Como dizem por aí, nós não merecemos os animais e essa é uma grande verdade. Vez ou outra ouvimos e assistimos histórias de animais que salvaram seus donos. Mas não apenas os donos são protegidos, alguns animais cuidam até mesmo de humanos com quem não têm laços muito fortes e foi isso o que aconteceu com a bióloga Nan Hauser.

A bióloga estava mergulhando no mar das Ilhas Cook, no Oceano Pacífico, quando a baleia se aproximou. O animal de mais de 25 toneladas começou a interagir com a mulher. No entanto a situação foi ficando estranha, já que a baleia não ia embora e por mais que a bióloga tentasse se afastar, o animal continuava a nadar ao redor dela.

Baleia super protetora

Publicidade
continue a leitura

Segundo a bióloga, a baleia a colocava sob suas nadadeiras e cabeça diante dela e ficava a colocando sob a água. Isso aconteceu por cerca de 10 minutos seguidos. Nan já estava começando a ficar preocupada, não entendia o porquê do comportamento da baleia.

Foi só um tempo depois que a bióloga percebeu que próximo dali havia um tubarão-tigre, um dos mais agressivos da espécie. Foi então que Nan percebeu que a baleia estava na verdade tentando protegê-la do tubarão.

Publicidade
continue a leitura

O altruísmo das jubartes

Segundo a bióloga, as baleias-jubartes costumam ser altruístas. Não é algo fora do normal que elas ajudem animais de outras espécies, no entanto, provavelmente essa foi a primeira vez que isso ocorreu com uma humana. Ao menos foi a primeira vez que isso foi registrado.

Publicidade
continue a leitura

Apesar da boa intenção, a baleia deixou alguns hematomas e também deixou a bióloga um pouco dolorida. Afinal, são mais de 25 toneladas, interagindo com o corpo humano. Apesar disso, Nan não se importou com a dor, ela sabe que caso fosse atacada pelo tubarão o resultado seria muito pior.

Quando se deu conta da situação e voltou para embarcação, sã e salva, ela agradeceu a baleia. Imensamente agradecida, Nan gritou para a baleia “Eu te amo também. Eu te amo!”.

Publicado em: 06/11/18 13h18