Curiosidades

Estudo mostra que produtos de cannabis podem realmente ter um efeito antidepressivo

0

Há muito tempo, o mundo todo discute se a cannabis ou maconha, como é mais conhecida, deve ou não ser legalizada. Este é um assunto que sempre divide opiniões. Por mais que se tenha usado a maconha durante muito tempo como uma erva medicinal, principalmente com função de analgésico, seu uso é proibido em alguns países. Já que também se utiliza como instrumento de fumo por muitas pessoas.

Contudo, ela pode ser um tratamento bem sucedido em alguns casos. Quando o assunto é saúde mental e seus transtornos, como ansiedade e depressão, ter várias opções de tratamento é bastante importante.

Por mais que os antidepressivos e os medicamentos ansiolíticos tenham salvado a vida de muitas pessoas durante os séculos XX e XXI, para uma parcela de pessoas esses tipos de tratamento nem sempre funcionam. Ou podem até mesmo causar grandes efeitos colaterais.

Cannabis

Por conta disso, “um número crescente de pessoas que lutam contra a ansiedade e / ou depressão está experimentando produtos de cannabis para o controle dos sintomas”, explicou um novo estudo, liderado pela neurocientista Erin Martin da Medical University of South Carolina.

Os resultados de estudos a respeito do uso de cannabis e depressão foram mistos. Em 2019, por exemplo, um estudo relacionou o uso de maconha na adolescência com a depressão em adultos. Contudo, alguns componentes isolados ou sintéticos da cannabis tiveram uma diminuição de curto prazo na ansiedade.

Por mais que ainda não se fez estudos clínicos a respeito desses produtos químicos na depressão, os estudos feitos em camundongos se mostraram bem promissores.

O último estudo feito analisou 368 usuários de cannabis e 170 não usuários. O estudo pediu que os participantes preenchessem uma pesquisa online com detalhes a respeito da sua ansiedade e depressão,  sono, qualidade de vida, problemas de dor crônica e seu uso de cannabis.

Para fazer a análise das experiências dos participantes, os pesquisadores usaram a Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HADS). Nela, uma pontuação acima de oito indica uma preocupação clínica. E a pontuação pode chegar a 21.

Estudo

Os participantes que estavam tomando produtos de cannabis tiveram níveis mais baixos de depressão, mas não de ansiedade. Além disso, uma proporção maior daqueles que tomaram cannabis pontuou abaixo de 8 na HADS em comparação aos que não usaram. Outra melhoria foi o sono dos usuários de cannabis. Eles relataram um sono melhor do que as pessoas que não usaram.

“Embora não tenhamos observado nenhum efeito do uso de cannabis medicinal na ansiedade no início do estudo os participantes que iniciaram o uso de cannabis durante o período de acompanhamento relataram uma redução significativa na ansiedade que não foi refletida em não iniciadores”, escreveram os pesquisadores.

Outra descoberta dos pesquisadores foi a de que o efeito foi mais forte entre os participantes que usaram os produtos com maiores quantidades de cannabidiol, em oposição ao tetrahidrocanabinol. E também não se afetou por aqueles que também tomavam antidepressivos tradicionais.

Observações

Claro que esses dados não são uma recomendação para deixar de lado os medicamentos e se voltar para a cannabis para ter um  aumento instantâneo da qualidade de vida ou para um destruidor da ansiedade e da depressão. Até porque, os resultados ainda são bem pequenos e existem limitações para o estudo.

“É possível que parte da melhora dos sintomas relatada por usuários de cannabis medicinal possa ser atribuída a um efeito de expectativa. Especialmente em consideração às baixas doses diárias de cannabidiol relatadas pelos participantes em relação às usadas em estudos clínicos anteriores. Da mesma forma, os controles eram pessoas que estavam considerando o uso de cannabis medicinal para tratar sua condição. Portanto, também não é surpreendente que as pessoas que acreditavam que a cannabis medicinal pudesse ajudar em sua condição o suficiente para iniciar o uso perceberiam um benefício substancial”, concluíram os pesquisadores.

Fonte: https://www.sciencealert.com/study-suggests-cannabis-products-might-have-an-antidepressant-effect

Como deixar suas redes sociais mais felizes, de acordo com cientistas

Matéria anterior

Inteligência artificial encontrou um ancestral ”fantasma” e desconhecido do nosso genoma

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos