Curiosidades

Característica planetária inesperada foi encontrada em Vênus

0

As pessoas são fascinadas com o espaço e as coisas que têm nele. A quantidade de informação e conhecimento que nós podemos obter no espaço é simplesmente inimaginável. E desde o começo da corrida espacial, os avanços tecnológicos e de pesquisa não param.

Desde que o homem foi à lua, as expedições e explorações do espaço sempre pairaram a humanidade. Os humanos sonham em ir para Marte, praticamente desde quando o planeta foi descoberto. Mas outro planeta também chama aa tenção.

Vênus é o segundo planeta do sistema solar. E recebeu esse nome em homenagem a deusa romana do amor e da beleza Vênus, conhecida também como Afrodite. O planeta Vênus, tem cerca de 4,5 bilhões de anos e é considerado o corpo celeste mais brilhante no céu. Isso, depois do sol e da lua, claro.

Descoberta

Venus1, Fatos Desconhecidos

Ele pode ser  um planeta infernal e tóxico, no entanto, de acordo com novas evidências, Vênus pode ter mais em comum com a Terra do que era imaginado. Isso porque, os cientistas acabaram de encontrar evidências de que a crosta desse planeta pode ter blocos tectônicos que se esfregam. O que não é muito diferente dos blocos quebrados de gelo.

Essas placas não são inteiramente iguais às placas tectônicas do nosso planeta, mas a descoberta sugere que a crosta de Vênus não é uma litosfera globalmente contínua. E que seu movimento convectivo gira abaixo.

Essa descoberta não somente dá uma visão de Vênus, como também pode ajudar os pesquisadores a entenderem melhor a evolução e a dinâmica da tectônica na Terra primitiva.

“Identificamos um padrão não reconhecido de deformação tectônica em Vênus, que é impulsionado pelo movimento interno, assim como na Terra. Embora diferente da tectônica que vemos atualmente na Terra, ainda é uma evidência do movimento interior sendo expresso na superfície do planeta”, disse o cientista planetário Paul Byrne, da Universidade Estadual da Carolina do Norte.

Análises

Venus2 1 1280x719, Fatos Desconhecidos

Nosso planeta realmente é único no sistema solar em vários aspectos. Um deles é o seu sistema de placas tectônicas, que tem escalas variáveis de crosta se esfregando umas contra as outras e se sobrepondo se movendo sobre uma camada planetária interior quente e fundida.

Esse tipo de coisa não é vista em outros planetas, nem mesmo em Vênus. O que é estranho se for considerado os tamanhos e composições geológicas parecidas entre Vênus e a Terra.

Na evolução, esses dois planetas seguiram caminhos bastante diferentes mesmo tendo semelhanças. E as razões para isso ter acontecido ainda não são bem compreendidas. Por isso, se os pesquisadores conseguirem descobrir como e por que a Terra e vênus se transformaram, em um mundo oceânico e em um  deserto escaldante respectivamente, eles podem ter um controle melhor dos exoplanetas parecidos.

“As placas tectônicas na Terra são impulsionadas pela convecção no manto. O manto é quente ou frio em lugares diferentes, ele se move e parte desse movimento é transferido para a superfície da Terra na forma de movimento das placas. Uma variação desse tema parece estar acontecendo em Vênus também. Não são placas tectônicas como na Terra, não há cadeias de montanhas enormes sendo criadas aqui, ou sistemas de subducção gigantes, mas é evidência de deformação devido ao manto interior fluxo, que não foi demonstrado em uma escala global antes”, explicou Byrne.

Além disso, as evidências mais recentes sugerem que Vênus ainda pode ser vulcanicamente ativo.

Encontros quase inacreditáveis mostram aranhas comendo cobras

Matéria anterior

Um mega cometa está voando em direção ao nosso sistema solar

Próxima matéria

Você também pode gostar

Mais em Curiosidades

Comentários

Comentários não são permitidos