Curiosidades

Essa nave espacial da NASA ”tocou” a camada externa do sol

0

O sistema solar é formado pelo Sol e mais 1.700 corpos celestes menores, entre cometas, asteroides e os planetas com seus satélites. Nosso sistema solar fica em um dos espaços da Via-Láctea, sendo formado pela estrela solar e por tantos outros corpos celestes ao seu redor.

O sol é a estrela central do nosso Sistema Solar. E todos os outros corpos desse sistema, como por exemplo planetas, planetas anões, asteroides e cometas giram em torno dele. Ele é a estrela mais próxima da Terra e pertence à classe espectral G. Essa estrela é mediana em relação às outras.

O sol é um dos grandes responsáveis pela existência de vida em nosso planeta. Além de nos manter aquecidos, existem várias vantagens relacionadas com a exposição dos raios solares. Contudo, a quantidade de luz solar que atinge a superfície do nosso planeta tem mudado há décadas.

Expedição

Várias já foram as expedições e estudos para tentar entender o sol e como ele funciona. Este astro tem um ritmo e passa por diferentes ciclos de atividade. Desses ciclos, o mais conhecido é o ciclo de Schwabe, que tem a duração de 11 anos.

Mesmo com vasto conhecimento acerca do sol, ele ainda guarda muitos mistérios e é objeto de curiosidade. Por isso, novas missões sempre são mandadas para a estrela central do nosso sistema solar.

Um exemplo disso é a Parker Solar Probe, da NASA, que passou mais perto do sol. Foi tão perto que ela “tocou” a atmosfera externa escaldante da estrela. Isso deu á NASA uma visão, em primeira mão, nunca antes vista.

Essa espaçonave tem o tamanho de um carro e passou perto do sol algumas vezes, e cada vez foi ficando mais próxima.Ela usa a atração gravitacional de Vênus  como uma espécie de estilingue que ajuda a espaçonave a se aproximar do sol e também impulsiona a velocidade para ficar cada vez mais alta.

Recorde

Esse “estilingue” feito com Vênus está funcionando tão bem que a espaçonave quebrou dois recordes durante a sua abordagem solar mais recente, que foi feita na semana passada.

O primeiro foi a velocidade que a Parker Solar Probe conseguiu atingir. Ela atingiu a velocidade máxima de 330.000 MPH, que é rápida o suficiente para dar 13 voltas em torno da Terra em apenas uma hora. Com isso, ela se tornou o objeto de viagem mais rápido já feito pela humanidade.

O segundo recorde foi o objeto que viajou mais perto do sol. A espaçonave conseguiu chegar a 18,6 milhões de quilômetros de distância de sua superfície. Essa foi a menor distância já conseguida na história  de missões enviadas para o sol.

O recorde anterior também era da Parker Solar Probe. Claro que a NASA não pretende parar por aí. A espaçonave deve  quebrar seus próprios recordes mais uma vez já no final desse ano. Ela usará de novo Vênus para se lançar para mais perto do sol em uma velocidade mais alta do que visto antes, o que também será um feito jamais realizado até então.

A ”porta do inferno” da Roma Antiga matou pessoas com seu lago mortal

Matéria anterior

Xilogravura de Dalí estava à venda em brechó por apenas US$10

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.