Curiosidades

Depois de atropelar suspeito de furto, homem debocha: ”menos um fazendo L”

0

Algumas histórias parecem ser totalmente inventadas pelo absurdo que elas são, mas para o choque de todos, elas realmente acontecem, como por exemplo, esse homem que atropelou um suspeito de furtar um celular em São Paulo na terça-feira dessa semana. Como se não bastasse o atropelamento, o homem depois debochou do caso e publicou em suas redes sociais uma sequência de vídeos fazendo piada a respeito da vítima.

O furto que culminou no atropelamento aconteceu por volta das 17h30 na região central de São Paulo. No momento, o suspeito teria pegado o celular de um motorista de aplicativo e, quando ele fugiu, ele foi atropelado por outro homem que estava dirigindo um Ford Ka preto.

Enquanto estava no lugar onde o acidente aconteceu, o homem que atropelou o suspeito, identificado como Christopher Rodrigues, postou em seu Instagram vários vídeos debochando da vítima. E até mostrou o corpo embaixo do carro e escreveu “menos um fazendo L”, referindo-se ao gesto usado na campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Homem debochando

Além disso, o atropelador também disse nos vídeos que “Lúcifer Morningstar recebe mais um membro da equipe”, fazendo referência ao personagem dos quadrinhos e também da série “Lúcifer” que sai do inferno e persegue criminosos.

“Agora, vou para a delegacia assinar um assassinato… Mentira! Deus é mais”, disse o homem que o atropelou fazendo o sinal da cruz.

O deboche do atropelador não acabou por aí. O homem usou o mesmo tom para falar a respeito das pessoas que se aproximaram do local e pediram para que ele retirasse o carro de cima do atropelado.

“Acho engraçado que, logo em seguida, chegou direitos humanos, as meninas da PUC, de Direito, ‘ah, tira o carro de cima do cara’. Eu disse ‘não, vai ficar aí até a polícia chegar’. Chegou gente da família pedindo para tirar o carro de cima dele, porque está vivo”, disse.

O homem também fala no vídeo que “dessa vez não tem cervejinha, nem picanha”. Até mesmo quando ele está sendo levado para a 78ª DP o atropelador faz vídeo ironizando a situação de dentro da viatura policial.

Atropelamento

Metrópoles

Ao fim dos vídeos e das fotos, o homem postou uma foto comemorando por não ter sido registrado nem ao menos como homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

A vítima do furto foi um motorista de aplicativo de 42 anos que não quis ser identificado. Em uma entrevista ao Metrópoles ele contou que tudo aconteceu muito rápido. “Ele (suspeito de furto) veio na lateral do vidro, pegou o celular e correu para trás. Foi atropelado na sequência”, disse.

Ao contrário do atropelador, o homem vítima do furto disse que não tinha “nenhum sentimento” com relação ao assaltante e lamentou que ficou envolvido de alguma forma nessa ocorrência. “Era um ladrão, mas também uma pessoa”, pontuou.

De acordo com o motorista de aplicativo, ainda no local do atropelamento, o suspeito recebeu massagem cardíaca feita pela equipe de resgate dos Bombeiros. Depois, ele foi levado, ainda com vida, para o hospital. “Quando a gente estava fazendo o boletim de ocorrência, veio a notícia de que ele tinha falecido”, contou a vítima do furto.

No entanto, as autoridade não confirmaram a morte do suspeito.

Fonte: Metrópoles

Imagens: Metrópoles

Famosos que ficaram com sequelas permanentes por conta de filmes

Artigo anterior

Novo identificador de chamadas ajuda no reconhecimento de ligações de telemarketing

Próximo artigo