Curiosidades

Como era viver em Castelos Medievais?

0

Passamos muito tempo da vida, principalmente na infância, imaginando como seria morar em um daqueles imensos castelos europeus. Ter vivido em um desses na Idade Média, possivelmente, se parecia com um conto de fadas, desses que vemos em filmes e animações, né? Na verdade, não se deixe enganar por todas essas produções que romantizam a vida nos castelos medievais, com muita riqueza e ostentação. Viver nesses lugares não se resumia em festas intermináveis e banquetes ricos. A verdade é que a vida nos castelos era uma coisa complicada, até mesmo para a classe alta. Salas escuras e sombrias, além da falta de higiene. Esses eram apenas alguns dos problemas mais comuns.

É claro que a classe alta, durante a Idade Média, consumia alimentos e bebidas mais requintados e desfrutava de um pouco mais de privacidade do que a classe trabalhadora. Mas, os confortos nos castelos nem sempre eram coisas extravagantes como muitas pessoas imaginam. Diante de tudo isso, você deve estar se perguntando como era, de fato, morar nesses lugares no passado. E foi pensando nisso que decidimos trazer essa matéria. Confira conosco a seguir e surpreenda-se.

Como eram os cômodos dos castelos no passado

Os castelos medievais eram construídos através de pedras, na maioria das vezes enormes. Isso servia também como defesa contra os inimigos. Na verdade, a proteção era mais importante do que o conforto. Consequentemente, isso fez com que surgissem gigantescas fortalezas de pedra com janelas bem pequenas e estreitas. As pedras não eram propícias para que o calor entrasse pelas janelas, assim penetrando pouca luz do sol no interior dos castelos. Isso quer dizer que esses lugares eram muito frios.

Estamos falando das partes mais nobres do castelo. Agora pensa como vivam os servos do lugar, que naturalmente se abrigavam nos recantos mais profundos e escuros do castelo. Acredita-se que várias doenças que acompanham os espaços úmidos e frios do castelo se proliferavam com facilidade entre os criados, visto que eles contavam com pouca defesa contra essas doenças.

As privadas assustadoras

No passado, as pessoas precisavam fazer suas necessidades em um banco, que em alguns casos poderia ser comprido e contar com alguns buracos. Toda a matéria fecal caia em uma fossa, que poucas vezes era limpada por pobres coitados. Era comum não haver partições que pudessem promover alguma privacidade, assim as pessoas simplesmente ficavam à vista de todos os amigos e vizinhos enquanto faziam suas necessidades.

Embora tenha o seu lado nojento que fala mais alto, os momentos nessas privadas eram perfeitos para socialização. Achamos isso completamente estranho, mas não sabemos como as pessoas realmente se sentiam diante dessa realidade, pois os padrões atuais de privacidade e higiene simplesmente não se aplicavam naquela época.

Odor intenso

Provavelmente por causa dos banheiros, os castelos medievais cheiravam muito mal. O fato de que os banheiros não ofereciam qualquer tipo de privacidade e que não havia onde depositar os resíduos além de uma fossa aberta não ajudava em nada. Não era fácil limpar esses locais, pois encontrar água fresca também era um problema em algumas regiões. Além disso, certas doenças predominavam, impedindo que as pessoas realizassem esses procedimentos necessários.

Os banhos nos castelos

Diferente do que muitos acreditam, nos tempos medievais as pessoas até que gostavam de tomar banho, embora não fosse fácil encontrar água limpa e uma banheira. Nos castelos, muitas vezes havia uma banheira de madeira que podia ser levada de um cômodo para o outro, assim os moradores tomavam seus banhos. Não era uma coisa muito higiênica ou privada, mas as pessoas ficavam felizes em poder se limpar vez ou outra. Notamos que as pessoas, que viviam em castelos medievais, não tinham as mesmas preocupações com higiene e privacidade que temos hoje.

Ratos em todos os lugares

Ambientes escuros, úmidos e frios são lugares perfeitos para a proliferação de alguns seres indesejáveis, como os ratos, por exemplo. Na prática, se você morava em um castelo medieval, consequentemente dividia seu espaço com vários ratos. Embora os moradores já estivessem acostumados com essas companhias, as pessoas ainda tinham medo das criaturas. No entanto, o mais curioso é o fato de que os ratos eram uma das formas mais baratas e eficazes de praticar tortura naquela época.

Torturas nas masmorras

Os prisioneiros na Era Medieval eram levados e mantidos nas profundezas sombrias dos castelos. As condições nas masmorras eram muitas vezes deploráveis, pois na época não haviam defensores dos direitos humanos. As pessoas eram presas por questões políticas, onde o rei ou rainha do castelo considerava adequado ou não suas posturas. Eles poderiam ser torturados por diversos motivos. Havia diversas maneiras de torturar as pessoas na época. Uma delas era colocar um rato no corpo do prisioneiro, permitindo que ele se alimentasse no intestino da vítima. Ou seja, era extremamente importante pensar duas vezes antes de violar qualquer lei.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comente então pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos.

9 famosos que começaram como figurantes

Matéria anterior

Monge tira a própria vida para atingir a emancipação

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.