Curiosidades

Um mega cometa está voando em direção ao nosso sistema solar

0

O sistema solar é formado pelo Sol e mais 1.700 corpos celestes menores, entre cometas, asteroides e os planetas com seus satélites. Nosso sistema solar, fica em um dos espaços da Via-Láctea, sendo formado pela estrela solar e por tantos outros corpos celestes ao seu redor.

Cientistas estudam o nosso sistema solar há anos e ainda várias questões não foram descobertas. E não somente os planetas atraem os olhares e interesse dos astrônomos e estudiosos do espaço. Dentre os corpos celestes que são vistos no espaço, os cometas tem um grande destaque.

Sem sombra de dúvidas, os cometas estão entre os principais objetos celestes, e um dos mais interessantes e curiosos. Alguns cometas são visíveis a olho nu, outros acabam passando despercebidos até pelos olhos mais atentos. Hoje, com toda a tecnologia disponível, podemos identificá-los ainda distantes, quando estão em suas órbitas previsíveis, basta saber onde e quando procurar por um cometa.

Cometa

A tecnologia de hoje em dia deu aos pesquisadores a possibilidade de analisar de forma mais rigorosa as imagens e dados captados pelos instrumentos espaciais. Por exemplo, por conta disso os astrônomos conseguiram descobrir um enorme e, até então, desconhecido objeto que vai entrar no nosso sistema solar. Ele irá chegar na órbita de Saturno em 2031.

O chamado UN271 2014, que é um fragmento gigante da Nuvem de Oort, depois de viajar mais de 612 mil anos irá se aproximar do sol. Ele é, possivelmente, o maior corpo do nosso sistema solar que já foi encontrado a se aproximar do sol.

De acordo com a “New Scientist”, esse objeto está pronto para fazer essa passagem mais perto na sua órbita que demora mais de 612 mil anos para ser completada.

Descoberta

O UN271 2014 foi descoberto em junho de 2021, mas os astrônomos obtiveram as imagens, pela primeira vez, em outubro de 2014. Nessa época, o objeto estava a 4,3 bilhões de quilômetros do sol. O que era quase tão longe quanto a órbita de Netuno.

Os astrônomos estimam que o UN271 2014 tenha entre 100 e 370 quilômetros de largura. Segundo o astrônomo Sam Deen, quando colocado em uma escala, ele é maior que o cometa massivo Sarabat, e quase com certeza é o maior objeto da Nuvem de Oort que já foi descoberto.

E o fato mais curioso a respeito do UN271 2014 é a sua órbita em volta do sol. Ela é bastante fora do comum, entre o sistema interior e a Nuvem de Oort, que marca a fronteira do espaço interestelar, em um período de 612.190 anos.

De acordo com os cálculos da viagem, atualmente, o UN271 2014 está a cerca de 22 Unidades Astronômicas (UA) do sol. Para se ter uma noção, uma unidade astronômica é a distância entre o sol e a Terra. Nos últimos sete anos, o UN271 2014 viajou sete UA para passar a órbita de Netuno. E o seu ponto mais perto será em 2031, quando se espera que o cometa fique a 10,9 UA do sol, o que fará com que ele quase atinja a órbita de Saturno.

Característica planetária inesperada foi encontrada em Vênus

Matéria anterior

7 fatos sobre Britney Spears, a princesa do pop

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Você também pode gostar