Mundo Animal

Ameaçado de extinção, cachorro-vinagre é encontrado em Mato Grosso

0

Um cachorro-vinagre foi resgatado pela Polícia Ambiental em uma fazenda em Paranatinga, a 375 km de Cuiabá (Mato Grosso). O animal estava perdido e foi encontrado pelos moradores do imóvel, que deram comida para ele. A espécie é ameaçada de extinção, de acordo com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Segundo o Comandante da Polícia Ambiental, Tenente Coronel Renato Carneiro Macedo, o animal foi resgatado em uma chácara, quando ainda era filhote, e nomeado como “Juca”. No local, os moradores o alimentaram e o acolheram até o resgate dos policiais.

“Um pessoal em uma região de chácara se deparou com ele ainda filhote, provavelmente perdido da mãe. Por ele ser da família dos cachorros domésticos e ter uma proximidade com o ser humano, essas pessoas começaram a fornecer alimento para ele e ele foi se habituando com esse contato”, relatou.

Foto: Reprodução/TVCA

O animal foi levado para a base da Polícia Ambiental em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. A médica veterinária Araci Moreira Simões Nogueira Borges informou que Juca está saudável e não apresentou nenhum sinal clínico de algum processo infeccioso.

A estimativa é que Juca tenha entre um ano e meio a dois anos. Como está acostumado a viver quase que de forma doméstica, ele será transferido para um zoológico de Brasília, onde deve ganhar uma parceira, para ajudar na preservação da espécie.

“Nós já recebemos a informação de que houve interesse de duas instituições. Uma dos Estados Unidos e uma da Itália para fazer a reprodução dessa espécie. Ele é macho e querem fazer o acasalamento para a reprodução desses animais”, informou o comandante da Polícia Ambiental.

Perigo de extinção

Foto: João Marcos Rosa/ Nitro/ Veja

De acordo com a União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN), o cachorro-vinagre está quase ameaçado de extinção. Já segundo o ICMBio, a população dessa espécie no Cerrado tem uma probabilidade de ficar extinta em no máximo 100 anos. 

Esse risco é por causa do desmatamento, de atropelamentos, da caça de suas presas e por infecção devido a doenças como raiva e sarna, transmitidas por animais domésticos.

Cachorro-vinagre: conheça a espécie rara

Foto: Gabriel Jabur/ Agência Brasília

O cachorro-vinagre é uma espécie de canídeo pouco conhecida pela comunidade científica, devido à sua baixa densidade populacional e hábitos arredios. O animal mede entre 57 e 75 centímetros e pesa entre 5 e 8 quilos, possui orelhas redondas, patas curtas e costuma viver próximo a ambientes aquáticos.

De acordo com o biólogo Roberto Fusco, membro da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza (RECN) e responsável técnico do Programa Grandes Mamíferos da Serra do Mar, o cachorro-vinagre gosta de viver perto de cursos d’água. O especialista também informou que o animal alimenta-se principalmente de mamíferos de médio porte, como pacas, cutias e tatus, com uma dieta exclusivamente carnívora. Quando a caça é feita em grupo, esses canídeos conseguem capturar animais maiores, como capivaras, emas e veados. 

Apesar de ser considerada uma espécie rara, esse animal pode ser encontrado do sul do Panamá até o nordeste da Argentina.

No Brasil

Foto: Gabriel Jabur/ Agência Brasília

No Brasil, o animal pode ser encontrado em ecossistemas bastante diversos, como na Floresta Amazônica, na Mata Atlântica, no Cerrado, no Pantanal e na Caatinga. Além disso, o cachorro-vinagre pode ser encontrado com mais facilidade durante o dia,  já que é um animal de hábitos diurnos. 

O mamífero é considerado o mais sociável entre os canídeos de pequeno porte, podendo viver em bandos de 2 a 12 indivíduos. “As principais ameaças a esses animais são o desmatamento, os atropelamentos, a caça de suas presas e a infecção por doenças como raiva e sarna, transmitidas por animais domésticos”, disse Fusco, de acordo com o portal Um Só Planeta.

Fonte: G1, Um Só Planeta

Bebê que ficou 11 dias na fila por UTI recebe alta de hospital após um mês internado

Matéria anterior

Quanto custava fazer mercado na virada do século?

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos