Ciência e Tecnologia

Esse é o melhor chocolate do mundo, e foi criado pela ciência

0

Você sabe como é feito o chocolate tradicional que encontramos nos supermercados? Bom, as grandes empresas misturam grãos de cacau de baixa qualidade, em seguida é adicionado uma grande quantidade de açúcar, vanilina, manteiga de cacau e emulsionantes como lecitina de soja para garantir que o sabor e textura sejam sempre os mesmos. O que acreditamos ser o gosto do chocolate é geralmente apenas açúcar e baunilha.

O produto feito assim é nomeado de chocolate industrial. O termo usado não é de todo ruim, mas é muitas vezes um jeito abreviado de dizer que o baixo custo e consistência são os principais objetivos do fabricante.

Você sabia que, ao mudar uma única característica no processo de fazer o doce, o seu sabor muda completamente? Criando uma nova gama de sabores. Rob Anderson, descobriu isso e utilizou de suas habilidades para criar uma versão completamente nova.

Rob Anderson, usa métodos diferentes em sua empresa Fresco Chocolate. Ele torra grãs de quatro maneiras diferentes e os transforma em chocolate de quatro formas diferentes. Além disso ele foi responsável por criar as próprias máquinas que produzem seu produto. Muitas consideram o seu trabalho como uma coisa única.

Novos métodos de produção para o chocolate

Chocolate

O produto de Rob, conhecido como chocolate de feijão a barro, é feito a partir do zero, geralmente feito por poucas pessoas. É um movimento que preza por fazer o chocolate por inteiro, desde o grão até a barra que vai ser comercializada, em um processo artesanal que dá um sabor único para cada uma das criações.

“Assar, moer e suavizar”. Parece fácil, mas a verdade é que se trata de um processo matizado, quase impossível, com milhares de variáveis. Há 12 anos o movimento teve início com apenas cinco produtores e, hoje, já contabiliza 200 criadores de chocolates que, em sua maioria, são pessoas vindas das áreas de engenharia e tecnologia.

No processo de bean-to-bar, as barrinhas são feitas desde a escolha do grão, até a confecção do chocolate final em um único lugar. E os grãos são adquiridos de produtores locais, em sua maioria, o que ajuda a agricultura local, de pequenos produtores.

Aqui está outra razão pela qual Rob é diferente dos outros fabricantes de Chocolate: ele tem um trabalho de dia, como diretor sênior de tecnologias emergentes em uma empresa de fabricação de eletrônicos industriais. Isso significa que ele não sente o tipo de pressão que outros fabricantes sentem. “É algo que eu super gosto de fazer. É um hobby que se paga. Eu não faço o típico executivo que gosta de jogar golfe e sair para clubes”, continuou ele. “Eu volto para casa para fazer chocolate”.

E aí, o que acharam da matéria? Comenta aí e não se esqueça de compartilhar com os amigos, lembrando que seu feedback é sempre muito importante.

7 imagens que mostram como é o céu visto de outros planetas

Matéria anterior

11 ilustrações mostram como é estar em um relacionamento verdadeiro

Próxima matéria

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.