Curiosidades

Após vencer leucemia, atleta de Tóquio participará das Olimpíadas

0

Superação. A palavra, em si, carrega um peso que, muitas vezes, chega a ser impossível de descrever. Por isso, neste momento, trabalharemos com o exemplo da atleta Rikako Ikee, que dois anos depois de ser diagnosticada com leucemia, conseguirá participar das Olimpíadas de Tóquio.

Conforme as informações disponibilizadas em uma reportagem publicada pela CBS News, a nadadora Ikee venceu recentemente o evento de 100 metros borboleta, nas eliminatórias olímpicas do Japão. A atleta atingiu a marca de 57,77 segundos durante a competição e, com isso, conseguiu se qualificar para o revezamento medley 4X100 nas Olimpíadas de Tóquio.

Após finalizar a competição, Ikee, que tem apenas de 20 anos, derramou uma enxurrada de lágrimas de alegria, antes de ser abraçada por seu oponente.

A conquista da atleta

“Eu não esperava vencer os 100 metros e estava me sentindo muito menos confiante do que durante as eliminatórias para as Olimpíadas, as quais ocorreram há cinco anos”, disse Ikee, em entrevista à Associated Press após a competição.

“Por muito tempo, eu pensei que não seria capaz de vencer. Mas treinei muito para chegar onde cheguei. E eu cheguei na competição dizendo a mim mesmo que estava de volta. Eu dizia que, mesmo tendo passado por tanto sofrimento e tanta dor, meu trabalho seria recompensado”.

De acordo com a reportagem da CBS News, Ikee retornou aos treinamentos em março do ano passado, após passar 10 meses lutando contra a leucemia. Inicialmente, seu objetivo era se preparar para as Olimpíadas de 2024, que devem acontecer em Paris, pois minimizava constantemente as chances de poder competir nas Olimpíadas de Tóquio.

Como todos sabem, as competições deste ano tiveram que ser adiadas por conta da pandemia ocasionada pelo novo coronavírus. As Olimpíadas de Tóquio está marcada para começar em julho deste ano.

Em fevereiro, a atleta revelou ao canal de notícias japonês TV Asahi que se sentia realizada apenas por estar viva. “É um milagre eu simplesmente poder estar sentada aqui, é um milagre eu estar viva”, disse Ikee.

Antes de ser diagnosticada com leucemia, a nadadora era uma das atletas favoritas de Tóquio, principalmente por conta do pesado currículo que adquiriu ao longo dos anos. A atleta ganhou seis medalhas de ouro em 2018 nos Jogos Asiáticos de Jacarta, na Indonésia, uma nos 50 e 100 metros de nado livres e outra nos 50 e 100 metros de nado borboleta. Ikee também conquistou na mesma competição ouro e prata em dois revezamentos e conquistou a sexta nos 100 metros de nado borboleta nas Olimpíadas Rio de Janeiro, em 2016.

Leucemia

A leucemia é um tipo de câncer maligno e, segundo os especialistas, ocorre por meio do acúmulo de células doentes na medula óssea, as quais substituem as células saudáveis. Em poucas palavras, é uma doença dos glóbulos brancos – leucócitos – componentes fundamentais da resposta imunológica do corpo.

Conforme expõe o portal Minha Vida, a doença, geralmente, afeta mais os adultos. Mesmo com o constante avanço da ciência e da tecnologia, até hoje, a causa exata da leucemia permanece um mistério. Mesmo sem uma exata confirmação, pesquisadores e cientistas que estudam a doença acreditam que a leucemia se desenvolve a partir de mutações no DNA de certas células sanguíneas. De acordo com o portal Minha Vida, essas mutações ocorrem tanto por fatores genéticos como ambientais.

Cientistas descobriram finalmente como esse réptil antigo vivia com um pescoço absurdamente longo

Matéria anterior

Aplicativo de bate-papo exclui mais de 2.000 comunidades extremistas

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.