Nós, humanos, temos o hábito de conversar com tudo com o que lidamos. Às vezes, até com nós mesmos. E claro, com as plantas também, elas ficam lá paradinhas, sem esboçar nenhuma reação obviamente. Nós a tratamos dessa forma porque afinal de contas, planta não fala, não pensa.

Mas ao que parece, estamos enganados quanto à consciência e organização desses seres vivos. Elas podem não se expressar da forma como gostaríamos e compreendemos, mas sim, existe toda uma organização. Além de se mover, as plantas também fazem guerra, conversam, contam, dormem e, pasmem, elas conseguem aprender com situações passadas.

Rede fúngica

Publicidade
continue a leitura

Uma das descobertas mais recentes e notórias sobre as plantas são as redes fúngicas, que estão presentes nas raízes da maioria das plantas. Antes, a relação entre esses pequenos fungos e as plantas de grande porte se baseava em um sistema de cooperação. Troca de favores. Os fungos forneceriam água e outros nutrientes para as plantas e em troca recebiam carboidratos e derivados da fotossíntese.

No entanto, o que as pesquisas descobriram é que parece existir um sistema de cooperação muito maior e não apenas isto. Uma comunicação de fato entre as plantas. Por exemplo, se uma das plantas adoece, os fungos enviam a informação para as plantas vizinhas, para que elas possam já fortalecer suas defesas e estarem prontas para algo pior.

Isso faz com que as plantas se tornem menos propensas a se infectar. Nos casos em que isso não é evitado, os danos são em menor escala.

Publicidade
continue a leitura

Plantas dormem? Elas têm consciência?

Um outro estudo acerca das plantas testou a capacidade delas de dormir. O teste foi realizado com espécies diferentes, entre elas as carnívoras mosca-múndica de Vênus. Um antibiótico foi administrado na planta, que depois parou de se mover e de aprisionar suas presas. Aparentemente, elas estavam dormindo, assim como ocorre com os humanos.

Publicidade
continue a leitura

Após aproximadamente 1 hora, o efeito passou e elas voltaram a se mexer. Aparentavam estar tontas, mas logo voltaram a funcionar normalmente. Essa pesquisa chocou os cientistas. Se as plantas dormem e depois acordam, significa que elas têm consciência? Como anestésicos humanos teriam afetado até mesmo as plantas?

O que se sabe é que essa classe de seres vivos parece ser muito mais organizada do que imaginávamos. E mais evoluída também. Se eu fosse você, tomaria mais cuidado com as coisas que diz para a sua planta, vai que ela realmente está ouvindo?

Publicado em: 16/10/18 19h04