para um ser com mais de 100 anos, ele realmente deveria se comportar melhor. Ele promete a si mesmo deixar Bella fazer as próprias escolhas, mas quebra sua promessa. A verdade é que Edward sabe sobre seu comportamento possessivo, porém, não se importa.

Próxima Matéria
Via   SR  
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Mais aventuras em Instagram: @gabinoronhaf
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+