Entretenimento

Duolingo: o sucesso do aplicativo que movimenta bilhões

Duolingo
0

Quem não acha interessante aprender outras línguas com apenas alguns cliques, em um aplicativo interativo? Foi exatamente por esse motivo que o aplicativo de ensino de idiomas Duolingo se tornou um verdadeiro sucesso e já conta com mais de 500 milhões de usuários. Um dos fundadores do aplicativo também é um fenômeno: Luis Von Ahn. Ele participou, também, da criação de duas tecnologias bem famosas, chamadas de “CAPTCHA” e “reCAPTCHA”, que são responsáveis por diferenciar humanos de robôs em sites.

Quem é Luis Von Ahn?

Nascido na Guatemala, Von Ahn teve uma origem humilde. Sua mãe o incentivou a aprender inglês e, em 1996, ele se mudou para os Estados Unidos para estudar na Universidade Duke, mesmo sem ter dinheiro ou contatos no país. Em 2000, depois de desistir de seguir carreira como professor de matemática, ele se juntou a uma equipe de pesquisa da Carnegie Mellon University e ajudou a desenvolver o CAPTCHA.

duolingo

Justin Merriman

Como ele mesmo define, o CAPTCHA trata-se dos “caracteres distorcidos que você precisa digitar em toda a internet”, quando vai criar uma conta em um site ou comprar ingressos, por exemplo. A tecnologia surgiu para resolver um problema imenso: robôs programados para utilizar códigos e roubar milhões de endereços de e-mail e inundar caixas de entrada com lixo eletrônico.

Depois do sucesso da ferramenta, o empresário foi premiado com uma bolsa MacArthur, também conhecida como a “bolsa gênio”. Mas ele não parou ali. À CNBC, Von Ahn contou que estava preocupado com o tempo que os internautas passavam preenchendo o CAPTCHA em sites. “Eu comecei a pensar: se você multiplicar 10 segundos por 200 milhões, isso acaba sendo 500 mil horas todos os dias”, comentou o desenvolvedor de tecnologias.

Por isso, Von Ahn e um grupo de pesquisadores desenvolveram o reCAPTCHA, lançado em 2007 como uma maneira mais rápida de diferenciar humanos de bots. A partir daí, ao invés de digitar uma sequência de letras e números, basta clicar em um botão para mostrar que você não é um robô. O Google adquiriu o reCAPTCHA em 2009 por uma quantia não revelada. Von Ahn diz que foi na casa das dezenas de milhões de dólares.

Google

Com seu último problema resolvido, ele poderia finalmente descansar e desfrutar do seu trabalho. Mas o empresário tinha outros planos: ele se juntou a um aluno de doutorado na Carnegie Melon University, onde é professor consultor, para criar um aplicativo gratuito para aprendizado de idiomas. Assim nasceu o Duolingo.

O Duolingo

Segundo a CNBC, o aplicativo de idiomas possui, hoje, cerca de 6% de usuários pagantes, permitindo que ele se mantenha gratuito para milhões de outros estudantes. Os pagantes não precisam pagar para ter acesso aos conteúdos, mas sim para remover os anúncios do aplicativo.

O Duolingo utiliza anúncios tanto no site quanto nos aplicativos para Android e iOS. Os usuários podem remover os anúncios pagando uma taxa de assinatura, adquirindo, assim, o Duolingo Plus. Além disso, para gerar renda, o Duolingo originalmente fazia uso de um sistema de crowdsourcing, em que empresas como Buzzfeed e CNN pagavam para o Duolingo traduzir conteúdo enviado por elas.

Hoje, a plataforma possui até mesmo uma prova de proficiência aceita por universidades norte-americanas e europeias. Segundo o empreendedor, existem mais estadunidenses aprendendo idiomas no Duolingo do que em todas as escolas de ensino médio do país juntas. Listada na Nasdaq, bolsa norte-americana que reúne ações das empresas de tecnologia, a companhia está hoje avaliada em US$ 3,46 bilhões.

Duolingo

Reuters

Todo esse sucesso não vem apenas da sua experiência em construir negócios e tecnologias, mas também de construir ambientes que deixem os usuários à vontade. Diferentemente de outros métodos de aprendizado, o Duolingo funciona como se fosse um jogo: entrando diariamente, o estudante recebe pontos que aumentam conforme a constância. Deixando de entrar algum dia, você perde toda essa contagem e precisa recomeçar do zero.

Em 2013, a Apple escolheu o Duolingo como seu aplicativo do ano para iPhone, a primeira vez que esta homenagem foi concedida a um aplicativo educacional. O Duolingo também ganhou o prêmio de Melhor Startup de Educação nos Crunchies de 2014 e foi o aplicativo mais baixado na categoria Educação no Google Play em 2013 e 2014. Em 2015, o aplicativo foi anunciado como o vencedor da categoria Brincar e Aprender pelo Design to Improve Life.

O Duolingo foi colocado na posição 44º na lista das “50 empresas mais inovadoras do mundo” da Fast Company em 2018 por “tornar os novos idiomas irresistíveis”, conforme comunicado divulgado pela Fast Company. Em 2019, a empresa foi nomeada como uma das “próximas startups de bilhões de dólares” da Forbes. O sucesso não envolve apenas a interface do aplicativo, mas também as pessoas que estão por trás de tudo isso.

De acordo com Von Ahn, em entrevistas de emprego, quando o candidato precisa de um carro para chegar do aeroporto ao escritório, o empresário paga o motorista para dar um feedback sobre o comportamento do candidato durante a corrida, para ter certeza de que não está contratando personalidades tóxicas. “Normalmente todos se saem bem, mas já deixamos de contratar pessoas muito, muito competentes, porque elas foram mal-educadas com o motorista”, contou à CNBC.

Âmbar de 30 milhões de anos conserva inseto semelhante a um louva-a-deus

Matéria anterior

Idoso de 121 anos conhecido como “Terror do INSS” vence dengue

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos