Entretenimento

É possível separar a inteligência do corpo?

0

Com o avanço cada vez maior na medicina e na tecnologia, várias coisas que pareciam impossíveis se tornaram realidade. Contudo, algumas dúvidas recorrentes parecem ainda não terem sido respondidas. Por isso o jornal The New York Time perguntou: é possível que a inteligência exista separada do corpo?

Para muitos essa pergunta pode parecer um pouco sem sentido, mas ela tem relação com os recentes desenvolvimentos em inteligência artificial. Até porque, todos ainda estão tentando entender o que representa essa nova geração desses sistemas e qual será a sua evolução.

Nesse ponto, uma das principais dúvidas e medos é se a inteligência artificial pode ter algum conceito de ética, no caso, respeitar determinado limite e não ser a destruição da humanidade. Felizmente, grande parte dos estudos sobre isso dizem que sim. E o caminho para que isso aconteça é colocar essas inteligências artificiais dentro de corpos.

Inteligência e corpo

Farol news

 

Esses estudos pontuam que a inteligência humana só teve sua evolução por ela ser o resultado da mistura entre os cérebros e os corpos. E por mais irreal que essa ideia de colocar uma IA dentro de um corpo possa parecer, a ideia já está saindo do papel.

Um exemplo disso é o chamado Moxie. Ele é um robô pequeno que usa o mesmo tipo de inteligência artificial que o Chat GPT. O objetivo dos criadores do robô é que, quando eles oferecerem para a inteligência artificial um corpo, eles conseguirão não somente a evolução rápida do sistema, como também uma evolução segura para todos.

“O corpo, de uma forma muito simples, é a base para uma ação inteligente e cautelosa. Até onde posso ver, este é o único caminho para uma IA segura”, pontuou Joshua Bongard, um roboticista da Universidade de Vermont.

O Moxie tem aproximadamente o tamanho de uma criança. Ele tem uma cabeça no formato de lágrima, olhos verdes e mãos macias. O seu corpo é de um plástico rígido e dentro dele existe um processador de computador que executa o mesmo software que o ChatGPT.

Robô

Segundo os fabricantes do robô, que fazem parte da start-up chamada Empowered, o Moxie é “o primeiro amigo robô de IA do mundo”. Ele foi criado em 2017 para ajudar as crianças em seu aprendizado cognitivo, social e emocional.

Esse robô é bem expressivo, com seus olhos se mexendo para mostrar consolo ou incentivo. Além disso, Moxie também pode sorrir. Ele também tem sensores para capturar pistas visuais dadas pelas crianças e consegue responder a linguagem corporal delas, ao mesmo tempo que imita e aprende através do comportamento das pessoas em sua volta.

“É quase como uma comunicação sem fio entre humanos. Você literalmente começa a sentir isso em seu corpo. Com o tempo, o robô fica melhor nesse processo de dar e receber, como um amigo conhecendo você”, disse Paolo Pirjanian, um roboticista e fundador da Empowered.

Evolução

Se para alguns pesquisadores a única forma de a inteligência artificial evoluir  é ser colocada em um corpo, será que nós iremos um dia nos aproximar da inteligência artificial? Ou então virar um tipo de ciborgue?

De acordo com a previsão de uma IA, feita quando o artista digital chamado Fabio Comparelli pediu ao algoritmo que retratasse a evolução humana, no final da cadeia evolutiva ela previu o surgimento dos ciborgues, ou seja, homens-máquina.

Através dos comandos dados por Comparelli, a IA criou um vídeo em que ela apresenta a evolução humana segundo a teoria da evolução das espécies do naturalista Charles Darwin. No vídeo é possível ver desde o macaco até o Homo sapiens. E fazendo projeções para o futuro, a IA imaginou as fases pelas quais a espécie passa por uma metamorfose, que tem como resultado sua fusão com a tecnologia até se tornar um ciborgue.

Segundo a evolução projetada pela inteligência artificial, o ser humano passa de seu estágio ciborgue para um estágio de robô e depois disso ele finalmente se transforma em uma máquina no estilo colmeia. Ou seja, transforma-se em uma inteligência que resulta da colaboração conjunta de indivíduos sem consciência própria.

Fonte: Olhar digital, History

Imagens: YouTube, Farol news

Esse cão-robô consegue jogar futebol na areia, neve e até na lama

Previous article

Serviço de pagamentos inédito é lançado no Brasil pelo WhatsApp

Next article

Comments

Comments are closed.