Entretenimento

A Lagoa Azul: curiosidades que você não sabia

0

A Lagoa Azul, com o título original The Blue Lagoon, é um clássico norte-americano que estreou em 1980. Dos gêneros aventura e drama romântico, o diretor Ronal Kleiser e o roteirista Douglas Day Stewart fizeram história.

Assim, o filme é estrelado por Brooke Shields e Christopher Atkins e conta a história de duas crianças abandonadas em uma ilha no Pacífico Sul.

Então, elas crescem sem orientação ou restrições da sociedade, enfrenando mudanças emocionais e físicas sozinhas enquanto atingem a puberdade. Logo, acabam descobrindo o que é o amor.

Indicado ao Oscar de melhor fotografia, o longa se tornou um sucesso, apesar das resenhas negativas dos críticos de cinema. “Com apenas algumas partes apreciáveis, The Blue Lagoon é uma fantasia impertinente que também é casta demais para ser realmente divertida”, como escreveram no site Rotten Tomatoes.

Já Roger Elbert, crítico norte-americano, disse “[o filme] poderia ter sido feito de forma mais interessante, se alguma tentativa séria tivesse sido feita para explorar o que realmente poderia acontecer se duas crianças de sete anos de idade estivessem naufragadas em uma ilha”.

“Mas isso não é um filme realista. É um romance amplamente idealizado, no qual as crianças vivem em uma cabana que se parece com uma cabana de lua de mel do Club Med, enquanto os nativos inquietos cometem sacrifícios humanos do outro lado da ilha.”

Contudo, a recepção do público foi diferente. Isso porque ele foi o nono maior sucesso de bilheteria de 1980 na América do Norte, segundo o site Office Mojo, arrecadando US$ 58.853.106 nos Estados Unidos e no Canadá. Assim, o orçamento era de cerca de US$ 4,5 milhões.

Curiosidades sobre A Lagoa Azul

Para saber mais sobre esse filme icônico, veja algumas curiosidades.

Ilha deserta

Divulgação

Com o orçamento de US$ 4,5 milhões, o diretor de A Lagoa Azul, Randal Kleiser, tinha como objetivo capturar a autenticidade do livro original.

Ele procurou por um local para gravar que fosse verdadeiramente isolado. A produção ocorreu em uma ilha de Fiji que não tinha estradas, água e em eletricidade. “Eu queria chegar o mais perto possível da natureza e fazer com que nossa equipe vivesse quase como os personagens”, explicou Randal em entrevista.

Relação arranjada

Como a autenticidade do filme era o objetivo do diretor, Randal também quis uma relação natural entre os protagonistas. Assim, ele criou um plano que levou ao breve romance entre os jovens atores.

Para tal, o diretor obrigou Christopher a colocar uma foto de Brooke sobre sua cama. Assim, ele olharia o rosto de sua parceira todas as noites e logo desenvolveria sentimentos pela mesma.

Cabelos ao vento

Divulgação

Brooke Shields tinha apenas 14 anos quando protagonizou o filme A Lagoa Azul. No entanto, durante as gravações, ela precisou fazer diversas cenas sensuais e interpretou uma personagem com pouca roupa.

Com a idade da atriz, a equipe de figurino precisou encontrar uma maneira de evitar a nudez da garota. Com isso, decidiram que os cabelos longos iriam cobrir seu corpo.

Biologia

O filme A Lagoa Azul foi um sucesso e arrecadou milhões de dólares. Assim, durante uma das sessões, o herpetologista John Gibbons levou um susto ao avistar uma iguana incomum nas filmagens.

Incrivelmente, pesquisadores realizaram estudos sobre o assunto e descobriram que aquela espécie em específico não havia sido catalogada ainda. Então, John foi até a ilha de Lagoa Azul, em Fiji, e descobriu a existência de uma iguana inédita, revelada por conta do filme de Randal Kleiser.

Outras adaptações

O filme era uma adaptação da trilogia de Henry De Vere Stacpoole, mas não foi a primeira. Assim sendo, a primeira adaptação foi um filme mudo dirigido por W. Bowde, em 1923. Depois, em 1949, o filme de Frank Launder estreou.

Fonte: Aventuras na História

Tapa de Will Smith inspirou mulher a abandonar peruca

Matéria anterior

Britney Spears publica vídeo de ovo de páscoa de confeitaria de Rondônia

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos