Nós estamos vivendo a pandemia do coronavírus, que está deixando todas as pessoas bastante assustadas e surpresas. O COVID-19 surgiu em Wuhan, na China. Desde o surgimento, pudemos acompanhar o rápido aumento das contaminações. Países inteiros adotaram o distanciamento social, assim como foi indicado pela Organização Mundial da Saúde. Esse é, até o momento, o melhor método para frear o avanço da doença.

Essa medida é basicamente para evitar aglomerações de pessoas a fim fazer com que a COVID-19 não se espalhe ainda mais. Por isso, desde que foi declarada a pandemia, vários estabelecimentos comerciais e eventos de grande público estão sendo fechados, cancelados ou adiados temporariamente.

Segundo os especialistas, essas pequenas atitudes diminuem consideravelmente a chance de contágio. Isso, porque é impossível isolar todas as pessoas contaminadas. Por isso, é tão importante que principalmente os estabelecimentos tomem a iniciativa.

Essa é uma medida importante no combate à pandemia. Agora, depois de alguns meses do começo do surto de coronavírus, alguns países já estão flexibilizando o isolamento. E aos poucos estabelecimentos e espaços públicos vão reabrindo. Mas mesmo assim, as regras de distanciamento entre as pessoas continuam válidas.

Publicidade
continue a leitura

Robô

Singapura, por exemplo, achou um jeito diferente de lembrar as pessoas que o distanciamento ainda é uma realidade.  “Por favor, para sua própria segurança, fiquem a um metro de distância”, avisa o cachorro robô que fica de patrulha em um parque da cidade.

Segundo as autoridades de Singapura, o cachorro robô, chamado Spot, não tem o objetivo de localizar ou até mesmo rastrear as pessoas. O objetivo dele é educacional. O cachorro robô anda pelo Bishan-Ang Moh Kio Park falando mensagens de como se prevenir de maneira adequada contra o novo coronavírus.

Publicidade
continue a leitura

Mas a quebra das regras rígidas de Singapura podem fazer com que a pessoa seja multada ou até mesmo presa. Na cidade, as regras valem até o dia 1º de junho. E a população só pode sair de casa para realizar atividades essenciais, como por exemplo, ir ao supermercado. E quando saem são obrigadas a usar máscaras o tempo todo. E os exercícios ao ar livre são permitidos, mas nunca em grupo.

Fiscalização

O cachorro chamado Spot começou a fiscalizar o parque na última sexta-feira. Ele ainda estava em um período de testes e transmitia imagens pré gravadas.

Publicidade
continue a leitura

Quem desenvolveu esse robô foi a empresa americana Boston Dynamcis. O robô também é equipado com câmeras que conseguem monitorar o movimento nessa área publica. As câmeras são usadas para calcular o número de pessoas no parque. E com isso ele informa ao governo se as medidas de isolamento estão sendo ou não eficazes.

Esse robô é controlado de forma remota, e tem sensores que conseguem impedi-lo de bater em qualquer obstáculo. E além disso, ele será acompanhado por um guia. Se essa experiência no Bishan-Ang Moh Kio Park tiver resultados positivos, o cachorro deve ficar de forma integral nos horários de pico do parque.

Usando o Spot, as autoridades pretendem diminuir a necessidade de funcionários no lugar. E pode ser até que outros lugares da cidade tenham seu próprio cachorro robô para que também sejam monitorados.

Publicado em: 14/05/20 14h33