Casos de estupro são sempre muito chocantes e estarrecedores. Sempre causam grande repercussão e muita revolta. Na maioria das vezes, esses casos são julgados e resolvidos perante a lei. No entanto, há situações em que as próprias vítimas ou pessoas próximas tentam da sua maneira fazer justiça e resolver a situação.

Muitos são os casos em que as pessoas se vingaram de estupradores. A maioria dessas pessoas ou foram as vítimas ou pessoas muito próximas das mesmas.

Confira agora 7 vezes em que pessoas se vingaram de estupradores.

1 - Assassinato e canibalismo

Em 2015, o indonésio Rudi Efendi assassinou o homem suspeito de estuprar sua esposa. Ele havia se casado há pouco tempo e havia descoberto que a mulher não era mais virgem. Segundp ela alegou, foi o motorista que havia a estuprado. Rudi então decidiu tomar uma atitude ele mesmo e pediu para que a esposa chamasse o homem para uma reunião. Ao chegar na reunião, Rudi esfaqueou o homem até a morte, cortou seu pênis e incendiou seu carro. O pênis foi levado para casa e cozinhado pela esposa e depois eles o comeram.

2 - Tortura

Publicidade
continue a leitura

Em 2014, na Índia, um homem anônimo torturou e matou seu inquilino de 45 anos. A filha contou ao pai que o homem havia a arrastado para o quarto, a amarrado e que então a estuprou. A menina tinha apenas 13 anos e contou o ocorrido aos pais quando descobriu estar grávida. O homem havia ameaçado mata-lá caso ela contasse para alguém. O pai então foi até a casa do homem e quando o confrontou sobre o crime, o inquilino o provocou, o que acabou no seu assassinato.

O pai da menina amarrou o homem, tapou sua boca e então aqueceu uma espátula de aço e colocou nas partes íntimas do homem, que morreu durante a tortura. Feito isso, o pai se apresentou à polícia e contou do ocorrido. Todos ficaram surpresos com o caso, já que eles nunca imaginaram que o vizinho seria capaz de matar alguém, já que sempre foi muito calmo.

3 - Mãe Leoa

Em 2017, uma mãe de 56 anos recebeu uma ligação horrível. Um homem a contou que sua filha, de 27 anos, estava sendo estuprada por alguns homens. O interlocutor era primo de um dos estupradores. A mulher ligou para a polícia, mas não obteve resposta, ela então correu para casa em Qumbu, no Cabo Oriental, onde encontrou 3 homens estuprando sua filha. A mulher então esfaqueou os homens até que eles caíssem, um deles morreu, os outros sobreviveram com ferimentos. A mulher foi acusada por assassinato e tentativa de homicídio, mas após a grande repercussão do caso, a acusação foi retirada. Os outros dois homens foram acusados por estupro.

4 - Homem mata avô e estuprador da filha

Publicidade
continue a leitura

Em 2014, Jay Maynor atirou e matou Raymond Earl Brooks, avô materno de sua filha. Em 2002, o homem foi condenado a 5 anos pelo estupro da neta, no entanto, ele só cumpriu metade da pena na prisão. Em 2014, transtornado com toda a situação, Jay Maynor assassinou Raymond e também tentou assassinar o então namorado da filha. Jay foi condenado a 40 anos de prisão pelo assassinato do avô da menina e a 20 anos pela tentativa de assassinato do namorado.

5 - Queimado vivo

Em 2014, a americana Tatanysha Hedman ateou gasolina e depois fogo em seu marido Vincent Phillips. A mulher queria se vingar do homem que teria estuprado sua filha, enteada do homem. Após o ocorrido, o homem saiu correndo para uma loja, correndo e gritando, pedindo ajuda. Apesar de ter sofrido queimaduras graves, o homem sobreviveu ao ataque e foi acusado por abuso sexual em 1° grau. Tatanysha disse que preferiu botar fogo no homem, porque atirar seria muito fácil. Ela foi acusada por incêndio e agressão.

6 - Surra leva a morte

Publicidade
continue a leitura

Um homem de 24 anos, espancou um homem que violentou sua filha, no Texas. A menina de apenas 5 anos de idade, foi capturada por Jesus Mora Flores, de 47 anos, e levada para um celeiro, aonde ele a estuprou. Alguém viu o homem arrastando a menina e então chamou o pai da criança. O pai correu para o local e ao chegar desferiu vários golpes no homem e em seguida ligou para a polícia. Como morava em uma zona rural, o homem teve dificuldade em fazer com que a polícia chegasse até lá. O pai da criança dizia temer que o homem morresse e que mandassem a uma ambulância o quanto antes. O homem não resistiu aos ferimentos e morreu mais tarde. Apesar disso, o pai da menina não recebeu nenhuma acusação pelo crime, já que no país é permitido o uso de força letal para impedir um estupro.

7 - Mulher esfaqueia estuprador

Em 2015, a autsraliana Roxanne Eka Peters esfaqueou até a morte Grant Jason Cassar. O homem a havia estuprado antes e ameaçou machucar sua filha caso ela não permitisse que ele a estuprasse de novo. A mulher então o esfaqueou até a morte. No momento de se desfazer do corpo, ela o amarrou na traseira de seu carro e o arrastou por 1 quilômetro, antes de jogá-lo em uma vala. Roxanne foi condenada a 9 anos de prisão pelo assassinato e mais 18 meses por "interferir no cadáver", o arrastando. Um fator agravante foi o fato de não ter acionado a polícia.

Ainda sobre vinganças, confira agora nosso vídeo sobre as maiores vinganças da história.

Publicado em: 12/11/18 17h56