Curiosidades

74% dos brasileiros preferiram não ir em festas de carnaval por medo de assalto

0

Quando se pensa nas festas típicas do Brasil é impossível não se lembrar do carnaval. Sejam os blocos de rua ou os desfiles das escolas de samba, a festa é conhecida no mundo todo e adorada por quase todos. E mesmo que o carnaval seja amado por muitos brasileiros, parece que vários estão deixando de curtir a folia.

De acordo com uma pesquisa feita pelo Serasa, 74% dos brasileiros disseram que já não foram em um bloquinho ou em alguma festa de carnaval por conta do medo da falta de segurança que ela teria.

Dessa porcentagem, 48% pontuou que seu medo de golpes ou fraudes aumenta nessa época do ano. A pesquisa foi feita com 1.573 pessoas entre 10 e 14 de fevereiro desse ano.

Medo no carnaval

A vida no centro

Ainda de acordo com o Serasa, três em cada 10 brasileiros já foram furtados ou roubados nesses eventos da folia. Dentre os itens que mais foi alvo desses roubos está o celular, representando 48% de todos os casos de furto. Depois do dispositivo eletrônico, o que mais é furtado são os documentos pessoais, representando 30% das ocorrências.

Outros itens que também têm uma porcentagem significativa de furtos nas festas de carnaval são os cartões de crédito e débito, representando 16%, e outras coisas como dinheiro e joias são 6% de todos os casos.

De acordo com Aline Sanchez, gerente do Serasa, a ação desses bandidos leva em conta a facilidade que existe em aplicar golpes durante os dias de folia. “Marcado pelo sentindo de alegria e festa, o Carnaval brasileiro concentra grandes aglomerações de pessoas, geralmente em total descontração, clima perfeito para a ação dos golpistas”, disse ela.

Além dos furtos, a pesquisa também perguntou para as pessoas qual era sua preferência para fazer pagamentos nessa época. Como resultado, 62% respondeu que preferem usar o cartão físico, e 38% disse que acha melhor usar o cartão de forma digital, seja pelo celular, smartwatch ou outros dispositivos.

Já com relação aos documentos, 59% preferem estar com a versão física deles, e 41% usam a versão digital.

Golpes mais temidos

Almanaque SOS

O Sebrae também perguntou qual foram os golpes mais comuns que as pessoas tinham sido vítimas. O primeiro lugar foi o de clonagem de cartão, sendo 18% dos casos, seguido de compras feitas nesses cartões, 15%, e acabar com dívidas que os próprios não fizeram, sendo 9% dos casos.

A quantidade de golpes que podem acontecer no carnaval são quase infinitas, mas a pesquisa do Sebrae conseguiu pontuar quais são os que as pessoas têm mais medo. São eles: clonagem de cartões; compras usando dados dos cartões; empréstimos e financiamentos usando o nome da vítima; golpes a partir de Pix; pedidos de empréstimo no nome da vítima; vazamento de dados na Internet; emissões de cartões de crédito usando nome do usuário; roubo de dados em sites falsos; clonagem da conta de WhatsApp.

Folia

O tempo

Por mais que os golpes sejam uma parte ruim do carnaval, toda a folia é muito aguardada pelas pessoas todos os anos. E cada ano a folia está em uma data diferente. Isso acontece porque os dias são definidos baseados no calendário que é padronizado pela Igreja Católica, baseando-se nas datas estabelecidas para a Páscoa, pela mudança das estações do ano e o calendário lunar.

Com isso, todo ano essa contagem de dias para que as datas do carnaval sejam definidas começa com a Páscoa. Isso porque a folia é comemorada 47 dias antes da Páscoa e a terça-feira de carnaval deve ser 40 dias antes do Domingo de Ramos.

Além disso, para que a data seja calculada também é preciso saber o que é o equinócio. Ele acontece duas vezes por ano, que é quando o dia e a noite têm a mesma duração, ou seja, cada um tem 12 horas. O primeiro acontece mais ou menos no dia 20 de março de cada ano. Para nós no hemisfério sul é o equinócio de outono, já no hemisfério norte é o de primavera. O segundo acontece em setembro entre 22 e 23 e as estações se invertem nos hemisférios.

Sabendo disso, a Igreja Católica estabeleceu que todos os anos a Páscoa iria ser comemorada no primeiro domingo depois da primeira lua cheia do equinócio de março. E a Igreja Católica celebra sete dias antes o Domingo de Ramos, que é o começo da Semana Santa. E 40 dias antes desse domingo é a terça-feira de carnaval.

Fonte: CNN,  G1

Imagens: A vida no centro, O tempo, Almanaque SOS

Drone guia sobreviventes para um lugar seguro após ataque na Ucrânia

Artigo anterior

Esse homem de 45 anos gasta anualmente 10 milhões para ‘voltar’ aos 18

Próximo artigo