• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Conheça as 7 chaves secretas que controlam a internet mundial

POR Bruno Destéfano    EM Curiosidades      05/08/19 às 14h19

Parece ficção, mas não é. Toda a Internet é protegida por sete chaves que estão nas mãos de 20 pessoas. Existe uma cerimônia que as reúne em um mesmo ambiente. Juntas, suas chaves criam uma chave mestra que controla uma das medidas centrais de segurança no núcleo da web. Rumores sobre o poder desses keyholders são abundantes: sua chave poderia desligar a Internet? Ou, se alguém conseguisse derrubar todo o sistema, eles poderiam ligá-lo novamente? "7 chaves secretas que controlam a internet mundial"? Isso seria real? Os keyholders têm se reunido quatro vezes por ano desde 2010. Duas vezes na costa leste dos EUA e duas vezes no oeste.

Keyholders (ou portadores das chaves) são especialistas em segurança de todo o mundo. Todos têm longa experiência em segurança na Internet e trabalham em várias instituições internacionais. Eles foram escolhidos por sua distribuição geográfica e por sua experiência. Afinal, segundo a lógica, nenhum país pode ter muitos keyholders. Eles viajam para a cerimônia por conta própria.

Como funciona?

O que esses homens e mulheres controlam é o "coração" da internet mundial: o sistema de nomes de domínio (DNS). Ou seja, uma série de registros que vinculam endereços da web a uma série de números - denominados endereços IP. Sem esses endereços, você precisaria conhecer uma longa sequência de números para cada site que desejasse visitar.

A chave mestra, que reúne todas as sete, faz parte de um novo esforço global para tornar todo o sistema de nomes de domínio mais seguro. E, assim, consequentemente, tornar a Internet mais protegida. Como funciona: keyholders se encontram para verificar se cada entrada nesses "catálogos telefônicos" é autêntica. Isso impede a proliferação de endereços da web falsos, que podem levar pessoas aos sites maliciosos.

As 7 chaves secretas que controlam a internet mundial

Cada uma das cerimônias da costa leste e oeste tem sete keyholders. Outras sete pessoas ao redor do mundo, como medida de segurança, também podem acessar o sistema. Até porque são chaves secretas que controlam a internet mundial. É preciso estar prevenido. Cada um dos 14 keyholders primários possui uma chave de metal para um cofre.

Dentro dele, é possível encontrar um cartão inteligente. Este ativa uma máquina que cria uma nova chave mestra. A cerimônia exige pelo menos três keyholders, porque três chaves são necessárias para desbloquear o equipamento que protege o DNS.

Os keyholders de "backup" têm algo um pouco diferente: smartcards. Estes contêm um fragmento de código necessário para construir uma máquina que gera chaves de substituição. Uma vez por ano, os portadores das chaves alternativas precisam confirmar que tudo está dentro dos conformes para a Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números.

Eles enviam uma fotografia deles mesmos com o jornal do dia. Inclusive, a ICANN, sediada nos Estados Unidos, tem um das maiores posições quanto à segurança global da Internet e isso vem sendo alvo de críticas. Se alguém conseguisse controlar o banco de dados da ICANN, essa pessoa controlaria praticamente toda a Internet. Por exemplo, a pessoa poderia enviar usuários para sites bancários fakes.

Consciente do seu papel internacional e da confiança mundial depositada nela, a ICANN permite que qualquer pessoa acompanhe a cerimônia. É possível assistir à transmissão ao vivo ao longo do evento meticuloso. A corporação também publica os scripts para cada cerimônia.

Próxima Matéria
Bruno Destéfano
Escritor, fotógrafo e jornalista // Deixe que o conhecimento te revolucione de dentro para fora.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+