Entretenimento

Até o momento, Daniel Alves contou 5 versões sobre sêmen no banheiro

0

O nome de Daniel Alves tem sido notícia não por sua habilidade no futebol, mas por conta do caso de um suposto estupro cometido por ele a uma jovem em uma boate no final de 2022. Por conta disso, desde o dia 20 de janeiro ele está preso na Espanha e aguardando o julgamento do seu caso.

O jogador prestou dois depoimentos para Justiça. O primeiro foi no dia 20 de janeiro, e o segundo no dia 17 de abril. Nesses dois, ele se contradisse cinco vezes a respeito da presença do sêmen no banheiro onde aconteceu o ato sexual com a jovem de 23 anos.

De acordo com os depoimentos conseguidos pela UOL, no primeiro, quando Daniel Alves foi questionado a respeito do sêmen encontrado no banheiro da boate, ele disse que não sabia do que se tratava.

Contradições de Daniel Alves

UOL

Nesse mesmo depoimento, no qual o jogador negava ter tido qualquer ato sexual com a jovem, a juíza o questionou se ele tinha ejaculado no local naquela noite. O jogador disse que não se lembrava. Então a juíza perguntou se ele tinha se masturbado no banheiro. Daniel Alves ficou surpreso com a pergunta e a juíza disse que ele poderia não responder.

Com isso, o jogador disse que preferia não responder à pergunta. Sendo a única vez no dois depoimentos em que o jogador preferiu não dizer nada.

Durante o primeiro depoimento, a juíza também perguntou ao jogador especificamente a respeito do sêmen que foi encontrado na vagina da jovem. Ela perguntou: “Os exames de DNA mostrarão que o material genético é seu?”. Daniel Alves então respondeu que não.

Depois de alguns minutos, o jogador mudou sua versão e disse que tinha acontecido sexo oral no banheiro enquanto ele “fazia suas necessidades”. A juíza questionou se ele ejaculou e ele disse que sim. A magistrada pediu mais detalhes e Daniel Alves disse que “foi nela, com certeza”. Então a juíza perguntou de novo: “Mas dentro da vagina, ou não?”. E o jogador respondeu de novo: “Não, não”.

No dia do segundo depoimento, Daniel Alves se contradisse novamente. Nesse dia, o jogador deu detalhes a respeito da relação sexual e assumiu, pela primeira vez, que tinha acontecido penetração vaginal. Segundo ele, a jovem estava em cima dele e ele a levantou para ejacular fora da vagina.

Na semana passada, a defesa de Daniel Alves entrou com um novo recurso para prisão provisória. No caso, o advogado Cristóbal Martell alegou que a ex-mulher e os dois filhos de Daniel Alves se mudaram para Barcelona, reforçando assim o vínculo do jogador com a cidade.

Depoimentos

DeFato

Como dito, os depoimentos foram conseguidos pelo UOL e neles é possível ver as contradições que o jogador conta. Veja algumas com relação à ida ao banheiro.

Entrada no banheiro

1º depoimento – O jogador disse que foi ao banheiro e uma das mulheres foi atrás dele e não falou que ela tinha entrado no local junto com ele.

2º depoimento – Aqui, ele disse que estava dentro do banheiro quando a jovem entrou e que ele perguntou para ela o que ela estava fazendo ali e depois saiu.

O que aconteceu dentro

1º depoimento – Na primeira versão, o jogador disse que não teve relação sexual com a jovem e negou quando foi confrontado com o que a vítima disse. Mas ainda nesse depoimento, Daniel Alves deu uma nova versão e disse que a jovem entrou no banheiro e começou a fazer sexo oral nele e que ele estava no vaso defecando. Segundo ele, ela agiu sem perguntar nada, mas ele não parou o ato.

2º depoimento – Ele deu uma nova versão dizendo que aconteceu sexo consensual e com penetração. Ele deu detalhes de como eles interagiram no banheiro dizendo que primeiro a jovem fez sexo oral e depois aconteceu a penetração vaginal, ele estando sentado no vaso e ela por cima.

Quanto tempo no banheiro

1º depoimento – O jogador disse ter ficado “aproximadamente três, quatro minutos” no banheiro. Quando ele foi informado que existiam imagens que mostravam que ele ficou 16 minutos lá, Daniel Alves disse que não tinha calculado bem o tempo.

2º depoimento – Ele não mencionou o tempo que ficou no banheiro.

Depois do banheiro

1º depoimento – O jogador contou que depois que saiu do banheiro voltou para a área VIP e que a jovem foi embora sem se despedir dele e somente deu tchau para Bruno. Daniel Alves disse que não sabia o motivo disso. Mas ainda nesse depoimento ele mudou a versão dizendo que saiu do banheiro “assustado” com o que tinha acontecido e disse não ter se despedido da jovem.

2º depoimento – Ele contou que, depois que saíram do banheiro a jovem estava nervosa com ele. Daniel Alves supõe que a forma fria como ele a tratou depois do sexo pode ter sido o motivo. Ele também disse que ela ficou chateada por ele ter saído primeiro e pedido para ela esperar para sair do banheiro.

Fonte: UOL

Imagens: UOL, Defato

Durante ato sexual, homem ”quebra” pênis em três partes

Previous article

A prova histórica: ‘Mona Lisa’ existiu e possui até certidão de batismo

Next article

Comments

Comments are closed.