CuriosidadesMundo Animal

Ciência mostra que gatos adoram sentar em caixas ilusórias

0

Os gatos foram domesticados pelo homem, há milhares de anos. E desde então, essa parceria de sucesso se tornou cada vez mais forte. Estes animais, super inteligentes segundo os cientistas, possuem estrutura de memória muito semelhante a nossa. O que faz com que pensemos que suas atitudes, às vezes, podem ser feitas de caso pensado.

Algumas atitudes dos gatos podem confundir bastante as pessoas. Ainda mais se você estiver acostumado com cachorros. As interações sociais dos gatos e a forma como eles se comunicam e se comportam podem ser bastante confusas.

Os donos de gatos já estão acostumados com as peculiaridades dos seus animais. Como por exemplo a alegria que eles aparentemente tem em derrubar as coisas da mesa, e uma vontade incontrolável de sentar em espaços fechados. Esse último comportamento pode ser visto em um espaço que seja apenas um contorno bidimensional em um quadrado no chão.

Estudo

Os pesquisadores fizeram um estudo científico durante a pandemia. Para isso, eles usaram desse desejo dos gatos de se sentar em espaços fechados para testar como suas pequenas mentes percebem uma ilusão visual. O estudo foi chamado de “Se eu servir, eu me sento”.

A ilusão era o quadrado Kanizsa, que era feito com figuras parecidas com pacman formando quatro cantos de um quadrado. Isso fazia com que o gato observando visse um quadrado que não está realmente lá.

Essa ilusão acontece quando nossos cérebros ajustam informações visuais em torno de preconceitos para, provavelmente, preencher informações que estão faltando. Isso era muito útil para escolher formas predatórias ou comida obscurecidas pela folhagem.

O estudo foi feito pela etologista cognitiva Gabriella Smith, da City University of New York, e sua equipe recrutaram pessoas para preparar objetos no chão para os seus gatos escolherem. As ilusões feitas eram um  quadrado com fita adesiva, uma ilusão visual de um quadrado e elementos visuais que não formassem um quadrado.

Quadrado

Os donos dos gatos foram pedidos para filmar a resposta dos seus animais nessas condições razoavelmente controladas para evitar influenciar a escolha dos seus animais.

Ao todo, mais de 500 gatos foram inscritos para o estudo. Mas o conjunto de dados final foi diminuído para 30 animais que conseguiram concluir todos os testes necessários.

“Os gatos neste estudo permaneceram ou sentaram no Kanizsa e nos estímulos do quadrado com mais frequência do que no controle do Kanizsa, revelando suscetibilidade a contornos ilusórios e apoiando nossa hipótese de que os gatos tratam um quadrado ilusório como tratam um quadrado real”, escreveram os pesquisadores.

Claro que não foram todos os gatos que se comportaram assim. De acordo com observações dos pesquisadores, os resultados foram limitados pelo tamanho pequeno da amostra final. Contudo, esse trabalho se soma à uma pesquisa anterior que descobriu que os gatos respondem a ilusões visuais de contornos. E essa foi a primeira vez que isso foi testado em gatos em um ambiente que era familiar para eles.

Comportamento

Esse detalhe poderia ser  bem importante já que os gatos geralmente não gostam de estar em ambientes novos. E por isso eles são mais propensos a mostrar seus comportamentos naturais em casa.

Saber como os animais percebem ilusões visuais como essa pode ajudar os pesquisadores a comparar a visão em diferentes espécies. E o motivo desses quadrados flutuantes funcionarem ainda não é sabido com totalidade.

“A visão deles é projetada para distância e velocidade, observando um rato correr pelo campo. De perto, eles são virtualmente cegos de 20 a 30 centímetros de distância do focinho. Eu imagino que eles provavelmente se sintam como se estivessem ‘dentro’ de algo. Como se estivessem em uma bandeja de papelão para comida enlatada. Embora superficial, ainda reconfortante, oferece parâmetros ou pelo menos a percepção dos lados”, disse a comportamentalista felina Ingrid Johnson.

Novas evidências sugerem que “Catch Me If You Can” foi uma farsa

Matéria anterior

Esse é o pássaro mais Instagramável do mundo, de acordo com a ciência

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.