9 objetos do seu cotidiano que são mais sujos do que seu vaso sanitário

POR PH Mota    EM Curiosidades      05/08/16 às 16h50

Você tem o hábito de ir ao banheiro, tocar o vaso sanitário, mas não lavar as mãos antes de cumprimentar pessoas, fazer refeições ou fazer suas tarefas diárias? Provavelmente não, pois sabe o quanto esse objeto é repleto de sujeiras, vermes e microrganismos de todos os tipos que podem fazer mal. Mas você sabia que outros objetos do seu dia-a-dia podem ser tão ou mais sujos que as privadas?

Diversos estudos realizas em institutos de pesquisa ao redor do mundo em diferentes universidades já estudaram as sujeiras em diferentes objetos, como celulares, eletrodomésticos e até mesmo itens que são destinados à limpeza e higiene.

Talvez ao entrar em contato com objetos do nosso dia-a-dia nós estamos nos fazendo mal sem nem perceber. É claro que não só por terem bactérias os objetos irão nos passar doenças ou provocar mal instantaneamente, já que é possível limpá-los e lavar as próprias mãos para se proteger.

Ainda assim, vale a pena conhecer alguns dos objetos comuns de nossa rotina que tem mais germes do que gostaríamos.

1 - Smartphone

1

Qual foi a última vez que você limpou o seu celular? Segundo alguns estudos, eles podem carregar até dez vezes mais bactérias que um vaso sanitário. Somado ao fato que uma grande porcentagem das pessoas ainda carrega o celular para o banheiro, as sujeiras apenas se acumulam.

2 - Tablet

2

Por razões semelhantes às mencionadas para celulares, os tablets são uma incrível moradia para germes. Ao passar um cotonete na tela de um equipamento, é possível encontrar até 600 staphylococcus, enquanto repetindo o mesmo processo numa privada permite encontrar até 20 deles.

3 - Teclados

3

Os teclados de computadores são tocados durante o dia inteiro, algumas vezes por diferentes pessoas. Os espaços entre as teclas são um verdadeiro depósito de sujeira, o que faz com que o aparato tecnológico reúna até cinco vezes mais bactérias do que um vaso sanitário.

4 - Toalhas

4

As bactérias precisam de três elementos essenciais: material orgânico, calor e umidade. Todos eles podem ser encontrados em toalhas usadas, o que cria um habitat perfeito para a proliferação das microscópicas criaturas.

5 - Escovas de dente

5

Um estudo da Universidade de Nova York descobriu que quando você dá descarga, partículas de água contaminada podem viajar até seis metros de distância, o que é o suficiente para atingir as escovas de dentes de várias pessoas, que as mantém dentro desse raio de alcança.

6 - Esponja de cozinha

6

Pesquisadores do Arizona testaram mil flanelas e esponjas de limpeza e descobriram que 10% delas tinham registros de salmonela. O estudo também concluiu que no espaço de uma polegada quadrada foram encontradas até 400 vezes mais bactérias que numa privada.

7 - Interruptores

hand turnning light power switch on or off.

A cada vez que você toca um interruptor para acender ou apagar as luzes, transfere muitas bactérias para o objeto. Mesmo na sua casa, onde menos pessoas tocam os interruptores, os espaços podem ter até 200 vezes mais bactérias do que a mesma área em uma privada. E interruptores em ambientes públicos podem ter ainda mais sujeira.

8 - Volantes

8

Pense quantos objetos repletos de germes você toca enquanto está na rua ou mesmo dentro de casa. Ao chegar no carro, você transfere todos eles para o seu volante, que raramente recebe uma faxina para eliminar essa sujeira. Os objetos podem ter até cinco vezes mais bactérias do que os vasos sanitários.

9 - Cardápios

9

Você vai querer pensar duas vezes antes de folhear o menu de um restaurante e partir para a sua refeição em seguida. Os cardápios são tocados por diferentes pessoas ao longo do dia e podem ter até 100 vezes mais bactérias do que os vasos sanitários.

Agora, certamente você vai cuidar bem mais da limpeza dos objetos pessoais e das próprias mãos antes de sair encostando em qualquer coisa, não é?

PH Mota
Jornalista que é um encontro Monty Python e A Praça É Nossa.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+