• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Empresário com Síndrome de Down cria marca de meias e alcança cifras milionárias

POR Bruno Destéfano    EM Compartilhando coisa boa      05/08/19 às 14h17

Durante a maior parte de sua vida, John Cronin completava suas roupas com um par de meias vibrantes. Seus irmãos mais velhos muitas vezes pediam ao pai, Mark Cronin, para refrear o estilo ultrajante do garotinho. Entretanto, John simplesmente os ignorou e que bom que ele fez isso. "Eles não são o esquadrão da moda", disse John ao TODAY. "Eu amo todas as meias que são muito coloridas e deixe-me ser eu". O homem, que agora já está na casa dos 20 anos e vive em Long Island, tem Síndrome de Down. Quando a formatura do ensino médio se aproximava, ele começou a considerar o que queria fazer com seu futuro. Sabia que queria começar com um negócio ao lado de seu pai. Era o início de uma história de sucesso enveredada por um futuro empresário com Síndrome de Down.

O que ele queria: uma loja "divertida". No entanto, para além disso, acabou criando algo fantástico. A ideia de uma food truck parecia interessante. "Um dos problemas, eu e meu pai, os dois não podem cozinhar", disse John. "Nós dois somos bons em comer". Mas, então, John percebeu que poderia transformar seu amor por meias em uma empreitada. "Eu queria fazer algo divertido e criativo", disse ele.

A carreira do empresário com Síndrome de Down

Em novembro de 2016, John e Mark Cronin escolheram o nome da empresa: John's Crazy Socks. Criaram um site com logotipo e tudo mais. "Eu vim com uma frase", disse John. "Meias, meias e mais meias". A empresa foi lançada em 9 de dezembro de 2016 e ambos ficaram impressionados com a resposta positiva dos consumidores.

Os estoques foram rapidamente esgotados. Os dois tiveram que ir em lojas locais para comprar mais meias de Natal para manter o estoque na primeira temporada de festas.

Como funciona: John's Crazy Socks é o que chamamos de um armazém pick-and-pack. Isso significa que eles distribuem meias feitas por outras empresas. John ama as meias-calças e faz questão de embalá-las para entrega. Este modelo tem sido muito bem sucedido para os Cronins.

Em pouco mais de um ano, eles atingiram a marca de mais de 42.000 pedidos e arrecadaram US $ 1,7 milhão em receita. Mark Cronin atribui o sucesso à dedicação de John. "John é um modelo", disse Mark. "Queremos mostrar o que é possível".

Princípios

Mark também acredita que a empresa continua sendo bem-sucedida porque se concentra em quatro princípios. O primeiro deles é de que John's Crazy Socks fornece esperança e inspiração. "Contratamos pessoas com deficiências. Assim, mostramos o que as pessoas com deficiências podem fazer se você lhes der uma chance", disse Mark.

Eles também fazem a devolutiva dos lucros firmados. John's Crazy Socks doa 5% de seus lucros para a Special Olympics. O empresário com Síndrome de Down é um atleta olímpico e atualmente está treinando para competir na categoria "raquete de neve".

A empresa também projeta meias especiais para outras causas, como autismo e síndrome de Williams. John's Crazy Socks doa uma determinada quantia para cada uma das causas e organizações locais/nacionais.

Próxima Matéria
Via   BBC     TODAY  
Bruno Destéfano
Escritor, fotógrafo e jornalista // Deixe que o conhecimento te revolucione de dentro para fora.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+