Curiosidades

As medidas dos chineses contra a onda de calor

0

O calor e suas consequências está sendo um tema bem recorrente recentemente por conta das altas temperaturas em vários lugares do mundo. Na China, por exemplo, a onda de calor está elevando as temperaturas acima dos 40°C. E claro que os chineses estão fazendo o que podem para tentar lidar com essas temperaturas.

Uma das medidas para lidar com o calor, feita pelos moradores da Província de Sichuan e na cidade de Chongqing, vizinha à província, tem sido de mudar para abrigos subterrâneos e comer em restaurantes em cavernas. Tudo isso para tentar se refugiar do calor.

Segundo alguns especialistas, a intensidade dessa atual onda de calor na China pode fazer com que ela seja uma das piores já registradas no mundo. Isso porque essa onda já dura dois meses e é a mais longa do país desde que se começou a fazer registros, de acordo com o Centro Nacional do Clima.

Além disso, esse fenômeno também exacerbou uma seca severa na China, já que grande parte da energia elétrica é gerada por grandes hidrelétricas que dependem do nível de água das represas.

Calor e escuro

TWitter

Algumas estações de trem da província também adotaram algumas medidas para lidar com o calor no país. Elas diminuíram as luzes que geralmente são muito fortes, para economizar eletricidade.

Esse “escuro” tem ganhado espaço nas redes sociais, já que muitos chineses estão postando fotos e vídeo que mostram cenas bastante perturbadoras de pessoas sentadas em vagões de trem escuros em Chongqing ou então andando pelas ruas sem luz.

Além disso, as autoridades de Sichuan pediram que o ar-condicionado dos prédios nunca seja regulado para temperaturas menores do que 26°C para que se economize energia.

Essa semana, na cidade de Chongqing, as empresas tiveram que restringir o uso do ar acondicionado. Por conta disso, algumas delas recorreram a grandes blocos de gelo para resfriar os escritórios.

TWitter

E para comer, as pessoas têm preferido restaurantes que funcionam em “cavernas” no subsolo. A temperatura nesses lugares é cerca de 16°C, o que é super diferente dos 42°C do lado de fora.

Sofrimento nas fazendas

BBC

Algumas partes de Sichuan, que é uma das províncias que mais produzem energia hidrelétrica do país, tiveram falta de energia. Com isso, os produtores agrícolas e os animais foram bastante atingidos pela onda de calor e pela seca.

Um vídeo viralizou, em que um criador de galinhas em Sichuan é visto chorando porque todos seus animais morreram a noite por conta da falta de energia em um dia que estava muito quente.

O pior é que de acordo com a agência meteorológica chinesa, o calor deve continuar pelo menos nos próximos três dias nessas regiões e nas províncias ao redor de Xangai.

Morrer de calor

El país

Essas altas temperaturas no mundo todo têm feito as pessoas se perguntarem: é possível morrer de calor? Esse processo de degradação do estado de saúde provocado pelo calor é chamado hipertermia. Trata-se de quando o corpo fica com uma temperatura mais elevada do que o normal e gera desequilíbrios graves.

“O organismo começa a ‘cozinhar’ por dentro, desequilibrando todo o metabolismo”, explicou Carlos Machado, clínico geral especialista em medicina preventiva.

Esse “cozimento” por dentro é, na realidade, o processo que começa com a alteração das proteínas que estão presentes no sangue e termina com complicações nos órgãos vitais.

Como dito, esse caso se chama hipertermia. Contudo, existem três tipos diferentes. A clássica, que está relacionada à exposição excessiva ao calor e ao sol; a de esforço físico, que acontece quando a pessoa faz alguma atividade e o corpo não consegue voltar para sua temperatura normal; e a maligna, que resulta do uso de determinados medicamentos, como analgésicos.

A clássica, normalmente, acontece com pessoas de lugares que têm um clima ameno, mas que às vezes passam por ondas de calor.

“Uma pessoa que fica com temperaturas altas durante muito tempo sofre hemólise, que é a destruição dos glóbulos vermelhos. O corpo começa a alterar as proteínas sanguíneas, e temos que lembrar que tudo no nosso corpo é proteína. Anticorpos, células, glóbulos brancos, o plasma sanguíneo, tudo isso começa a ser desnaturado. A frequência cardíaca sobe muito, rins, fígado e cérebro passam a ter dificuldade de funcionamento”, explicou Carlos Machado, clínico geral especialista em medicina preventiva.

De acordo com o médico, nesses momentos, a água é o grande aliado. Isso porque o controle da temperatura do organismo depende de todo o sistema hormonal e dos rins, que controlam o volume de água dentro do corpo e a retenção de sódio, mantendo a pressão.

“Enquanto aumenta a produção do suor, diminui a taxa de produção de hormônios que aquecem o organismo, para tentar manter a temperatura de 36,5ºC”, explicou.

Fonte: BBC,G1

Imagens: BBC, Twitter, El país

Professora aposentada cai em ‘golpe do presente’ e perde mais de R$ 24 mil

Previous article

Nefrologista doa seu próprio rim para ex-paciente nos EUA

Next article

Comments

Comments are closed.